FORMAÇÃO FEDATHI GENERALIZÁVEL

METODOLOGIA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Palavras-chave: Formação de Professores, Metodologia de Formação, Sequência Fedathi

Resumo

Oriundo de reflexões dos avanços da metodologia de ensino Sequência Fedathi para outras áreas além da Matemática, surge a possibilidade de ampliar o Programa de Formação do Professor em Serviço (PROFEM), destinado inicialmente para professores dessa área de ensino, acreditando que sua proposta permite estudo, pesquisa, planejamento, ação e reflexão da mesma forma, para outras disciplinas. Daí, constitui-se, portanto, como Formação Fedathi Generalizável. Como aporte teórico o artigo apresenta Freire (1996), Schön (2000), Gauthier, Bissonnette e Richard (2014) que sustentam a importância do professor, da criticidade e reflexão do seu trabalho. O objetivo do artigo, portanto, é apresentar a estrutura e as características desse modelo de formação. A pesquisa é exploratória, já que procura identificar concepções anteriores já incorporadas nas formações com a Sequência Fedathi mas ainda não sistematizadas, apresentando como resultado um desenho parcial da Formação Fedathi Generalizável. Pode-se concluir que o PROFEM precisou ser ampliado para acompanhar o crescimento da Sequência Fedathi. Acredita-se, pelo evidenciado, que o modelo de formação é eficaz no que diz respeito a mudanças de prática dos docentes, já que o empoderamento permite suscitar a responsabilidade e vínculo entre os participantes, enquanto o uso da metodologia de Ensino Sequência Fedathi possibilita o amadurecimento do professor em sua prática, gerando a descoberta, uma nova forma do fazer didático em sala de aula, ocasionando um ensino mais reflexivo, suscitando no aluno o desejo de aprender, a investigação. Além do mais, a formação propicia a discussão de ideias e práticas para a concomitante tomada de decisões de mudanças de postura.

Publicado
2020-04-11