INTERNET MEMES: CLASSROOM PERSPECTIVES IN THE CONTEXT OF DIGITAL CULTURES

Palavras-chave: Memes da Internet. Perspectivas para a sala de aula. Cultura Digital.

Resumo

Este artigo objetiva apresentar algumas reflexões acerca da adoção de memes da internet como possibilidades para o ensino no contexto das culturas digitais. No Brasil, milhões de pessoas interagem em redes sociais, diariamente, por meio da edição, compartilhamento, leitura e reações a uma grande variedade de textos gráficos, vídeos, fotos e canções que refletem as nossas relações cotidianas. Este estudo está baseado na perspectiva dos multiletramentos (COPE e KALANTZIS, 2000, 2008; LANKSHEAR e KNOBEL, 2007; LEMKE, 2009; MENEZES DE SOUZA, 2011), bem como nos estudos sobre os memes realizados por Dawkins (1976), Shifman (2013, 2014), Shifman et al (2016), Chagas (2017, 2018) e Glaveanu (2018). As sugestões de ensino baseiam-se nas categorias de análise de memes; na remixagem de memes existentes para explorar os discursos de ideologias dominantes, aspectos de raça, idade, gênero e classe social; e a leitura e escrita de memes políticos, que operam como instrumentos de persuasão.

Biografia do Autor

Paulo Boa Sorte, Universidade Federal de Sergipe

Professor Adjunto do Departamento de Letras Estrangeiras (DLES) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED) da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Doutor em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela PUC-SP

Publicado
2019-08-02
Como Citar
Boa Sorte, P. (2019). INTERNET MEMES: CLASSROOM PERSPECTIVES IN THE CONTEXT OF DIGITAL CULTURES. Educação & Formação, 4(12 set/dez). https://doi.org/10.25053/redufor.v4i12.1385