Fies e Prouni na expansão da educação superior brasileira

políticas de democratização do acesso e/ou de promoção do setor privado-mercantil?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25053/redufor.v5i15set/dez.1421

Palavras-chave:

Democratização, Educação Superior Privada, Expansão, Fies, Prouni

Resumo

O artigo propõe analisar as políticas públicas de expansão da educação superior no Brasil no período de (1990-2015), especialmente por intermédio do Fies e Prouni (2003-2015), e sua relação com o setor privado na formação de um mercado educacional lucrativo, a fim de identificar as implicações desses programas no processo de democratização da educação superior. As análises mostraram a prevalência do setor privado na oferta da educação superior em relação ao setor público. A expansão ocorrida no período de 1990 a 2015 concorreu para o processo de democratização da educação superior, porém, ocorreu pela oferta privada, o que leva a concluir que o atual panorama da qual se encontra a educação superior pode ser tipificado como expansão da mercadorização ou de sua financeirização, deixando a educação de ser um direito social para se tornar uma mercadoria.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Roberta Miranda, Universidade Estadual de Maringá

Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Maringá - (UEM) (1999), Mestre em Educação pela UEM (2007) e especialista em Gestão Educacional pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2011). Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação da UEM (2017). Atuou como professora colaboradora dos Departamentos de Fundamentos da Educação e Teoria e Prática da Educação no período de 2009 a 2015. Atualmente é professora pedagoga da rede Estadual de Ensino e pesquisadora do GEDUC/CNPq - grupo de estudos e pesquisas em Educação Básica e Superior.

Mário Luiz Neves de Azevedo, Universidade Estadual de Maringá

Professor titular da UEM. Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Bolsista visitante na Universidade de Bristol (Inglaterra) e Universidade de Cambridge (Wolfson College). Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação da UEM (ANPEd, 2016-2018). Diretor Financeiro da ANPEd (2015-2017). Coordenador do Geduc - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Básica e Superior, vinculado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Pesquisador CNPq.

Referências

AZEVEDO, M. L. N. Internacionalização ou transnacionalização da educação superior: entre a formação de um campo social global e um mercado de ensino mundializado. Crítica Educativa, Sorocaba, v. 1, p. 56-79, 2015a. Disponível em: http://oaji.net/articles/2016/2991-1455533130.pdf. Acesso em: 10 jul. 2020.

AZEVEDO, M. L. N. Transnacionalização e mercadorização da educação superior: examinando alguns efeitos colaterais do capitalismo acadêmico (sem risco) no Brasil – a expansão privado-mercantil. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, v. 1, n. 1, p. 86-102, 2015b. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8650522/16733. Acesso em: 10 jul. 2020.

BRASIL. Decreto nº 6.096, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais – Reuni. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 25 abr. 2007.

BRASIL. Lei nº 8.436, de 25 de junho de 1992. Institucionaliza o Programa de Crédito Educativo para estudantes carentes. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 26 jun. 1992.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 21 dez. 1996.

BRASIL. Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001. Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 13 jul. 2001.

BRASIL. Lei nº 11.079, de 30 de dezembro de 2004. Institui normas gerais para licitação e contratação de parceria público-privada no âmbito da administração pública. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 31 dez. 2004.

BRASIL. Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Institui o Programa Universidade para Todos – Prouni, regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior; altera a Lei nº 10.891, de 9 de julho de 2004, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 jan. 2005.

BRASIL. Lei nº 12.202, de 14 de janeiro de 2010. Institui o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior – Fies. 2010. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 15 jan. 2010a.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 26 jun. 2014a.

BRASIL. Medida Provisória nº 1.827, de 27 de maio de 1999. Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 28 maio 1999.

BRASIL. Ministério da Educação. A democratização e expansão da educação superior no país, 2003-2014. 2014b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2014-pdf/16762-balanco-social-sesu-2003-2014. Acesso em: 25 ago. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Análise sobre a Expansão das Universidades Federais 2003 a 2012. Brasília, DF, 2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/janeiro-2013-pdf/12386-analise-expansao-universidade-federais-2003-2012-pdf. Acesso em: 25 ago. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. Fundo de Financiamento Estudantil – Fies. Prestação de contas ordinárias anual. Relatório de gestão do exercício de 2014. 2014c. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=17528-fies-relatorio-gestao-pcoa-exercicio-2014-tcu&Itemid=30192. Acesso em: 24 abr. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. Processo de Contas Anuais - Fies. Relatório de gestão – 2015. Brasília, DF, 2015a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=14949. Acesso em: 8 set. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. Processo de Contas Anuais - Fies. Relatório de gestão – 2016. Brasília, DF, 2016. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=14949. Acesso em: 8 set. 2017.

BRASIL. Ministério da Fazenda. Secretaria de Política Econômica. Benefícios financeiros e creditícios. 2015b. Disponível em: http://www.spe.fazenda.gov.br/assuntos/politica-fiscal-e-tributaria/beneficios-financeiros-e-crediticios. Acesso em: 24 abr. 2017.

BRASIL. Presidência da República. Balanço de governo 2003-2010. 2010b. Disponível em: www.balancodegoverno.presidencia.gov.br. Acesso em: 20 jan. 2017.

BRASIL. Presidência da República. Grupo de Trabalho Interministerial. Bases para o enfrentamento da crise emergencial das universidades brasileiras e roteiro para a reforma da universidade brasileira. Brasília, DF: Presidência da República, 2003.

BRASIL. Quadros informativos Prouni. 2015c. Disponível em: http://prouniportal.mec.gov.br/dados-e-estatisticas/9-quadros-informativos. Acesso em: 26 out. 2016.

BRASIL, W. Pertinência científica das IFES universitárias e desenvolvimento regional: pressupostos, razões e alternativas na Amazônia. 2003. 354 f. Tese (Doutorado em Ciências Socioambientais) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Socioambientais, Universidade Federal do Pará, Belém, 2003.

CARVALHO, C. H. A. A mercantilização da educação superior brasileira e as estratégias de mercado das instituições lucrativas. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 54, p. 761-801, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v18n54/13.pdf. Acesso: 6 set. 2017.

CHESNAIS, F. A mundialização do capital. Tradução de Silvana Finzi Foá. São Paulo: Xamã, 1996.

CORBUCCI, P. R. Financiamento e democratização do acesso à educação superior no Brasil: da deserção do Estado ao projeto de reforma. Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88, p. 677-701, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v25n88/a03v2588.pdf. Acesso em: 10 jul. 2020.

DI PIETRO, M. S. Z. Parcerias na administração pública: concessão, permissão, franquia, terceirização, parceria público-privada e outras formas. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOMES, A. M. As reformas e políticas da educação superior no Brasil: avanços e recuos. In: MANCEBO, D.; SILVA JÚNIOR, J. R.; OLIVEIRA, J. F. (Org.). Reformas e políticas: educação superior e pós-graduação no Brasil. Campinas: Alínea, 2008. p. 23-51.

HERMIDA, J. F. A educação na era FHC: fundamentos filosóficos e políticos. João Pessoa: UFPB, 2006.

HOPER Consultoria e Estudos de Mercado. Análise setorial do ensino superior privado. Foz do Iguaçu, 2012.

HOPER Consultoria e Estudos de Mercado. Análise setorial do ensino superior privado. Brasil, 2016. Encarte. Disponível em: http://sys.hoper.com.br/webinar/encarte_estudos%20de%20mercado.pdf. Acesso em: 5 maio 2017.

PIERANTI, O. P.; RODRIGUES, S.; PECI, A. Governança e New Public Management: convergências e contradições no contexto brasileiro. In: ENANPAD, 23., 2007, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Enanpad, 2007.

SGUISSARDI, V. Mercantilização e intensificação do trabalho docente: traços marcantes da expansão universitária brasileira hoje. In: LÓPEZ SEGRERA, F.; RIVAROLA, D. M. (Org.). La universidad ante los desafíos del siglo XXI. Asunción: Ediciones y Arte, 2010. p. 295-317.

SUNDFELD, C. A. (Coord.). Parcerias público-privadas. São Paulo: Malheiros, 2007.

Publicado

2020-07-31

Como Citar

MIRANDA, P. R.; AZEVEDO, M. L. N. de. Fies e Prouni na expansão da educação superior brasileira: políticas de democratização do acesso e/ou de promoção do setor privado-mercantil?. Educ. Form., [S. l.], v. 5, n. 3, p. e1421, 2020. DOI: 10.25053/redufor.v5i15set/dez.1421. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/1421. Acesso em: 16 maio. 2022.