Formação permanente de professores no cotidiano escolar

o real e o possível

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25053/redufor.v7.e8002

Palavras-chave:

Escola, Formação de professores em serviço, Cotidiano escolar

Resumo

O presente artigo objetivou compreender os sentidos atribuídos à formação permanente no cotidiano escolar. O trabalho enfoca como seis professoras do ensino fundamental do município de Feira de Santana, Bahia, habitam a profissão docente e revelam as vivências que desenvolvem na formação permanente no cotidiano escolar. O estudo é de base qualitativa, ancorando-se na abordagem (auto)biográfica. Como dispositivo de coleta de informação, foram utilizadas as entrevistas narrativas. O trabalho está ancorado nas contribuições de diversos autores, destacando-se Freire (2001); Nóvoa (2009); Silva (2020); Silva e Rios (2018), entre outros, que tratam das aprendizagens experienciais e da formação permanente de professores. O estudo possibilitou concluir que há singularidades formativas que acontecem no município de Feira de Santana diante das especificidades da docência tecidas no cotidiano escolar. As narrativas possibilitaram fluir a voz das professoras colaboradoras, evidenciando como a formação permanente se concretiza nas práticas, saberes e fazeres que as docentes desenvolvem na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabrício Oliveira da Silva, Universidade Estadual de Feira de Santana

Pós-doutor e Doutor em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB. É Professor Adjunto da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS, lotado no Departamento de Educação. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE da UEFS.

Geruza Ferreira Ribeiro de Souza, Universidade Estadual de Feira de Santana

Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE da Universidade Estadual de Feira de Santana-UEFS. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Docência Universitária (NEPPU/UEFS).

Referências

BAUMAN, Z. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi/Zygmunt Bauman. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 21 dez. 1996.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 31. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2001.

JOSSO, M.-C. Experiências de vida e formação. São Paulo: Cortez, 2004.

JOVCHELOVITCH, S.; BAUER, M. W. Entrevista narrativa. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. (org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Tradução: Pedrinho Guareschi. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 90-113.

MANSANO, S. R. V. Sujeito, subjetividade e modos de subjetivação na contemporaneidade. Revista de Psicologia da Unesp, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 110-117, 2009.

NÓVOA, A. Professores: imagens do futuro presente. Porto: Porto, 2009.

NÓVOA, A. Profissão professor. Porto: Porto, 1999.

PINEAU, G. A autoformação no decurso da vida: entre a hetero e a ecoformação. In: NÓVOA, A.; FINGER, M. (org.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988. p. 65-77.

RIOS, J. A. V. P. Modos de habitar a profissão docente na educação básica: estado da arte das pesquisas na Bahia. Perspectiva, Florianópolis, v. 38, n. 4 p. 1-24, 2020.

SILVA, F. O. Tessituras constitutivas da abordagem (auto)biográfica como dispositivo de pesquisa qualitativa. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 15, e2012960, p. 1-15, 2020.

SILVA, F. O.; ALVES, I. S. Contribuição do Pibid para a prática profissional: aprendizagens da docência por homologia na formação inicial. Revista Exitus, Santarém, v. 10, n. 1, p. 1-26, 2020.

SILVA, F. O.; RIOS, J. A. V. P. Aprendizagem experiencial da iniciação à docência no Pibid. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 13, n. 1, p. 202-218, 2018.

SOARES, M. P. S. B. Formação permanente de professores: um estudo inspirado em Paulo Freire com docentes dos anos iniciais do ensino fundamental. Educação & Formação, Fortaleza, v. 5, n. 13, p. 151-171, 2019.

Publicado

2022-08-12

Como Citar

SILVA, F. O. da; SOUZA, G. F. R. de. Formação permanente de professores no cotidiano escolar: o real e o possível. Educ. Form., [S. l.], v. 7, p. e8002, 2022. DOI: 10.25053/redufor.v7.e8002. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/8002. Acesso em: 12 jul. 2024.