Condições de escolarização e acesso ao mercado de trabalho das juventudes cearenses

Autores

Palavras-chave:

Jovens, Educação, Trabalho, Ceará

Resumo

Objetivou-se traçar o Estado da Questão sobre os estudos efetivados no Ceará no que concernem às temáticas “juventudes e trabalho” e “juventudes e educação”, o que permitiu conhecer algumas políticas públicas de juventudes efetivadas em âmbito local, bem como analisar o perfil dos jovens cearenses contemplados por tais serviços. Metodologicamente, amparou-se no Estado da Questão, desenvolvido em duas bases de dados nacionais que contemplam artigos, teses e dissertações com qualidade científica. Evidencia-se haver iniciativas no Estado do Ceará com vistas à escolarização dos jovens em concomitância à profissionalização para a entrada no mercado de trabalho, o que é bem avaliado pelos jovens, prioritariamente aqueles residentes de periferias, que assim podem contar com formação que possibilite melhor qualificação. Em contrapartida, também se averígua que a escolarização formal e a qualificação profissional não têm garantido a entrada no mercado de trabalho, frustrando as expectativas de muitos jovens mais empobrecidos que enxergam o trabalho como alternativa única de melhorar de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisca Genifer Andrade de Sousa, Universidade Estadual do Ceará/UECE

Doutoranda e mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Graduada em Pedagogia pela mesma universidade. Integrande do Grupo de Pesquisa Práticas Educativas, Memórias e Oralidades (PEMO).

Michele Gomes de Queiroz, Prefeitura de Fortaleza

Mestra em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE); Pós-graduada em Gestão e Coordenação Escolar pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada; Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); Graduanda em Letras Português e Inglês pela Universidade Cruzeiro do Sul. 

Genegleisson Queiroz de Paula, Governo do Estado do Ceará

Graduado em Música pela Universidade Estadual do Ceará (2010). Professor de Música vinculado ao Estado do Ceará e à Prefeitura de Horizonte (CE).  

Referências

BRAGA, O. R. Autobiografização e formação de juventudes: uma reflexão sobre a produção da vida na periferia. 2013. 371f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE. 2003. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/6040/1/2013-TESE-ORBRAGA.pdf. Acesso em: 22. Dez. 2016.

FIALHO, L. M. F.; SOUSA, F. G. A. Política Pública de Juventudes: percepções dos bolsistas do Prouni. Jornal de Políticas Educacionais. v.11, n. 17, p.1-20, 2017. Disponível em: http://revistas.ufpr.br/jpe/article/view/53612/34014. Acesso em: 21 set. 2020.

FIALHO, L. M. F.; SOUSA, F. G. A de; LOPES, T. M. R. Juventudes e ensino médio: direitos humanos e ensino para a diversidade. Revista espaço pedagógico, v. 26, p. 238-259, 2018. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8110 Acesso em: 30 mar. 2021.

FREZZA, M; MARASCHIN, C; SANTOS, N, S dos. Juventude como problema de políticas públicas. Psicologia & Sociedade, v. 21, n. 3, p. 313-323. 2015. Florianópolis, 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/. Acesso em: 30 mar. 2021.

MACHADO, V. O conceito de juventude: uma abordagem cultural dessa fase da vida. In: SOUZA, J, T, P; GROPPO, L, A (Orgs). Dilemas e contestações das juventudes no Brasil e no mundo. Florianópolis: UFCS, 2011.

RIBEIRO, E; LÂNES, P. Diálogo Nacional para uma política pública de juventude. Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (IBASE). São Paulo: Pólis, 2006.

SPOSITO, M. P; CARRANO, C. R. Juventude e políticas públicas no Brasil. Revista Brasileira de Educação. n. 24, p.16-39, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php. Acesso em: 23 Out. 2016.

SÁ, R. M de. Projovem urbano: desafios, perspectivas e implicações de uma política pública na constituição dos saberes discentes. 2013. 140f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2013.

SALES, C. V.; VASCONSELOS, M. A de D M. Ensino Médio integrado e juventudes: desafios e projetos de futuro. Educação & Realidade, v. 41, n. 1, p. 69-90, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edreal/v41n1/2175-6236-edreal-41-01-00069.pdf. Acesso em: 22. Jan. 2017.

Publicado

2021-07-22

Como Citar

Sousa, F. G. A. de, Queiroz, M. G. de ., & Paula, G. Q. de. (2021). Condições de escolarização e acesso ao mercado de trabalho das juventudes cearenses. Ensino Em Perspectivas, 2(3), 1–12. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/6071