O processo de formação de professores/as de Educação Física e a Política de Assistência Estudantil: estado do conhecimento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25053/redufor.v8.e9522

Palavras-chave:

Política de Assistência Estudantil, Formação de Professores, Educação Física

Resumo

Esta investigação visa analisar o estado do conhecimento das Políticas de Assistência Estudantil brasileiras durante o processo de formação de professores/as de Educação Física sob a perspectiva da produção em Programas de Pós-Graduação stricto sensu. Por meio da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações, procedeu-se à busca de teses e dissertações defendidas em Programas de Pós-Graduação vinculados às áreas de Educação, Educação Física e Serviço Social publicadas entre 2011 e 2021. Os materiais selecionados foram problematizados à luz do materialismo histórico-dialético. Os resultados revelaram a ausência de teses e/ou dissertações na área da Educação Física que contemplem a Política de Assistência Estudantil no processo de formação de professores/as. Por outro lado, as investigações reforçam a Assistência Estudantil como um mecanismo garantidor da permanência de estudantes economicamente menos
favorecidos/as, além de figurar como elemento protagonista na valorização da profissão docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela da Silva Viana, Universidade Estadual de Maringá

Graduanda de licenciatura em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá (UEM); integrante do Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas Educacionais, Gestão e Financiamento da Educação (GEPEFI/CNPq) e do grupo de pesquisa Estado, Políticas Educacionais e Formação de Professores/as (EPEFOP), ambos vinculados à UEM. Bolsista do CNPq/UEM na área da Educação e vinculados à linha de pesquisa Políticas Educacionais e Formação de Professores em Educação Física.

Marcos Vinicius Francisco, Universidade Estadual de Maringá

Doutor em Educação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Pós-doutorado na área de Educação junto à Universidade do Oeste Paulista (Unoeste). Atualmente, é Pró-Reitor de Ensino da Universidade Estadual de Maringá; Docente vinculado ao Departamento de Ciências do Movimento Humano e docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação (PPE/UEM - Maringá, PR). É líder do Grupo de Pesquisa: Estado, Políticas Educacionais e Formação de Professores/as (EPEFOP/CNPq) e Coordenador da Red Latinoamericana de estudios sobre educación escolar, violencia y desigualdad social (RESVIDES). 

Referências

ANDRADE, F. R. B.; LOPES, L. F. Assistência estudantil e formação de professores no IFCE: um elo possível?. Teias, Rio de Janeiro, v. 18, n. 50, p. 293-305, 2017. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistateias/article/view/29383/21625. Acesso em: 12 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2017.29383

ASSIS, A. C. L. et al. As políticas de assistência estudantil: experiências comparadas em universidades públicas brasileiras. Revista GUAL, Florianópolis, v. 6, n. 4, p. 125-146, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/gual/article/view/1983-4535.2013v6n4p125. Acesso em: 11 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2013v6n4p125

BETZEK, S. B. F. Avaliação do Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES na UTFPR Câmpus Medianeira Marília. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2015.

BRASIL. Decreto nº 6.096, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais – Reuni. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 25 abr. 2007.

BRASIL. Decreto nº 7.234, de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil - Pnaes. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 20 jul. 2010.

BRASIL. Lei nº 13.467, de 14 de julho de 2017. Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e as Leis nºs 6.019, de 3 de janeiro de 1974, 8.036, de 11 de maio de 1990, e 8.212, de 24 de julho

de 1991, a fim de adequar a legislação às novas relações de trabalho. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 jul. 2017.

CARVALHO, E. F. C. A expansão da educação superior na UFMA (2010-2014) no contexto do Reuni. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.

CASTRO, L. P. V. Evasão escolar no ensino superior: um estudo nos cursos de licenciatura da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste – Campus Cascavel. 2013. Dissertação (Mestrado em Sociedade, Estado e Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2013.

CHAVES, H. L. A.; GEHLEN, V. R. F. Estado, políticas sociais e direitos sociais: descompasso do tempo atual. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 135, p. 290-307, 2019. DOI https://doi.org/10.1590/0101-6628.179. DOI: https://doi.org/10.1590/0101-6628.179

COSTA, G. B. A. Cartografias do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) de Geografia no Brasil: o desenho da política pública e seus saberes. 2019. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2019.

FERREIRA, L.; BARROS, R. M. O. Uma análise do discurso do aluno trabalhador acerca de sua evasão: caso específico do curso de Matemática da UEM. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 34, p. 1-26, 2018. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/edur/v34/1982-6621-edur-34-e171043.pdf. Acesso em: 11 abr. 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-4698171043

FRANCISCO, M. V. Descompasso na formação de professores em Educação Física no contexto brasileiro. Nuances: Estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 24, n. 3, p. 195-214, 2013. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/2706. Acesso em: 27 set. 2022. DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v24i3.2706

GIMENES, C. I. O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e a formação de professores de Ciências Naturais: possibilidade para a práxis na formação inicial?. 2016. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

GÓMEZ, M. R. F. Políticas de permanência estudantil na educação superior contemporânea: a experiência da UTFPR – Câmpus Medianeira. 2019. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2019.

GONÇALVES, M. S. N. Gênero e formação docente: análise da formação das mulheres do campo do curso de licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará. 2019. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2019.

JESUS, J. M. Efeitos do Pibid nos cursos de licenciatura do Campus Professor Alberto Carvalho/UFS: estudo comparativo entre egressos participantes e não participantes do programa durante e depois da formação inicial. 2018. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2018.

KOWALSKI, A. V. Os (des)caminhos da Política de Assistência Estudantil e o desafio na garantia de direitos. 2012. Tese (Doutorado em Serviço Social) – Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

KUSSUDA, S. R. Um estudo sobre a evasão em um curso de licenciatura em Física: discursos de ex-alunos e professores. 2017. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2017.

Publicado

2023-04-24

Como Citar

VIANA, G. da S.; FRANCISCO, M. V. O processo de formação de professores/as de Educação Física e a Política de Assistência Estudantil: estado do conhecimento. Educ. Form., [S. l.], v. 8, p. e9522, 2023. DOI: 10.25053/redufor.v8.e9522. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/9522. Acesso em: 14 jun. 2024.