História das mulheres

formação docente, lutas e conquistas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25053/redufor.v7.e8015

Palavras-chave:

Autonomia, Preconceito, Visibilidade

Resumo

O objetivo deste artigo é compreender a relação entre a História, a história das mulheres e as dissertações e teses produzidas pelo Núcleo de História e Memória da Educação, vinculado à Universidade Federal do Ceará. O estudo analisa a compatibilidade das produções acadêmicas com a Escola dos Annales e suas propostas vinculadas aos processos mentais, às representações e à vida cotidiana; e com a Escola Inglesa do Marxismo e seu entusiasmo pela História Vista de Baixo. A pesquisa destaca o estudo sobre as mulheres; e revela as investigações históricas sobre as experiências e as práticas social, cultural e educacional das mulheres. A abordagem da pesquisa é de natureza qualitativa, do tipo exploratório-bibliográfica. Entre os trabalhos, foram encontradas 14 pesquisas que abordam o tema. Tal levantamento confirma a relação teórico-metodológica das pesquisas com as Escolas e a importância do estudo sobre as mulheres. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Joel Magalhães Costa, Universidade Federal do Ceará

Doutor em Educação, Mestre em Educação, Especialista em Gestão Escolar e Pedagogo pela Universidade
Federal do Ceará (UFC). 

Bruna Germana Nunes Mota, Universidade Federal do Ceará

Doutora em Educação, Mestra em Educação e graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Pesquisadora do Núcleo de História e Memória da Educação – Nhime/UFC.

José Rogério Santana, Universidade Federal do Ceará

Pós-doutor em História da Educação pela Universidade Federal da Paraíba. Professor associado I da Universidade Federal do Ceará (FACED/UFC). Participa do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira da UFC.

Referências

ALMEIDA, Gildênia Moura de Araújo. Mulheres beletristas e educadoras: Francisca Clotilde na sociedade cearense – de 1862 a 1935. Tese (Doutorado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7585 Acesso em: 15 jan. 2022.

ARANHA, Francisca Karla Botão. Cultura da beleza: prostituição, corpo e práticas educativas. Tese (Doutorado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39419 Acesso em: 25 jan. 2022.

ARAÚJO, Maria das Graças. Trajetórias de formação e profissionalização de professoras leigas do município de Itapiúna/CE. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3580 Acesso em: 10 jan. 2022.

ARAÚJO, Helena de Lima Marinho Rodrigues. A tradicional escola normal cearense chega ao bairro de Fátima: formação das primeiras professoras primárias (1958-1960). Tese (Doutorado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15466 Acesso em: 20 jan. 2022.

BRASIL, Luciana Leão. Michel Pêcheux e a teoria da análise de discurso: desdobramentos importantes para a compreensão de uma tipologia discursiva. Linguagem: estudos e pesquisas, Catalão, v. 15, n. 1, p. 171-182, jan./jun., 2011. DOI: https://doi.org/10.5216/lep.v15i1.25149

BURKE, Peter. A revolução francesa da historiografia: a escola dos annales (1929-1989). Trad. Nilo Odália. São Paulo: Unesp, 1991.

BURKE, Peter. A escrita da história: novas perspectivas. Trad. Magda Lopes. São Paulo: Unesp, 1992.

CAMPÊLO, Kátia Malena Sampaio. CEFAM: Centro específico de formação e aperfeiçoamento ao magistério: homoerotismo, (in)disciplina e panoptismo – histórias de vida de jovens normalistas em regime integral no Instituto de Educação do Ceará (1992-1995). Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3048 Acesso em: 24 jan. 2022.

CAMPOS, Hermano Moura. Da roça à cartilha: trajetórias profissionais de professoras leigas rurais de Lavras da Mangabeira (1972-1992). Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33679 Acesso em: 25 jan. 2022.

CANABARRO, Ivo dos Santos. Teoria e métodos da história I. Ijuí: Unijuí, 2008.

CARDOSO, Ciro Flamarion; VAINFAS, Ronaldo. (Org.). Domínio da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

CRUZ, Francisca Tatianni Carneiro. Memórias e narrativas da escola normal do sagrado coração em Ubajara – CE. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28485 Acesso em: 27 jan. 2022.

DEL PRIORE, Mary. História do cotidiano e da vida privada. In: CARDOSO, Ciro Flamarion; VAINFAS, Ronaldo (Orgs.). Domínio da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997. p. 376-398.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas estado da arte. Educação & Sociedade, ano XXIII, n. 79, Ago. 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v23n79/10857.pdf. Acesso em: 29 dez. 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302002000300013

FLORENCIO, Lourdes Rafaella Santos. O reino da glória e a moral católica: memórias sobre educação feminina e a prostituição na cidade de Crato – CE. Tese (Doutorado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22079 Acesso em: 22 jan. 2022.

GUIMARÃES, Marília Duarte. A identidade profissional de professoras da educação básica: sentidos e significados atribuídos à docência. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38333 Acesso em: 22 jan. 2022.

HILL, Christopher. O mundo de ponta-cabeça: ideias radicais durante a revolução inglesa de 1640. Trad., repres. e notas de Renato Janine Ribeiro. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

HOBSBAWM, Eric. J. Rebeldes primitivos: estudio sobre las formas arcaicas de los movimientos sociales em los siglos XIX y XX. Trad. Joaquin Romero Maura. Barcelona: Ariel, 1983.

HOBSBAWM, Eric. J. Mundos do trabalho. Trad. Waldea Barcellos e Sandra Bedran. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

HOBSBAWM, Eric. J. Bandidos. Trad. Maria Dolors Folch e Joaquim Sempere. Barcelona: Crítica, 2001.

HOBSBAWM, Eric. J. Sobre a história. Trad. Cid Knipel Moreira. [s. l.]: Companhia de bolso, 2013.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Trad. Bernardo Leitão. Campinas: Unicamp, 1990. (Coleção Repertórios).

LIRA, Bruno Carneiro. O passo a passo do trabalho científico. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

MATOS, Camila Saraiva. Narrativas biográficas de Dandara Aragão: práticas educativas informais, prostituição e o uso de drogas em bordel do centro da cidade de Fortaleza. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16423 Acesso em: 25 jan. 2022.

MENESES, Ana Cláudia Pires Fontenele. Quem te ensinou a fazer renda? A cultura dos morros da Mariana-PI como influência na educação pela renda de bilros. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3403 Acesso em: 26 jan. 2022.

MOROSINI, Marilia Costa. (Org.). Enciclopédia de pedagogia universitária: glossário. v. 2. Porto Alegre: IINEP/RIES, 2006.

PAULA, Júlio César Pereira de; SILVEIRA, Wellington. Mulher, trabalho e assédio. Fortaleza: Premius, 2014.

RICARTE, Erbênia Maria Girão. Narrativas da professora Ruth Cavalcante: lições de educação, de militância e de exílio no período 1960 a 1980. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30641 Acesso em: 26 jan. 2022.

SCHUETZ, Paulo Pedro; GOMES, Gabriel Vitor Acioly; CARDOSO, Lucila Moraes. A percepção de professoras cursistas do Parfor sobre as contribuições do Parfor à prática pedagógica. Educ. Form., Fortaleza, v. 6, n. 3, e4646, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/4646 Acesso em: 25 fev. 2022. DOI: https://doi.org/10.25053/redufor.v6i3.4646

SILVA, Miguel Jocélio Alves. Saberes e práticas das professoras do 5º. Ano, matéria prima para a aprendizagem matemática das crianças. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3648 Acesso em: 25 jan. 2022.

SOIHET, Rachel. História das mulheres. In: CARDOSO, Ciro Flamarion; VAINFAS, Ronaldo (Orgs.). Domínio da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997. p. 399-429.

SOUSA, Alba Patrícia Passos. O zinidor “silencioso” das mulheres negras de Floriano-PI. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22377 Acesso em: 25 jan. 2022.

THOMPSON, Edward Palmer. A formação da classe operária. v. 1, Rio de janeiro: Paz e terra, 1987a.

THOMPSON, Edward Palmer. A formação da classe operária. v. 2, Rio de janeiro: Paz e terra, 1987b.

THOMPSON, Edward Palmer. A formação da classe operária. v. 3, Rio de janeiro: Paz e Terra, 1987c.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Repositório institucional UFC. Fortaleza: UFC, 2020. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br. Acesso em: 15 jan. 2020.

Publicado

2022-12-20

Como Citar

COSTA, F. J. M.; MOTA, B. G. N.; SANTANA, J. R. História das mulheres: formação docente, lutas e conquistas. Educ. Form., [S. l.], v. 7, p. e8015, 2022. DOI: 10.25053/redufor.v7.e8015. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/8015. Acesso em: 15 jul. 2024.