Os conceitos de concepção, percepção, representação e crença no campo educacional: similaridades, diferenças e implicações para a pesquisa

  • Daniel Abud Seabra Matos
  • José Rubens Lima Jardilino
Palavras-chave: Pesquisa educacional.Conceitos.Divulgação científica.

Resumo

Nas pesquisas sobre “o que pensam” alunos, professores e atores educacionais, há uma enorme variedade de termos que se utiliza para referir-se às representações mentais. Essa diversidade acaba dificultando a compreensão de pesquisas da área educacional e seu arcabouço teórico- -conceitual. Há muitos estudos na literatura educacional que não definem claramente os conceitos utilizados. O objetivo deste artigo é realizar uma análise sobre os conceitos de concepção, percepção, representação e crença. As fontes utilizadas foram artigos, livros e dicionários especializados. Conclui-se que os referidos termos utilizados (concepção, percepção, representação e crença) têm como objetivo chegar a um mesmo resultado: informar a maneira como as pessoas percebem, avaliam e agem com relação ao fenômeno pesquisado. Assume-se que há necessidade de uma constante vigilância epistemológica e de um acordo mínimo entre os pares sobre o significado desses conceitos. Tratá-los como sinônimos incidirá em uma série de equívocos na divulgação dos resultados das pesquisas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-09-01
Como Citar
MATOS, D.; JARDILINO, J. R. Os conceitos de concepção, percepção, representação e crença no campo educacional: similaridades, diferenças e implicações para a pesquisa. Educação & Formação, v. 1, n. 3, p. 20-31, 1 set. 2016.