Jovita Alves Feitosa: memórias que contam a história da educação nas prisões cearenses

Autores

  • Carla Poennia Gadelha Soares Universidade Federal do Ceará
  • Tania Vicente Viana Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.25053/edufor.v1i1.1535

Palavras-chave:

Biografia, Educação, Memória, Prisões

Resumo

O presente artigo tem como objetivo refletir sobre o percurso educativo traçado por Jovita Alves Feitosa, docente que investiu 22 anos de sua vida na luta pela garantia dos direitos fundamentais das pessoas privadas de liberdade no cenário cearense. Metodologicamente, investiu-se na história oral como técnica de pesquisa. Os resultados demonstraram que Jovita Alves Feitosa assumiu o risco do pioneirismo quando passou a dedicar-se à Educação em prisões no cenário cearense. A docente cearense contribuiu ativamente para que o Ceará se tornasse referência nacional como sendo o estado brasileiro com a maior taxa de presidiários envolvidos em atividades educacionais do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADORNO, S. A prisão sob a ótica de seus protagonistas: itinerário de uma pesquisa. Tempo Social: Revista de Sociologia da USP, São Paulo, v. 3, n. 1-2, p. 7-40, 1991.

BRASIL. Resolução nº 3, de 11 de março de 2009. Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. Dispõe sobre as Diretrizes Nacionais para a Oferta de Educação nos estabelecimentos penais. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 12 mar. 2009.

CEARÁ. Plano Estadual de Educação nas Prisões do Estado do Ceará. Fortaleza: Seduc, 2011.

DEWEY, J. Vida e educação. São Paulo: Melhoramentos, 1978.

FIALHO, L. M. F. A experiência socioeducativa de internação na vida de jovens em conflito com a lei. 2012. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

HOUAISS, A.; VILLAR, M. S.; FRANCO, F. M. M. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

LEME, J. A. G. A cela de aula: tirando a pena com letras. Uma reflexão sobre o sentido da educação nos presídios. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.

MAEYER, M. Na prisão existe a perspectiva da educação ao longo da vida? Alfabetização e Cidadania. Revista de Educação de Jovens e Adultos, Brasília, DF, n. 19, p. 17-37, 2006.

MAKARENKO. A. S. Poema pedagógico. São Paulo: Brasiliense, 1987.

MATOS, K. S. L. Jovita Feitosa. Fortaleza: Demócrito Rocha, 2001.

Downloads

Publicado

2016-01-04

Como Citar

SOARES, C. P. G.; VIANA, T. V. Jovita Alves Feitosa: memórias que contam a história da educação nas prisões cearenses. Educ. Form., [S. l.], v. 1, n. 1, p. 140–158, 2016. DOI: 10.25053/edufor.v1i1.1535. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/96. Acesso em: 24 set. 2021.