As tecnologias de informação e comunicação na formação inicial de professores do 1º ciclo do ensino básico – fatores constrangedores invocados pelos formadores para o uso das tecnologias

Palavras-chave: Formadores de professores do 1.º CEB. Formação inicial de professores. TIC – Fatores constrangedores. Representações sobre as TIC.

Resumo

O artigo apresenta os resultados de uma investigação que se materializa no campo das práticas de formação inicial de professores do 1.º ciclo do ensino básico. Pretende dar a conhecer as representações sobre os fatores que atuam como barreira ao uso e promoção das tecnologias de informação e comunicação (TIC) na preparação profissional dos futuros professores para o uso pedagógico das TIC. É um estudo descritivo interpretativo, centrado nos formadores de duas instituições públicas de Ensino Superior em Portugal que formam professores. Para atender ao objetivo foram realizadas vinte entrevistas semidiretivas. Para além dos constrangimentos ao nível do currículo de formação, as evidências apontam para a dificuldade de os futuros professores passarem pela experiência de observar e experimentar exemplos de uso das TIC devido, em parte, ao défice de conhecimentos/formação dos próprios formadores na área e às crenças e atitudes manifestadas que atuam como barreiras à promoção do seu uso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gorete Ramos Fonseca, UIDEF, Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

Licenciada em Ensino Básico pela ESE de Setúbal, mestre na área das Ciências Sociais pela Universidade Aberta e doutorada na área da Educação, especialidade em Formação de Professores, pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. É professora do Quadro de Agrupamento de Escolas da Lourinhã, onde exerce as funções de docente do 1.º ciclo do ensino básico, e formadora acreditada pelo CFPPC de Braga. Tem como principais áreas de interesse a formação de professores, o currículo e tecnologias digitais e a avaliação das aprendizagens. É autora e administradora de alguns blogues e da página www.quadroegiz.com destinada à partilha de recursos educativos.

Referências

AMADO, J. (Coord.). Manual de investigação qualitativa em educação. Coimbra: Universidade de Coimbra, 2013.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Setenta, 2002.

BINGIMLAS, K. Barriers to the successful integration of ICT in the teaching and learning environments: A review of the literature. Eurasia Journal of Mathematics, Science & Technology Education, v.5, n.3, p.235-245, 2009.

BOZA, Á.; TIRADO, R.; GUZMÁN-FRANCO, M.-D. Creencias del profesorado sobre el significado de la tecnologíaen la enseñanza: influencia para su inserción en los centros docentes andaluces. Relieve, v.16, n.1, p.1-14, 2010.

CORONADO, P. Competencias y uso de las TIC por parte de los docentes: un análisis desde las principales Instituciones de Educación Superior (IES) formadoras de formadores en la República Dominicana (2009-2011).2013. 320f. Tese (Doctorado en Didáctica y Organización Escolar) –Programa de Posgrado en Didáctica y Organización Escolar, Universidad de Murcia, Murcia, 2013.

COSTA, F. A utilização das TIC em contexto educativo:representações e práticas de professores. 2008. 614f. Tese (Doutoradoem Educação)–Programa de Pós-Graduação em Educação,Universidade de Lisboa, Lisboa, 2008.

COSTA, F. et al. Competências TIC: estudo de implementação.Lisboa: Ministério da Educação, 2008.

COUTINHO, C. Tecnologias Web 2.0 na sala de aula: três propostas de futuros professores de Português. Educação, Formação e Tecnologia, Braga, v. 2, n. 1, p. 75-86,2009.

ENOCHSSON, A.-B.; RIZZA, C. ICT in Initial Teacher Training: Research review. OECD Education Working Papers, v. 4, n. 38, p. 656-667, 2009.

ESTÉVEZ-NENNINGER, E. et al. Creencias sobre enseñanza y aprendizaje en docentes universitarios. Revista Internacional de Investigación en Educación, Bogotá, v.6, n.13, p.49-64, 2014.

FONSECA, G. As tecnologias de informação e comunicação na formação inicial de professores do 1º ciclo do ensino básico: crenças e perspectivasde formadores. 2018. 387f. Tese (Doutorado em Educação)–Programa de Pós-Graduação em Educação,Universidade de Lisboa, Lisboa, 2018.

GEPE. Inquérito aos professores sobre a utilização do Magalhães (2009/2010). Lisboa: Ministério da Educação, 2010.

MARTINEZ, R.; LEITE, C.; MONTEIRO, A. Os desafios das TIC para a formação inicial de professores: uma análise de agenda internacional e suas influências nas políticas portuguesas. Revista Crítica Educativa, Sorocaba, v.1, n.1, p.21-40, 2015.

MESQUITA, E.; FORMOSINHO, J.; MACHADO, J. Supervisão da prática pedagógica e colegialidade docente. A perspectivados candidatos a professores. Revista Portuguesa de Investigação Educacional, Porto, n.12, p.59-77, 2012.

MIRANDA, G. Limites e possibilidades das TIC na educação. Sísifo, Lisboa, n.3, p.41-50, 2007.

MIRANDA, J. Creencias sobre el rol de las tecnologíasde información y comunicación en la formación inicial de docentes: explorando las diferencias entre estudiantes y docentes universitarios. 2010. 469f. Tese (Doctorado en Didáctica y Organización Educativa) –Programa de Posgrado en Didáctica yOrganización Educativa, Universidad de Barcelona,Barcelona,2010.

MORUETA, R.; GÓMEZ, I. Influencias de las creencias del profesorado sobre el uso de la tecnologíaen el aula. Revista de Educación, Madrid, n.363, p.230-255, 2014.

PERALTA, H.; COSTA, F. Competência e confiança dos professores no uso das TIC. Sísifo, Lisboa, n.3, p. 77-86, 2007.

PONTE, J.P. Estudos de caso em educação matemática.Bolema, Rio Claro, v. 19, n.25, p. 105-132, 2006.

PONTE, J.P.; SERRAZINA, L. As novas tecnologias na formação inicial de professores. Lisboa:Ministério da Educação, 1998.

SOLIS, C. Creencias sobre enseñanza y aprendizaje en docentes universitarios: revisión de algunos estudios. Propósitos y Representaciones, v.3, n.2, p.227-260, 2015.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 12. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

TEO, T. et al. Beliefs about teaching and uses of technology among pre-service teacher’s. Asia-Pacific Journal of Teacher Education, Lima, n.36, v.29, p.163-174, 2008.

Publicado
2019-05-01
Como Citar
FONSECA, G. As tecnologias de informação e comunicação na formação inicial de professores do 1º ciclo do ensino básico – fatores constrangedores invocados pelos formadores para o uso das tecnologias. Educação & Formação, v. 4, n. 2, p. 3-23, 1 maio 2019.