MÉTODO ALTERNATIVO DE MULTIPLICAÇÃO CHINÊS

UMA PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA

Autores

  • Patricia Alves da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará
  • Brenda Maria Vieira Gonçalves
  • Mikaelle Barbosa Cardoso

DOI:

https://doi.org/10.30938/bocehm.v7i21.3921

Palavras-chave:

História da Matemática; Proposta metodológica; Multiplicação chinesa; Relato de experiência.

Resumo

O presente trabalho tem como proposta relatar uma experiência acerca da operação básica de multiplicação, utilizando como pressupostos o estudo dos métodos multiplicativos alternativos desenvolvidos na civilização chinesa e a tendência metodológica História da Matemática. Esse estudo se justifica pela possibilidade de apresentar novas estratégias de ensino da Matemática. A base metodológica está apoiada em pressupostos da pesquisa qualitativa e de cunho bibliográfico. A revisão teórica foi realizada a partir de um levantamento de literatura no portal da CAPES de Teses e Dissertações e no google acadêmico, considerando a expressividade e qualidade dos trabalhos publicados nos referidos portais. A busca compreendeu os achados mais recentes publicados no período de 2014 a 2018. Para concretização da proposta, recorreu- se a um estudo de caso, tendo como objeto de estudo uma amostragem de alunos do 1º e 2º anos da Educação Básica de Ensino Médio de uma escola estadual, situada no município de Cedro- CE. Com base nos resultados, foi possível perceber que houve um avanço em relação ao número de alunos que acertaram as questões utilizando o método chinês. Ao que tudo indica, a possibilidade de sair da rotina normal da sala de aula, favoreceu o desempenho dos alunos, influenciando diretamente no seu processo de aprendizagem. Essa proposta aponta como uma alternativa para preencher possíveis lacunas na apreensão de conceitos matemáticos pelos alunos. Além disso, a tendência metodológica História da Matemática, indica a renovação da prática pedagógica docente diante do novo contexto escolar, de modo a articular o ensino de Matemática na atualidade com a prática desenvolvida nas civilizações antigas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRANDT, C. F; BASSOI, T. S; DIONIZIO, F. Q. As Dificuldades dos Alunos, do 6º Ano Do Ensino Fundamental, para a Realização Das Operações Fundamentais: Adição, Subtração, Multiplicação E Divisão Com Números Naturais.X Congresso Nacional de Educação (EDUCERE), 2011. Disponível em: < http://educere.bruc.com.br/CD2011/pdf/6127_3604.pdf>. Acesso em: 10 out. 2018.

CHAVES, G.L. V; BESSA, S. Prática Pedagógica Construtiva: Jogos e Desafios no Ensino de Multiplicação. Anais do Congresso de Iniciação Científica Estágio e Docência do Campus Formosa Prática pedagógica e a formação docente: teoria e realidade, 2017.Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2018.

D’AMBRÓSIO, Ubiratan. Educação Matemática: da teoria à prática. Campinas - SP. Papirus, 1996.

FERREIRA, R. A. A educação matemática e a prática docente: Um estudo sobre as principais tendências metodológicas. Monografia (Especialização em fundamentos da educação prática pedag. Interdisciplinares),Patos- PB, 2014Disponível em: <http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/bitstream/123456789/6213/1/PDF%20-%20Raimundo%20Alves%20Ferreira.pdf>. Acesso em: 30 set. 2018

MAFRA, N; KLAUS, V.L.C.A Algumas Alternativas Metodológicas para o Ensino da Multiplicação e Divisão Voltadas para o 6º Ano do Ensino Fundamental. Os Desafios Da Escola Pública Paranaense na Perspectiva Do Professor PDE, vol.1, 2013. Disponível em: < http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2013/2013_unioeste_mat_artigo_norma_mafra.pdf>. Acesso em: 10 out. 2018.

OLIVEIRA, J. M. A. O uso dos métodos egípcio, babilônico, chinês e russo no ensino da multiplicação de números naturais na escola pública. Universidade Federal Do Amapá-Profmat - Mestrado Profissional Em Matemática,2015. Disponível em: <http://www2.unifap.br/matematica/files/2017/07/O-USO-DOS-M%C3%89TODOS-EG%C3%8DPCIO-BABIL%C3%94NICO-CHIN%C3%8AS-E-RUSSO-NO-ENSINO-DA-MULTIPLICA%C3%87%C3%83O-DE-N%C3%9AMEROS-NATURAIS-NA-ESCOLA-P%C3%9ABLICA.pdf>. Acesso em: 28 set. 2018.

PAIVA, A.B. A História da Matemática no Ensino e na Aprendizagem da Multiplicação. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, v. 05, nº 14,98–108, 2018. Disponível em: <https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/223/173>. Acesso em: 29 set. 2018.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. de. Metodologia do trabalho científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

SILVA, D. de J.; SILVA, M. D. F. da; OLIVEIRA, S. A. de. Atividades investigativas para conhecer a história da matemática e estudar áreas de regiões planas regulares e irregulares. Revista NUPEM, Campo Mourão, v. 8, n. 15, jul./dez. 2016Disponível em: <http://revistanupem.unespar.edu.br/index.php/nupem/article/view/151/156>. Acesso em: 30 set. 2018

YIN, R. K. ESTUDO DE CASO Planejamento e Métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001

Downloads

Publicado

2021-06-05

Como Citar

ALVES DA SILVA, P.; VIEIRA GONÇALVES, B. M.; BARBOSA CARDOSO, M. MÉTODO ALTERNATIVO DE MULTIPLICAÇÃO CHINÊS: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S. l.], v. 7, n. 21, p. 82–95, 2021. DOI: 10.30938/bocehm.v7i21.3921. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/3921. Acesso em: 17 ago. 2022.