A inclusão escolar e o aluno com síndrome de Down: as adaptações curriculares e a avaliação da aprendizagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25053/redufor.v3i9.859

Palavras-chave:

Avaliação da aprendizagem., Inclusão escolar, Síndrome de Down, Adaptações Curriculares

Resumo

A pesquisa tem o objetivo de compreender a percepção dos professores sobre a inclusão escolar de alunos com Síndrome de Down no que se refere às adaptações curriculares e o processo avaliativo. Adotou-se uma abordagem qualitativa do tipo estudo de caso. Participaram da pesquisa nove professores da sala regular com aluno com SD e uma professora da sala de recurso multifuncional (S.R.M.). A pesquisa foi realizada em uma Escola Municipal de Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano. Nos resultados, cinco professores indicaram fazer adaptações de conteúdo e atividades, e quatro indicaram não fazer adaptações; quanto à avaliação, quatro professores indicaram fazer provas adaptadas, três avaliam as atividades cotidianas da aluna e dois não desenvolvem avaliação. Conclui-se que a inclusão, na realidade educacional, é um processo com avanços e retrocessos, precisando de uma política com ações mais direcionadas às situações do contexto escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: 70, 2011.

BLANCO, R. A atenção à diversidade na sala de aula e as adaptações do currículo. In: COLL, C.; MARCHESI, Á.; PALACIOS, J. (Org.). Desenvolvimento psicológico e educação: transtornos do desenvolvimento e necessidades educativas especiais. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004. p. 290-308.

BRASIL. Constituição de 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 5 out. 1988.

BRASIL. Declaração de Salamanca e linha de ação sobre necessidades educativas especiais. 2. ed. Brasília, DF: Corde, 1997.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 21 dez. 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CEB n. 2, de 11 de setembro de 2001. Institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 set. 2001.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CEB n. 4, de 2 de outubro de 2009. Institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 5 out. 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília, DF: MEC, 2008.

CASTRO, A.; PIMENTEL, S. Atendimento educacional específico. Síndrome de Down: desafios e perspectivas na inclusão escolar. In: DÍAZ, F. et al. (Org.). Educação inclusiva, deficiência e contexto social: questões contemporâneas. Salvador: UFBA, 2009. p. 303-312.

CHRISTOFARI, A. C. Avaliação da aprendizagem: práticas e alternativas para a inclusão escolar. Inclusão: Revista de Educação Especial, Brasília, DF, v. 25, n. 44, p. 383-398, 2012.

COLL, C.; MARTÍN, E.; ONRUBIA, J. A avaliação da aprendizagem escolar: dimensões psicológicas, pedagógicas e sociais. In: COLL, C.; MARCHESI, Á.; PALACIOS, J. (Org.). Desenvolvimento psicológico e educação: psicologia da educação escolar. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004. p. 370-385

DENARI, F. Um (novo) olhar sobre a formação do professor de educação especial: da segregação à inclusão. In: RODRIGUES, D. (Org.). Inclusão e educação: doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006. p. 35-63.

DINIZ, D. O que é deficiência. São Paulo: Brasiliense, 2007.

FERRAZ, C.; ARAÚJO, M.; CARREIRO, L. Inclusão de crianças com Síndrome de Down e paralisia cerebral no ensino fundamental: comparação dos relatos de mães e professores. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 16, n. 3, p. 397-414, 2010.

FONSECA, V. Educação especial: programa de estimulação precoce – uma introdução às ideias de Freuerstein. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

FREITAS, S. N. A formação de professores na educação inclusiva: construindo a base de todo o processo. In: RODRIGUES, D. (Org.). Inclusão e educação: doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006. p. 161-181.

HEREDERO, E. S. A escola inclusiva e estratégias para fazer frente a ela: as adaptações curriculares. Acta Scientiarum Education, Maringá, v. 32, n. 2, p. 193-208, 2010.

HOFFMANN, J. M. L. Avaliação mediadora: uma relação dialógica na construção do conhecimento. Porto Alegre: Mediação, 2009.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. São Paulo: Cortez, 2008.

MANTOAN, M. T. E. Inclusão escolar: o que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Moderna, 2004.

MARCHESI, Á. A prática das escolas inclusivas. In: COLL, C.; MARCHESI, Á.; PALACIOS, J. (Org.). Desenvolvimento psicológico e educação: transtornos de desenvolvimento e necessidades educativas especiais. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004. p. 31-48.

MENDES, E. G. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 33, p. 387-405, 2006.

MENDES, E. G. Construindo um “lócus” de pesquisas sobre inclusão escolar. In: MENDES, E. G.; ALMEIDA, M. A.; WILLIAMS, L. C. (Org.). Temas em educação especial: avanços recentes. São Carlos: UFSCAR, 2004. p. 221-230.

MITTLER, P. Educação inclusiva: contextos sociais. Porto Alegre: Artmed, 2003.

NUNES, C.; MADUREIRA, I. Desenho universal para a aprendizagem: construindo práticas pedagógicas inclusivas. Revista da Investigação às Práticas, Lisboa, v. 5, n. 2, p. 126-143, 2015.

OLIVEIRA, A.; CAMPOS, T. Avaliação em educação especial: o ponto de vista do professor de alunos com deficiência. Revista Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 16, n. 31, p. 51-78, 2005.

OLIVEIRA, M.; PLETSCH, M. A avaliação da aprendizagem de alunos com deficiência intelectual em tempos de educação inclusiva. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE INCLUSÃO ESCOLAR: PRÁTICAS EM DIÁLOGO, 1., 2014, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UERJ, 2014. p. 1-10.

OLIVEIRA, M.; PLETSCH, M.; OLIVEIRA, A. A. Contribuições da avaliação mediada para a escolarização de alunos com deficiência intelectual. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 17, n. 46, p. 72-79, 2016.

OLIVEIRA, M.; SILVA, M. Inclusão escolar de crianças com Síndrome de Down: uma análise à luz da teoria sócio-histórica. Pracs: Revista de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da Unifap, Macapá, v. 3, n. 3, p. 93-108, 2010.

PACHECO, W.; OLIVEIRA, M. Aprendizagem e desenvolvimento da criança com Síndrome de Down: representações sociais de mães e professoras. Revista Ciências & Cognição, Rio de Janeiro, v. 16, n. 3, p. 2-14, 2011.

PALACIOS, J. Introdução à psicologia evolutiva: história, conceitos básicos e metodologia. In: COLL, C.; PALACIOS, J.; MARCHESI, Á. (Org.). Desenvolvimento psicológico e educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995. p. 9-26.

PIMENTEL, S. C. Conviver com a Síndrome de Down em escola inclusiva: mediação pedagógica e formação de conceitos. Petrópolis: Vozes, 2012.

PLETSCH, M. D. A dialética da inclusão/exclusão nas políticas educacionais para pessoas com deficiências: um balanço do governo Lula (2003-2010). Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 12, n. 24, p. 39-55, 2011.

PLETSCH, M. D.; SOUZA, F. F. D.; ORLEANS, L. F. A diferenciação curricular e o desenho universal na aprendizagem como princípios para a inclusão escolar. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 14, n. 35, p. 264-281, 2017.

ROPOLI, E. et al. A educação especial na perspectiva da inclusão escolar: a escola comum inclusiva. Brasília. DF: MEC; Fortaleza: UFC, 2010.

SEVERINO, A. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 2007.

SOUSA, N. M. F. R. A pessoa com deficiência física: representações sociais de alunos usuários de cadeira de rodas sobre a escolarização e as implicações no processo formativo. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015.

SOUZA, A. M. L.; MACEDO, M. C. S. R. Avaliação da aprendizagem e inclusão escolar: a singularidade a serviço da comunidade. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 283-290, 2012.

SOUSA, L. P. F. Orquestrar a gestão escolar para respostas educativas na diversidade. 2007. 113 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

TRENTIN, D. G. Análise dos caminhos isotrópicos adotados por pessoas com deficiência visual em um curso de educação a distância na perspectiva inclusiva. 2013. 142 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2013.

UNESCO. Declaração mundial sobre educação para todos: satisfação das necessidades básicas de aprendizagem. Jomtien: Unesco, 1990.

VALENTIM, F. O. D. Inclusão de alunos com deficiência intelectual: considerações sobre avaliação da aprendizagem escolar. 2011. 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2011.

VALENTIM, F. O. D.; OLIVEIRA, A. Avaliação da aprendizagem e deficiência intelectual na perspectiva de professores do ensino comum. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 13, n. 40, p. 851-871, 2013.

VOIVODIC, M. A. Inclusão escolar de crianças com Síndrome de Down. Petrópolis: Vozes, 2005.

Downloads

Publicado

2018-09-03

Como Citar

SOUSA, N. M. F. R.; NASCIMENTO, D. A. A inclusão escolar e o aluno com síndrome de Down: as adaptações curriculares e a avaliação da aprendizagem. Educ. Form., [S. l.], v. 3, n. 9, p. 121–140, 2018. DOI: 10.25053/redufor.v3i9.859. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/859. Acesso em: 24 set. 2021.