Práticas de avaliação da aprendizagem em tempos de ensino remoto

Autores

  • Jones Baroni Ferreira de Menezes Faculdade de Educação de Crateús/Universidade Estadual do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.51281/impa.e021004

Palavras-chave:

Pandemia , Prática docente, Ensino e Aprendizagem

Resumo

A pandemia ocasionada pelo coronavírus levou a mudança do contexto educacional, precisando haver uma ressignificação das práticas no processo de ensino e aprendizagem remoto, destacadamente a avaliação. Diante disso, o objetivo deste relato é demonstrar algumas possibilidades de estratégias de avaliação da aprendizagem que os docentes possam utilizar em sua prática docente durante o ensino remoto, baseado na experiência durante as atividades letivas remotas em um curso de licenciatura em Ciências Biológicas de uma universidade estadual do Nordeste brasileiro. Nesse contexto, foi possível perceber que a diversificação de atividades avaliativas propostas por meio da plataforma digital é viável e possível de desenvolver remotamente, assim foram desenvolvidas animações, autoavaliação, tempestade de ideias, criação de histórias em quadrinhos, escrita de relatos, fóruns de discussão, infográficos, mapa conceitual, podcast, cordéis, paródias, quizzes e vídeos-aulas. Infere-se que essas múltiplas possibilidades auxiliam, em termos de apropriação do conhecimento e de habilidades mínimas, na evolução do educando.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Jones Baroni Ferreira de Menezes, Faculdade de Educação de Crateús/Universidade Estadual do Ceará

Faculdade de Educação de Crateús/Universidade Estadual do Ceará (FAEC/UECE). Docente da Faculdade de Educação de Crateús (FAEC/UECE). Doutorando em Educação (PPGE/UECE). Mestre em Ciências Fisiológicas (UECE). Especialista em Educação a distância (UAB/UECE). Licenciado e  Bacharel em Ciências Biológicas (UECE).

Referências

ACRANI, Simone et al. The use of teaching games as a learning strategy in teaching biology. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 2, p. 7930-7935, 2020. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-194

ANDRADE, Natália Avilla. Como avaliar os alunos do ensino fundamental durante o período de ensino remoto. EDUCAR E EVOLUIR, v.1, n.3, p. 7-12, 2021. Disponível em: https: http://www.novageracaoeducacional.com.br/wp/wp-content/uploads/2021/01/Educar-e-Evoluir-numero-3.pdf#page=7 Acesso em: 15 abr. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. DOU nº 53, 18.03.2020, Seção 1, p.39, 2020. Disponível em https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376 Acesso em: 12 abr. 2021.

CASTELLAR, Sônia Maria Vanzella; MORAES, Jerusa Vilhena. Metodologias ativas. São Paulo: FTD, 2016.

CZESZAK, Wanderlucy; MATTAR, João. Autoavaliação e colaboração na formação online: revisão de literatura e estudo de caso. Paidéi@. Unimes Virtual, v.12, n. 22, 2020. DOI: https://doi.org/10.29327/3860.12.22-1

DEPRESBITERIS, Lea; TAVARES, Marialva Rossi. Diversificar é preciso: instrumentos e técnicas de avaliação da aprendizagem. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2009

GARCIA, Tania Cristina Meira; MORAIS, Ione Rodrigues Diniz; ZAROS, Lilian Giotto; REGO, Maria Carmem Freire Diógenes. Ensino Remoto Emergencial: proposta de design para organização das aulas. Natal: SEDIS/UFRN, 2020.

HOLMES, Wayne et al. Learning analytics for learning design in online distance learning. Distance Education, v. 40, n. 3, p. 309-329, 2019. DOI: https://doi.org/10.1080/01587919.2019.1637716

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

LUCKESI, Carlos Cipriano. Avaliação da Aprendizagem Escolar: estudos e proposições. 22 ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MATTAR, João. Metodologias ativas: para a educação presencial, blended e a distância. São Paulo: Artesanato Educacional, 2017.

MELO, Ronaldo Silva. Conceitos e fundamentos da avaliação. Natal: SEDIS/UFRN, 2020.

MENEZES, Jones Baroni Ferreira de; MOTA, Francisa Daniella Lira. O uso das tecnologias educacionais durante o exercício da monitoria acadêmica em um curso de ciências biológicas. Revista Brasileira de Iniciação Científica, v. 6, n. 1, p. 96-108, 2018. Disponível em: https://periodicos.itp.ifsp.edu.br/index.php/IC/article/download/1176/995 Acesso em: 12 abr 2021.

MENEZES, Jones Baroni Ferreira de; MOURA, Francisco Nunes de Sousa.; SOUSA, Shirliane de Araújo. Utilização das tecnologias digitais por docentes vinculados à cursos de licenciatura ofertados no município de Crateús-ce. Ciência & Desenvolvimento-Revista Eletrônica da FAINOR, v. 12, n.1, 2019. Disponível em: http://srv02.fainor.com.br/revista237/index.php/memorias/article/download/813/451 Acesso em: 20 dez 2020.

MENEZES, Jones Baroni Ferreira et al. Teoria do conhecimento de John Dewey e o lugar do professor no processo educativo. Educação por Escrito, v. 11, n. 2, p. e35142, 2020. DOI: https://doi.org/10.15448/2179-8435.2020.2.35142

MOURA, Francisco Nunes de Sousa; RODRIGUES, Carla Manoela. Costa; MENEZES, Jones Baroni Ferreira. Tecnologias digitais educacional: tessituras da prática docente. Ensino em Foco, v. 2, n. 5, p. 72-86, 2019. Disponível em: http://www.publicacoes.ifba.edu.br/index.php/ensinoemfoco/article/download/646/421 Acesso em: 12 abr. 2021.

OLIVEIRA, Helen Tatiana; VICHIATTI, Carlos Alberto. Brainstorm: tempestade de ideias na alfabetização. Educação e Cultura em Debate, v. 6, n. 1, p. 18-21, 2020. Disponível em: https://revistas.unifan.edu.br/index.php/RevistaISE/article/viewFile/436/349 Acesso em: 15 abr. 2021.

OMS. Covid 19 - Boas práticas de higiene e distanciamento físico. 2020b. Disponível em: https://www.paho.org/pt/documentos/infografia-covid-19-buenas-practicas-higiene-distanciamiento-fisico Acesso em: 12 abr. 2021.

OMS. COVID-19 doença causada pelo coronavírus 2019. 2020a. Disponível em: https://www.paho.org/pt/documents/infographic-covid-19-coronavirus-disease-2019-be-aware Acesso em: 12 abr. 2021.

RUSSELL, Michael K.; AIRASIAN, Peter W. Avaliação em sala de aula: conceitos e aplicações. 7ed. Porto Alegre: AMGH, 2014.

SCARCE, Fabiana Cavalaro; MORAIS, Gilberto Carmo; SILVA, Samira Fayes Kfouri. Uma experiência com Fórum Avaliativo: revisitando princípios. Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico (EDUCITEC), v. 5, n. 10, 2019. DOI: https://doi.org/10.31417/educitec.v5i10.574

SILVA, Louise de Quadros; JUNG, Hildegard Susana; FOSSATTI, Paulo. Recursos para a avaliação da aprendizagem no ensino superior: possibilidades digitais. Roteiro, v. 46, p. e24926-e24926, 2021. DOI: https://doi.org/10.18593/r.v46i.24926

SOARES, Lucas de Vasconcelos; COLARES, Maria Lília Imbiriba Sousa. Avaliação educacional ou política de resultados? Educação & Formação, v. 5, n. 3, p. e2951, 2020. DOI: https://doi.org/10.25053/redufor.v5i15set/dez.2951

SOUZA, Jaqueline Gomes Souza; BARBOZA, Maria das Graças Auxiliadora Fidelis. Avaliação da aprendizagem: múltiplos olhares dos Estudantes da UCSAL. ANAIS – 21ª SEMOC, p. 1451-1457, 2018. Disponível em: http://ri.ucsal.br:8080/jspui/bitstream/prefix/1161/1/Avalia%C3%A7%C3%A3o%20da%20aprendizagem%3A%20m%C3%BAltiplos%20olhares%20dos%20estudantes%20da%20UCSAL.pdf Acesso em: 13 abr. 2021.

VASCONCELLOS, Celso dos S. Avaliação da aprendizagem: práticas de mudança; por uma práxis transformadora. 11 ed. São Paulo: Libertad, 2010.

Publicado

2021-04-30

Como Citar

MENEZES, J. B. F. de. Práticas de avaliação da aprendizagem em tempos de ensino remoto. Revista de Instrumentos, Modelos e Políticas em Avaliação Educacional, [S. l.], v. 2, n. 1, p. e021004, 2021. DOI: 10.51281/impa.e021004. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/impa/article/view/5384. Acesso em: 23 jul. 2024.