Os estudos de Gênero na Revista Tempos e Espaços em Educação

uma Revisão Sistematizada

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25053/redufor.v5i14mai/ago.2495

Palavras-chave:

Gênero, Revisão, REVTEE

Resumo

Nesse artigo realizamos uma revisão sistematizada da literatura específica sobre gênero, publicada na Revista Tempos e Espaços em Educação no período de 2014 a 2019. A ênfase se deu no processo metodológico que produziu os diferentes resultados encontrados nos estudos, a partir da metodologia de revisão sistematizada. Verificou-se, a partir da seleção de variáveis e de critérios de inclusão/exclusão, que a literatura específica sobre gênero publicada na REVTEE sugere significativa ampliação na produção científica dos estudos de gênero, contribuindo para a desestabilização de normatizações, classificações e hierarquizações no campo da educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivanderson Pereira da Silva, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Licenciado em Física (2008/UFAL), Especialista em Mídias na Educação (2010/UFAL), Mestre (2010/UFAL) e Doutor em Educação (2016/UFAL). É professor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Campus Arapiraca, atuando nos Cursos de Licenciatura em Física e Pedagogia. É professor permanente do Programa de Pós-graduação em Ensino e Formação de Professores (UFAL, Campus Arapiraca) e do Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática (CEDU/UFAL). É líder do Grupo de Pesquisa em Educação, Mídias, Tecnologias e Sociedade (GEEMTS) e atualmente realiza estágio pós-doutoral no Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Sergipe

Alfrancio Ferreira Dias, Universidade Federal de Sergipe

Pós-doutor pela University of Warwick, UK (2018). Doutor em Sociologia (UFS). Professor Adjunto III do Departamento de Educação - DED da Universidade Federal da Sergipe. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGED da Universidade Federal da Sergipe (Gestão 2016-2018 e Gestão 2018-2020). Vice-líder do Grupo de Pesquisa: Educação, Formação, Processo de Trabalho e Relações de Gênero - CNPq. Pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares sobre a Mulher e Relações Sociais de Gênero (NEPIMG/UFS). Editor da Revista Tempos e Espaços em Educação desde 2014. Coordenador Adjunto do Fórum de Editores de Periódicos da Área de Educação - FEPAE/ANPED. Editorial Board - Portuguese da Revista Education Review da Arizona State University, Estados Unidos. Visiting Research Fellow no Centre for the Study of Women and Gender da University of Warwick, Reino Unido (2018). Desenvolve pesquisa e extensão nos seguintes temas: Gênero, Sexualidades e Educação; Formação docente e Diferença; Estudos Curriculares Pós-críticos; Estudos Queer e Educação. Pedagogias Queer.

Pedro Paulo Souza Rios, Universidade do Estado da Bahia

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Sergipe - UFS. Mestre em Educação, Cultura e Territórios Semiáridos - PPGESA - Universidade do Estado da Bahia, Pós-Graduado em Educação Ambiental - FACINTER; e Filosofia Contemporânea - Faculdade São Bento; Especialização em Educação de Jovens e Adultos, pela Universidade Cândido Mendes; Licenciado em Pedagogia - UNEB; Filosofia - FBB; Bacharel em Teologia Faculdade Católica do Ceará. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação, Gênero e Sexualidades do Sertão - GENESES-Sertão; Membro do Grupo de Pesquisa Educação, Sociedade e Desenvolvimento. Atualmente é professor substituto da Universidade do Estado da Bahia - UNEB, lotado no Campus VII em Senhor do Bonfim. Tem experiência na área de: Educação. Gênero e Sexualidade, Metodologia do Trabalho Científico, Filosofia e Filosofia da Educação, Antropologia da Educação e Cultural, Educação de Jovens e Adultos, Educação Contextualizada e Estágio Curricular Supervisionado e Currículo.

Referências

ALMEIDA, W. R. A. Uniforme escolar e uniformização dos corpos. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 22, p. 9-22, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/6134. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i22.6134.

ANJOS, J. P.; CARDOSO, L. R. Hanami ou corpos fogem, vazam, escapam... Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 14, p. 69-78, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2953. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2953.

ARAÚJO, E.; BARROS, V. “Modo Deadline”: uma análise sobre o tempo das mulheres académicas. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 22, p. 173-186, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/6440. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i22.6440.

BECKER, S.; OLIVEIRA, E. A. Educação e direitos para (in)humanos? Desafios e reflexões sobre os dilemas de LGBTs perante o discurso jurídico brasileiro. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 19, p. 163-180, 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/5603. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v9i19.5603.

BOGOSSIAN, T. “Já pensou Pedro com um cabelão de Maria Chiquinha! Não combina, né?!”. Geografia e gênero na educação infantil. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 12, p. 169-186, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2963. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2963.

CANOTILHO, A. P.; ARAUJO, N. F.; DE OLIVEIRA, S. M. T. A contribuição da escola para a emancipação das mulheres. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 14, p. 91-102, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/rev tee/article/view/2957. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee. v0i0.2957.

CARDOSO, H. M. Gênero, sexualidade e escola: contribuições da teorização de Foucault. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 11, n. 1, p. 319-332, 2019. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/9652. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v11i01.9652.

CARDOSO, H. M.; DIAS, A. F. Representações sobre corpo, gênero e sexualidades de estudantes das licenciaturas do Instituto Federal de Sergipe, campus Aracaju. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 13, n. 24, p. 76-94, 2016. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/930. Acesso em: 6 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.22481/praxis.v13i24.930.

CARVALHO, M. E. P. et al. Origins and challenges of gender studies centers in higher education in NorthERN and Northeastern Brazil. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 21, p. 163-176, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/6340. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i21.6340.

COOPER, H. Research synthesis and meta-analysis: a step-by-step approach. 3. ed. Thousand Oaks: Sage, 2010.

COSTA, P. R. S. M.; MACARRO, M. J. M. Los aspectos educativos de la Ley Orgánica 01/2004 de 28 de diciembre, de medidas de protección integral contra la violencia de género. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 20, p. 111-120, 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/5900. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v9i20.5900.

COUTO, A. S.; CRUZ, M. H. S. Inserção de gênero no currículo de História e a formação para o trabalho docente. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 23, p. 249-262, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/ view/6764. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i23.6764.

CRUZ, M. H. S. A crítica feminista à ciência e contribuição à pesquisa nas Ciências Humanas. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 14, p. 15-28, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2949. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2949.

DIAS, A. F. Como as escolas educam corpos nas práticas pedagógicas?. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 12, p. 103-112, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2958. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2958.

DIAS, A. F. et al. Schooling and subversions of gender. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 22, p. 83-92, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/6433. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i22.6433.

DIAS, A. F.; AMORIM, S. Body, gender and sexuality in teacher training: a meta-analysis. Educação em Revista, Curitiba, n. 56, p. 193-206, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000200193&lng= en&nrm=iso. Acesso em: 6 jan. 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.40998.

DIAS, A. F.; MENEZES, C. A. A. Que inovação pedagógica a pedagogia queer propõe ao currículo escolar?. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 23, p. 37-48, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/ 7443. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i23.7443.

DIAS, A. F.; OLIVEIRA, D. A. As abordagens de corpo, gênero e sexualidades no projeto político-pedagógico em um Colégio Estadual de Aracaju, SE. Holos, Natal, v. 3, p. 259-271, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2018v27n2.24814. Acesso em: 10 jan. 2020. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/holos/ar ticle/view/3084. Acesso em: 06 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2015.3084.

DIAS, A. F.; OLIVEIRA, D. A.; SANTOS, M. S. Uma revisão sistematizada da produção do conhecimento sobre corpo, gênero, sexualidades na educação. Revista Temas em Educação, João Pessoa, v. 27, n. 2, p. 119-133, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2018v27n2.24814. Acesso em: 10 jan. 2020.

DI GREGORIO, M. F.; SILVA, K. N. Gênero e sexualidade no lócus família/escola: incursões deflagradas à não heterossexualidade e os desafios para a cidadania reconhecida. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 12, p. 79-90, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2954. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2954.

DONATO, A.; TONELLI, L. A resistência do corpo. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 12, n. 28, p. 49-62, 2019. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/10164. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v12i28.10164.

DUBET, F. A escola “embaraçada” com a educação mista. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 11, n. 25, p. 9-20, 2018. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/8379. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v11i25.8379.

EUGÊNIO, B. G.; LIMA, A. O. Imagens de negros e negras no livro didático de História dos anos iniciais do ensino fundamental. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 8, n. 16, p. 247-256, 2015. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/rev tee/article/view/3964. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0. 3964.

FERREIRA, M. M. Relações de classe e gênero na escola: revisitando conceitos de igualdade, desigualdade, diferença, classe e gênero. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 14, p. 57-68, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2952. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2952.

FIGUEIREDO FILHO, D. B. et al. O que é, para que serve e como se faz uma meta- -análise?. Revista Teoria & Pesquisa, São Carlos, v. 23, n. 2, p. 205-228, 2014.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. 11. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1993.

FRANÇA, F. G. R.; FERRARI, A. Mais do que professores/as, professores/as homossexuais na escola. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 20, p. 41-52, 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/ 5894. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v9i20.5894.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 65. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2018.

GALAK, E. Pedagogías del cuerpo y del carácter en la “Revista de Educación” durante la gobernación de José Luís Cantilo (Buenos Aires, 1922-1926). Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 21, p. 149-162, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/6339. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i21.6339.

GUZZI, J. 21 Gramos: el amor como epifenómeno de la tensión cuerpo-alma. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 12, n. 29, p. 213-226, 2019. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/9514. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v12i29.9514.

HOOKS, b. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Diferença do rendimento do trabalho de mulheres e homens nos grupos ocupacionais: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua-2018. Brasília, DF: Agência de Notícias, 2019.

KAPLAN, C. V.; XAVIER, N. R. As infâncias na literatura latino-americana: quais os lugares da menina e da mulher negras?. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 11, n. 25, p. 111-126, 2018. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/ revtee/article/view/8797. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee. v11i25.8797.

MORAIS, A. B. A.; CARVALHO, M. E. P. Institucionalização dos estudos de gênero na universidade: uma análise a partir de narrativas de acadêmicas feministas. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 8, n. 17, p. 235-236, 2015. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/4526. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v8i17.4526.

PINTO, É. J. S.; CARVALHO, M. E. P.; RABAY, G. As relações de gênero nas escolhas de cursos superiores. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 22, p. 47-58, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/ view/6173. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i22.6173.

PORTO, R.; GALVÃO, F. D. De Slutwalk à Marcha das Vadias: o imperativo dos feminismos em Natal (RN). Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 19, p. 147-162, 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/ article/view/5602. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v9i19.5602.

PREINFALK-FERNÁNDEZ, M. L. La Educación sexual en el sistema educativo formal costarricense. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 19, p. 103-112, 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/5599. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v9i19.5599.

RIOS, P. P.; CARDOSO, H. M.; DIAS, A. F. Concepções de gênero e sexualidade d@s docentes do curso de licenciatura em Pedagogia: por um currículo Queer. Educação & Formação, Fortaleza, v. 3, n. 8, p. 98-117, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/272. Acesso em: 10 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.25053/redufor.v3i8.272.

RODRIGUES, D. S.; FARO, L. C. A. Entre fronteiras semoventes: a constituição do feminino das filhas de Iemanjá. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 12, n. 29, p. 61-80, 2019. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/ revtee/article/view/11022. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee. v12i29.11022.

RODRIGUES, L. Transgredir para empoderar: o empoderamento das jovens mulheres pela educação. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 18, p. 91-98, 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/4967. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v9i18.4967.

RUDD, T.; GOODSON, I. F. Refraction as a tool for understanding action and educational orthodoxy and transgression. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 18, p. 99-110, 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/ view/4968. Acesso em: 21 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v9i18.4968.

SANTANA, A. M. Gênero, sexualidade e educação: perspectivas em debate. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 12, p. 151-168, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2962. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2962.

SANTANA, J. V. J. et al. Constituindo gêneros: sobre a produção de masculinidades e feminilidades na educação infantil. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 20, p. 63-80, 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/ revtee/article/view/5896. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee. v9i20.5896.

SANTOS, A. C.; FELDENS, D. G. Vozes do triunfo: narrativas de si de professoras da educação básica. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 11, n. 1, p. 379-392, 2019. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/9666. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v11i01.9666.

SANTOS, É. S.; LAGE, A. C. Gênero e diversidade sexual na educação básica: um olhar sobre o componente curricular Direitos Humanos e Cidadania da rede de ensino de Pernambuco. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 22, p. 69-82, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/6042. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i22.6042.

SANTOS, W. J.; SILVA, I. P. Revisão acerca dos temas alfabetização científica e ensino por investigação. Educa: Revista Multidisciplinar em Educação, Porto Velho, v. 5, n. 12, p. 138-150, 2018. Disponível em: http://www.periodicos.unir.br/index.php/educa/article/ view/3344. Acesso em: 22 jan. 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.26568/2359-2087.2018.3344.

SARAT, M.; CAMPOS, M. I. Gênero, sexualidade e infância: (con)formando meninas. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 14, p. 45-56, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2951. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2951.

SILVA JUNIOR, P. M.; IVENICKI, A. Entre sexualidades, masculinidades e raça: contribuições do multi/interculturalismo para a prática pedagógica. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 12, n. 29, p. 125-144, 2019. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/9326. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v12i29.9326.

SILVA, I. P.; MERCADO, L. P. L. Revisão sistemática de literatura acerca da experimentação virtual no ensino de Física. Ensino & Pesquisa, União da Vitória, v. 17, n. 1, p. 49-77, 2019. Disponível em: http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/ensinoe pesquisa/article/view/2381. Acesso em: 22 jan. 2020.

SILVA, M. A. C. Formação docente: do infinito ao particular! Narrativas sobre gênero, raça e religião. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 12, p. 125-136, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2960. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2960.

SILVA, M. M. T.; TAVARES, C. Mulheres na luta: participação de mulheres nas ocupações de 2016 na Universidade Federal de Pernambuco. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 11, n. 27, p. 41-60, 2018. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/7409. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v11i27.7409.

SILVA, T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. São Paulo: Autêntica, 2000.

SOUZA, L. P. Educação, gênero e raça: mapeando algumas desigualdades. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 12, p. 113-124, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2959. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2959.

THÜRLER, D.; DOS SANTOS, J. L. Um debate sobre a escola como tecnologia político- -cultural. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 14, p. 29-44, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2950. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2950.

ULJENS, M. Non-Affirmative curriculum theory in a cosmopolitan era?. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 18, p. 121-132, 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/4970. Acesso em: 21 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v9i18.4970.

VIEIRA, C. M.; COELHO, M. A. Sexualidade e deficiência intelectual: concepções, vivências e o papel da educação. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 7, n. 14, p. 201-212, 2014. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/rev tee/article/view/3268. Acesso em: 3 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee. v0i0.3268.

Publicado

2020-01-30

Como Citar

SILVA, I. P. da; DIAS, A. F.; RIOS, P. P. S. Os estudos de Gênero na Revista Tempos e Espaços em Educação: uma Revisão Sistematizada. Educ. Form., [S. l.], v. 5, n. 14, p. 150–175, 2020. DOI: 10.25053/redufor.v5i14mai/ago.2495. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/2495. Acesso em: 27 nov. 2021.