Licenciatura em Matemática e aspectos históricos de construção, legitimação e processos formativos da e para a docência: Revisão Integrativa de Literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30938/bocehm.v11i31.10696

Palavras-chave:

Aprendizagem, Ensino de Matemática, Formação Inicial Docente, Licenciatura em Matemática

Resumo

Este texto consiste em apresentar a sistematização de produções científicas que enfatizam o curso de Licenciatura em Matemática como espaço de construção e legitimação de processos formativos da e para a docência, aludindo a suas características, peculiaridades e relações com a formação de professores para o ensino de Matemática. O desenvolvimento do estudo tomou como ponto de partida a pesquisa do tipo exploratório-descritiva, de abordagem qualitativa com inicial revisão de literatura sobre o curso de Licenciatura em Matemática no contexto educacional brasileiro. Para a construção de dados, foi realizada revisão de literatura em pesquisas publicadas no Scientific Electronic Library Online (SCIELO), que tratam sobre Formação Inicial no Ensino de Matemática, com o recorte temporal compreendido entre os anos de 2012 a 2022. Os resultados apontam para múltiplas discussões teóricas sobre processos formativos de formação inicial para o Ensino de Matemática, que foram organizadas em três eixos de análise, a saber: Licenciatura em Matemática: percursos, práticas e desafios; Formação Inicial docente: pressupostos para o desenvolvimento profissional do professor e História da Educação Matemática: elementos e interfaces formativas. As pesquisas apontam abordagens epistemológicas relacionadas à História da Educação Matemática, à Licenciatura em Matemática e à Formação Inicial em Matemática, a partir de diferentes perspectivas sobre os processos de ensino e aprendizagem em sala de aula para o desenvolvimento da aprendizagem matemática. Além disso, os estudos refletem e discutem aspectos relacionados à docência, os quais caminham diretamente para o diálogo sobre a formação de professores que deve acontecer a partir da articulação teoria e prática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Andreia Gonçalves da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE Campus Cedro

Professora da E.E.M Vivina Monteiro atuando na disciplina de Matemática. Possui Licenciatura em Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) campus Cedro (2023). Tem experiência na área de Educação, atuando como professora e tutora na disciplina de matemática. Integrante do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Ensino e Aprendizagem - GIPEA. Tendo cursos complementares em: Atendente de Farmácia, Informática, Auxiliar de Escritório, Operador de Caixa, Gestão Administrativa, Vendas, Informática para Escritório, Formação ao Mundo do Trabalho, Formação em Matemática e suas Tecnologias, Formação para Profissionais da Educação Infantil, Gestão Escolar e Libras.

Francisco José de Lima, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE Campus Cedro

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) atuando nos cursos de licenciaturas em Matemática e Física no campus Cedro e no Mestrado Acadêmico em Ensino de Ciências e Matemática. Possui Licenciatura em Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) campus Cedro (2009) e graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2000). Especialização em Metodologia do Ensino Fundamental e Médio pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2002) e em Gestão Escolar pela Universidade Estadual de Santa Catarina (2006). Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal do Ceará (2013) e Doutorado em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP) Núcleo: Trabalho Docente, Formação de Professores e Políticas Educacionais. Tem experiência na área de Educação e Gestão Escolar, atuando principalmente na área de formação inicial de professores de matemática, trabalhando com Didática Educacional; Estrutura e Funcionamento do Ensino; Estágio Supervisionado; Currículos e Programas; Metodologia da Pesquisa Educacional e tem interesse nos seguintes temas: Formação inicial e continuada de professores; Saberes e profissão docente e Aprendizagem da docência. Líder do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Ensino e Aprendizagem junto ao CNPq e certificado pelo IFCE. 

Willian Frutuoso da Silva , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE Campus Cedro

Graduado em Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará. Atuou, no IFCE Campus Cedro, como: bolsista e monitor no componente curricular de Cálculo I nos cursos de Bacharelado em Sistemas de Informação e Licenciatura em Física; como membro do Colegiado do curso de Licenciatura em Matemática; como membro da Comissão Disciplinar Discente e como bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). Atuou como professor Tutor-Bolsista de Matemática na Escola de Ensino Fundamental Figueiredo Correia em Várzea Alegre - CE. É um dos autores do artigo intitulado 'Ensino Remoto e evasão escolar: diálogos e reflexões' publicado na Revista Labor, alinhada ao Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará (2021). É autor principal do artigo intitulado "Equação Diferencial Autônoma e Modelagem Matemática: Estudo Formativo e Análise de Problemática", publicado nos anais do X Colóquio de Matemática do IFCE Campus Juazeiro do Norte (2023). Atualmente, é Tutor-Bolsista de Matemática na Escola de Ensino Médio em Tempo Integral Professora Maria Afonsina Diniz Macêdo e integrante do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Ensino e Aprendizagem (GIPEA).

Referências

ALMEIDA, Shirley Patrícia Nogueira de Castro; GOMES, Maria Laura Magalhães. O processo de formação de professores no curso de Matemática da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Montes Claros-MG (1968-1978). História da Educação, v. 21, p. 284-306, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2236-3459/65905. Acesso em: 14 dez. 2022.

ARAMAN, Eliane Maria de Oliveira; BATISTA, Irinéa de Lourdes. Contribuições da história da matemática para a construção dos saberes do professor de matemática. Bolema, v. 27, p. 1-30, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-636X20 13000100002. Acesso em: 25 nov. 2022.

ARAMAN, Eliane Maria de Oliveira; BATISTA, Irinéa de Lourdes. O Processo de Construção de Abordagens Históricas na Formação Interdisciplinar do Professor de Matemática. Bolema, v. 31, p. 380-407, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/ 1980-4415v31n57a19. Acesso em: 12 dez. 2022.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BITTAR, Marilena; NOGUEIRA, Renato Gomes. Um estudo da criação e desenvolvimento de Licenciaturas em Matemática na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Bolema, v. 29, p. 263-283, 2015. Disponível em: https://doi.org/10. 1590/1980-4415v29n51a14. Acesso em: 11 jul. 2023.

BRASIL. Resolução CNE/CP nº 2, de 20 de dezembro de 2019. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica e institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação). Brasília: MEC, 2019 Disponível em: http://portal.mec.gov.br/ docman/dezembro-2019-pdf/135951-rcp002-19/file. Acesso em: 23 dez. 2022.

COSTA, Bruno José Ferreira da; TENÓRIO, Thaís; TENÓRIO, André. A Educação Matemática no Contexto da Etnomatemática Indígena Xavante: um jogo de probabilidade condicional. Bolema, v. 28, p. 1095-1116, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-4415v28n50a05. Acesso em: 11 jul. 2023.

COSTA, Nielce Meneguelo Lobo da; POLONI, Marinês Yole. Percepções de concluintes de pedagogia sobre a formação inicial do professor para a docência de matemática. Bolema, v. 26, p. 1289-1314, 2012. Disponível em: https://doi.org/ 10.1590/S0103-636X2012000400009. Acesso em: 21 nov. 2022.

FIORENTINI, D. OLIVEIRA, A. T. C. C. O lugar das Matemáticas na Licenciatura em Matemática: que Matemáticas e que práticas formativas? Bolema, vol.27, nº47, Rio Claro, SP, pp. 917-938, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-636X2013000400011. Acesso em: 11 jul. 2023.

FIORENTINI, Dario; OLIVEIRA, Ana Teresa de Carvalho Correa de. O lugar das matemáticas na Licenciatura em Matemática: que matemáticas e que práticas formativas? Bolema, v. 27, p. 917-938, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/ S0103-636X2013000400011. Acesso em: 21 nov. 2022.

FLORES, Cláudia Regina. Descaminhos: potencialidades da arte com a educação matemática. Bolema, v. 30, p. 502-514, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/ 1980-4415v30n55a10. Acesso em: 21 nov. 2022.

GERHARDT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2008.

GOMES, Maria Laura Magalhães. História da Educação Matemática, Formação de Professores a Distância e Narrativas Autobiográficas: dos sofrimentos e prazeres da tabuada. Bolema, v. 28, p. 820-840, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-4415v28n49a18. Acesso em: 12 dez. 2022.

GOMES, Maria Laura Magalhães. Os 80 anos do primeiro curso de Matemática brasileiro: sentidos possíveis de uma comemoração acerca da formação de professores no Brasil. Bolema, v. 30, p. 424-438, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/ 1980-4415v30n55a06. Acesso em: 11 jul. 2023.

GONÇALVES, Bruna Maria Vieira. LIMA, Francisco José de. Aprendizagem Docente e Desenvolvimento de Estratégias Metodológicas no Contexto do PIBID: reflexões sobre o GeoGebra como recurso para o ensino de funções. Bolema, 34 (68), 1056–1076. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-4415v34n68a11. Acesso em: 22 out. 2022.

JUNQUEIRA, Sonia Maria da Silva; MANRIQUE, Ana Lúcia. Reformas curriculares em cursos de licenciatura de Matemática: intenções necessárias e insuficientes. Ciência & Educação (Bauru), v. 21, p. 623-635, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/ 1516-731320150030007. Acesso em: 07 dez. 2022.

JUNQUEIRA, Sonia Maria Silva; MANRIQUE, Ana Lúcia. Licenciatura em Matemática no Brasil: aspectos históricos de sua constituição. Revista Electrónica e Investigación en Educación en Ciencias, v. 8, n. 1, p. 42-51, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.54343/reiec.v8i1.130. Acesso em: 09 dez. 2022.

MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2016.

MOREIRA, Plinio Cavalcanti. 3+ 1 e suas (In) Variantes (Reflexões sobre as possibilidades de uma nova estrutura curricular na Licenciatura em Matemática). Bolema, v. 26, p. 1137-1150, 2012. Disponível em: https://doi.org/10. 1590/S0103-636X2012000400003. Acesso em: 08 dez. 2022.

MOREIRA, Plinio Cavalcanti; FERREIRA, Ana Cristina. O lugar da matemática na licenciatura em matemática. Bolema, v. 27, p. 981-1005, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-636X2013000400014. Acesso em: 08 dez. 2022.

PACKER, AL. Os periódicos brasileiros e a comunicação da pesquisa nacional. Revista USP, vol. 86, p. 26-61, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036. v0i89p26-61. Acesso em: 23 dez. 2022.

PAZ, Mônica Lana da; FRADE, Cristina. A História de Nair: a força da identidade institucional para a permanência na docência em Matemática. Bolema, v. 30, p. 1260-1279, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-4415v30n56a22. Acesso em: 25 nov. 2022.

PONTE, João Pedro. Investigar, ensinar e aprender. In: Actas. ProfMat, CD-ROM, p.

-23, Lisboa: APM, 2003. Disponível em: https://www.ime.usp.br/~dpdias/2012/ MAT1500-3-Ponte%28Profmat%29.pdf. Acesso em: 11 jul. 2023.

RODRIGUES, Carla Gonçalves; SCHWANTZ, Josimara Wikboldt. Buracos negros na formação inicial de professores de matemática. Bolema, v. 30, p. 939-953, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-4415v30n56a05. Acesso em: 21 nov. 2022.

SACHS, Línlya; ELIAS, Henrique Rizek. A formação matemática nos cursos de licenciatura em educação do campo. Bolema, v. 30, p. 439-454, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-4415v30n55a07. Acesso em: 09 dez. 2022.

SAITO, Fumikazu; DIAS, Marisa da Silva. Interface entre história da matemática e ensino: uma atividade desenvolvida com base num documento do século XVI. Ciência & Educação (Bauru), v. 19, p. 89-111, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/ S1516-73132013000100007. Acesso em: 14 dez. 2022.

SALVADOR, Heloisa Hernandez de Fontes; VILLELA, Lucia Maria Aversa. Dividindo Histórias e Opiniões: o produto de uma pesquisa em história da educação matemática. Bolema, v. 27, p. 547-562, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-636X2013000300014. Acesso em: 14 dez. 2022.

SILVA, Angélica da Fontoura Garcia; SERRAZINA, Maria de Lurdes; CAMPOS, Tânia Maria Mendonça. Formação Continuada de Professores que Lecionam Matemática: desenvolvendo a prática reflexiva docente. Bolema, v. 28, p. 1505-1524, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-4415v28n50a24. Acesso em: 23 nov. 2022.

SILVA, Elivelton Serafim; ANDRADE, Silvanio de. A Ótica do Professor Formador sobre a Integração das Tecnologias à Licenciatura em Matemática. Ciência & Educação (Bauru), v. 27, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1516-731320 210006. Acesso em: 08 dez. 2022.

SILVA, Patricia Alves da. LIMA, Francisco José de. Interlocuções formativas no contexto da licenciatura em matemática: reflexões sobre os componentes curriculares para a formação e o desenvolvimento profissional docente. Revista Cocar. v.14 n.30 Set./Dez./ 2020 p. 1-20. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/3002. Acesso em: 12 jul. 2023.

SOUZA, Leandro de Oliveira et al. Uma análise de significados da matemática para ingressantes de um curso de licenciatura. Educação e Pesquisa, v. 48, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1678-4634202248241471por. Acesso em: 07 dez. 2022.

TEIXEIRA, Bruno Rodrigo; CYRINO, Márcia Cristina de Costa Trindade. Desenvolvimento da identidade profissional de futuros professores de Matemática no âmbito da orientação de estágio. Bolema, v. 29, p. 658-680, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bolema/a/nhF7CnNhwVWyx9VWtQjWpSJ/abstract/?lang=pt. Acesso em: 25 nov. 2022.

THOMÉ, Vinícius Weite; DURO, Mariana Lima; ANDRADE, Carina Loureiro. História da Análise Matemática e Desenvolvimento Cognitivo. Bolema, v. 34, p. 399-420, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-4415v34n67a03. Acesso em: 14 dez. 2022.

VALENTE, Wagner Rodrigues. O lugar da matemática escolar na Licenciatura em Matemática. Bolema, v. 27, p. 939-953, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/ S0103-636X2013000400012. Acesso em: 23 nov. 2022.

VILELA, Denise Silva. Tendência Profissionalizante da Universidade: o caso da licenciatura em matemática da UFSCar. Bolema, v. 27, p. 955-980, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-636X2013000400013. Acesso em: 07 dez. 2022.

ZUFFI, Edna Maura et al. Narrativas na Formação do Professor de Matemática: o caso da professora Atíria. Bolema, v. 28, p. 799-819, 2014. Disponível em: https://doi.org/ 10.1590/1980-4415v28n49a17. Acesso em: 21 nov. 2022.

Downloads

Publicado

2024-01-01

Como Citar

SILVA, A. G. da; LIMA, F. J. de; SILVA , W. F. da. Licenciatura em Matemática e aspectos históricos de construção, legitimação e processos formativos da e para a docência: Revisão Integrativa de Literatura. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S. l.], v. 11, n. 31, 2024. DOI: 10.30938/bocehm.v11i31.10696. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/10696. Acesso em: 15 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.