A PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR NA DISCIPLINA PESQUISA E PROCESSOS EDUCATIVOS DO CURSO DE PEDAGOGIA

um diferencial na relação entre pesquisa, teoria e prática

Palavras-chave: Formação inicial de professores. Prática de Ensino. Pesquisa.

Resumo

Este artigo discute o papel da Prática como Componente Curricular (PCC) nos processos iniciais de formação de professores, tem como objetivo central analisar a proposta de formação dos licenciandos de um curso mediante exame das disciplinas de Pesquisa e Processos Educativos, as quais consubstanciam a PCC. Nesta pesquisa qualitativa, o tratamento dos dados baseou-se na análise de conteúdo proposta por Bardin (2009); por André (2012, 2017) e Gatti e Barreto (2009) acerca do papel da pesquisa na formação dos professores; e pelas contribuições de Marcelo García (1999, 2009) acerca do desenvolvimento profissional. Os resultados indicaram que a Prática como Componente Curricular, associada aos aprendizados das práticas formativas da docência, tendo a pesquisa como eixo de verticalização da formação de professores, é fundamental para o desenvolvimento profissional dos futuros professores, tornando-se elemento essencial para o desenvolvimento da habilidade investigativa contribuindo para a sua formação profissional, artística, científica e política.

 

 

Biografia do Autor

Márcia de Souza Hobold, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Doutora em Educação (Psicologia da Educação), pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC SP. De 2013 a 2015 realizou seu Estágio de Pós-doutoranda, na PUC SP, com bolsa do CNPq, sob supervisão da Professora Marli André. Atualmente é Professora efetiva de Didática do Departamento de Metodologia de Ensino e do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE, do Centro de Ciências da Educação - CED, da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Foi professora da Universidade da Região de Joinville - UNIVILLE (2008-2017), atuando no Departamento de Psicologia e no Programa de Mestrado em Educação. Atuou como coordenadora do Programa de Mestrado em Educação, da UNIVILLE, por quatro anos (2013 a 2016), e mais dois anos como vice-coordenadora (2011-2012). No Programa de Mestrado em Educação lecionou as disciplinas obrigatórias da linha de pesquisa trabalho e formação docente. Foi vice-coordenadora do GT 8 (Formação de Professores), gestão 2017-2018 e, atualmente, é a coordenadora do GT 8, nos anos de 2018-2019. Desenvolve pesquisas sobre a formação de professores (inicial e continuada), Didática (práticas de ensino), condições de trabalho, início da docência, profissionalidade, identidade e saberes docentes. Atuou por dezoito anos no Ensino Fundamental e no Ensino Médio, exercendo as seguintes funções de professora, Orientadora Educacional e Coordenadora Pedagógica. Desde 2005, integra o Núcleo de Pesquisa sobre o Desenvolvimento Profissional dos Professores do Programa de Educação - Psicologia da Educação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC SP. Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisa: Formação de Professores e Práticas de Ensino - FOPPE, da UFSC. Também integra a Rede Interinstitucional de Pesquisas sobre a Formação e as Práticas Docentes. RIPEFOR. E-mail: mhobold@gmail.com

Publicado
2019-05-01
Como Citar
Brandt, A., & Hobold, M. (2019). A PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR NA DISCIPLINA PESQUISA E PROCESSOS EDUCATIVOS DO CURSO DE PEDAGOGIA. Educação & Formação, 4(11 mai/ago), 142-160. https://doi.org/10.25053/redufor.v4i11.319