Multiculturalismo e educação multicultural: O debate sobre as políticas de identidade na sociedade americana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25053/redufor.v4i10.847

Palavras-chave:

Multiculturalismo. Educação multicultural. Diversidade. Identidade cultural.

Resumo

O artigo apresenta um panorama bibliográfico em torno do multiculturalismo e da educação multicultural na sociedade americana. Objetiva ampliar o entendimento acerca das controvérsias que envolvem as identidades culturais na atualidade. Inicialmente, descreve a luta dos afro-americanos por uma educação que prime pelo reconhecimento e valorização de sua história e identidade cultural. Mostra como essa luta contribuiu para a emergência do movimento dos direitos civis americanos e repercussões na atualidade. Os estudos de James A. Banks constituem as referências mais utilizadas nessa primeira parte. O segundo momento do texto é voltado para o debate teórico sobre os direitos coletivos das minorias nas sociedades ocidentais democráticas. A obra de Will Kymlicka, Multicultural Citizenship, é o principal fundamento desse tópico. Na conclusão, o artigo evidencia a atualidade do debate do multiculturalismo e o papel da educação multicultural para a construção de uma sociedade e escola mais inclusivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BANKS, J. A. An introduction to multicultural education. 2.ed. Massachusetts: Allyn and Bacon,1999.

BANKS, J. A. Multiculturaleducation: historical development, dimensions and practice. American Educational Research Association, Washington, DC,v.19, p.3-49,1993.

CALLAN, E. Autonomy and schooling. Quebec: McGill-Queen’s University,1988.

CARTER, I. Positive and negative liberty. Stanford Encyclopedia of Philosophy. 2012. Disponível em: https://plato.stanford.edu/archives/spr2012/entries/liberty-positive-negative/. Acesso em: 10 jan.2015.

CHRISTENSEN,E. Revisiting multiculturalism and it scritics.The Monist, Manchester,v.95, n.1, p.33-48, 2012.

CHRISTMAN,J. Autonomy in moral and political philosophy. Stanford Encyclopedia of Philosophy. 2014. Disponível em: https://plato.stanford.edu/archives/win2014/entries/autonomy-moral/. Acesso em: 16 dez. 2014.

FULLINWIDER, R. Affirmativeaction. Stanford Encyclopedia of Philosophy. 2014. Disponível em: http://plato.stanford.edu/archives/win2014/entries/affirmative-action/.Acesso em: 17 mar. 2015.

GOZDECKA,D.A.; ERCAN,S.A.; KMAK,M.From multiculturalism to post-multiculturalism: trends and paradoxes.Journal of Sociology, London, v.50, n.1, p.51-64, 2014.

KYMLICKA, W. Multicultural citizenship. 4.ed. New York: Oxford University, 2000.

LEYDET, D. Citizenship. Stanford Encyclopedia of Philosophy. 2014. Disponível em: http://plato.stanford.edu/archives/spr2014/entries/citizenship/. Acesso em: 11 mar. 2015.

SONG, S. Multiculturalism.Stanford Encyclopedia of Philosophy. 2014. Disponível em: http://plato.stanford.edu/archives/spr2014/entries/multiculturalism/. Acesso em: 12dez. 2014.

SOUTO-MANNING, M.Freire, teaching, and learning: culture circles across contexts. NewYork: Peter Lang, 2010.

SOUTO-MANNING, M. Multicultural teaching in the early child hood classroom: approaches, strategies, and tools pre school-2nd grade. New York: Columbia University, 2013.

TAYLOR, C. Interculturalism or multiculturalism? Philosophy and Social Criticism, London, v.38, n.4-5, p.413-423, 2012.

WINCH, C. Strong autonomy and education. Educational Theory, Illinois, v.52, n.1, p.27-41, 2002.

WOODSON, C. G. Mis-Education of the Negro. Washington, DC: Associated Publishers,1969.

Downloads

Publicado

2019-01-09

Como Citar

ABU-EL-HAJ, M. F. Multiculturalismo e educação multicultural: O debate sobre as políticas de identidade na sociedade americana. Educ. Form., [S. l.], v. 4, n. 10, p. 195–213, 2019. DOI: 10.25053/redufor.v4i10.847. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/847. Acesso em: 28 jun. 2022.