As condições de trabalho do professor universitário substituto na contemporaneidade: explorando a realidade de uma universidade pública

The working conditions of the substitute university professor in contemporary times: exploring the reality of a public university

Palavras-chave: Docência universitária, Professor substituto, Precarização

Resumo

O estudo ora apresentado tem por objetivo discutir sobre a precarização das condições do trabalho docente no capitalismo contemporâneo, particularmente abordando a condição de professor substituto na carreira do magistério superior. A natureza do estudo é qualitativa e exploratória em razão de seu viés aproximativo acerca do tema, sendo norteado pela perspectiva teórico-metodológica do materialismo histórico-dialético e da ontologia marxiana. Os principais resultados de nossa investigação indicam que os professores substitutos são submetidos a visíveis condições de desvalorização das suas atividades docentes. Seu trabalho, marcado pela transitoriedade, quase se transforma em um requisito necessário a futura contratação enquanto servidor público efetivo. Nesse sentido, os professores se subordinam a receber uma remuneração que, em geral, é bem inferior àquela dos professores efetivos. Suas atividades se destacam pelo “aulismo”, em detrimento da pesquisa e da extensão, as quais, para além do ensino, também compõem funções sociais básicas da universidade, cuja referência é a produção do conhecimento e sua aplicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maiara Lopes da Silva, Universidade Federal do Ceará

Bacharela em Serviço Social (2012). Mestra em Educação pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2016). Doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Ceará - UFC. Desenvolve assessoria em Trabalhos Acadêmicos.

Osterne Nonato Maia Filho, Universidade Estadual do Ceará

Professor de Psicologia da Universidade Estadual do Ceará e da Universidade de Fortaleza. É professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará (PPGE-UECE, linha marxismo e formação do educador) e professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Josefa Jackline Rabelo, Universidade Federal do Ceará

Professora Associada IV da Universidade Federal do Ceará, lecionando no Curso de Pedagogia, as disciplinas de Didática e Prática de Ensino, Trabalho de Conclusão de Curso e Estágio Curricular; Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira da Universidade Federal do Ceará.Pesquisadora-Colaboradora do Instituto de Estudos e Pesquisas do Movimento Operário - IMO do Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará - IMO/UECE.

Referências

ANDES. Universidades estaduais mantêm greve em 2015. Disponível em: http://www.andes.org.br/andes/print-ultimas-noticias.andes?id=7228. Acesso em: 09 de fevereiro de 2016.

ANTUNES, R. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2003.

CHAUÍ, M. A universidade pública sob nova perspectiva, Revista Brasileira de Educação. s/v, n.24, p. 5-15, 2003.

DUARTE, J. Entrevista em profundidade In: DUARTE, J.; BARROS, A. (Orgs.) Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2005, p. 62-83.

HARVEY, D. Condição pós-moderna:uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. 21 ed. São Paulo: Loyola, 2011.

HOBSBAWM, E. A era das revoluções. São Paulo, SP: Companhia das Letras, 2013.

LIRA SILVA, H. T. “Não vim para ficar, estou só de passagem: precarizada vida dos professores substitutos de FASSO/UERN.” Universidade e Sociedade. v. 22, n. 52, p. 56-67, 2013.

MACHADO, A. M. N.; BIANCHETTI, L. (Des)fetichização do produtivismo acadêmico: desafios para o trabalhador-pesquisador. RAE – Revista de Administração de Empresas, v. 51, n.3, p. 244-254, 2011.

MAIA FILHO, O. N.; CHAVES, H. V.; RIBEIRO, L. T. F.; SOUSA, N. D. O impacto da aceleração tempo-espaço nos modos de produção. Cadernos de Pesquisa, v. 21, n. 2. p. 83-96, 2014.

MAIA FILHO, O. N.; JIMENEZ, S. A chave do saber: um exame crítico do novo paradigma educacional concebido pela ONU. In: SANTOS, D.; JIMENEZ, S.; VIANA, C. M. Q. Q.; RABELO, J. (Orgs.)Educação pública, formação profissional e crise do capitalismo contemporâneo. Fortaleza: UdUECE, 2013, p. 113-134.

MARX, K.; ENGELS, F. O manifesto do partido comunista. São Paulo: Global Editora, 2013.

ROMANELLI, O. O. História da educação no Brasil. 18 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1996.

Publicado
2019-12-09
Como Citar
LOPES DA SILVA, M.; MAIA FILHO, O.; RABELO, J. As condições de trabalho do professor universitário substituto na contemporaneidade: explorando a realidade de uma universidade pública. Educação & Formação, v. 5, n. 1, p. 215-234, 9 dez. 2019.