Desempenho dos estudantes de medicina no Brasil: análise do ENADE 2019

Autores

DOI:

https://doi.org/10.51281/impa.e024001

Palavras-chave:

Diretrizes Curriculares Nacionais, Medicina, Enade, Ensino, Avaliação Educacional

Resumo

As Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) para os cursos de medicina no Brasil delineiam os fundamentos para a formação médica, enfatizando a integração entre conhecimento, habilidades e atitudes. Contudo, as DCN não especificam os conteúdos básicos, deixando essa responsabilidade para as Instituições de Ensino Superior (IES). Nesse contexto, a avaliação da aprendizagem desempenha papel crucial, tanto no nível institucional quanto nacional, com destaque para o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE). Este estudo analisa os resultados dos estudantes de medicina no ENADE 2019, considerando fatores institucionais e individuais associados ao rendimento acadêmico. Os resultados indicam influência significativa de variáveis como faixa etária, tipo de instituição, região e sexo, com o ingresso por políticas afirmativas mostrando resultados equiparáveis. O estudo destaca a necessidade de políticas que favoreçam o acesso equitativo à educação médica.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Tassio de Faria Huguenin, Centro Universitário de Volta Redonda

Mestrando no Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente pelo UniFOA. Docente no curso de Medicina. Médico especialista em Ginecologia e Obstetrícia.

Stéfanie Maria Moura Peloggia, Centro Universitário de Volta Redonda

Mestranda no Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente pelo UniFOA. Médica formada pelo UniFOA.

Bruna Casiraghi, Centro Universitário de Volta Redonda

Doutora em Psicologia da Educação pela Universidade do Minho, mestre pela PUC-SP, Psicóloga, especialista em Psicopedagogia. Docente e Coordenadora Adjunta do Mestrado em Ensino em Ciências da Saúde e Meio Ambiente.

Júlio César Soares Aragão, Centro Universitário de Volta Redonda

Médico. Pós-Doutor pela Universidade do Minho; Doutor pela UERJ. Mestre pela FIOCRUZ. Docente do Centro Universitário de Volta Redonda desde 1996, atuando no Curso de Medicina e no Mestrado em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente.

Referências

ALMEIDA, L. S. Transição, adaptação académica exito escolar no ensino superior. REVISTA GALEGO-PORTUGUESA DE PSICOLOXÍA E EDUCACIÓN, v. 15, n. 2, p. 203–2015, 2007.

ARAGÃO, J. C. S.; ROSSI, H. R.; CASIRAGHI, B. A Jornada do Acadêmico de Medicina - Um Modelo Simbólico da Formação Médica. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 42, n. 1, p. 40–46, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-52712018v42n1rb20170037. Acesso em: 19 jan. 2020.

ARAUJO, A. A.; BENEVIDES, A. de A.; MARIANO, F. Z.; BARBOSA, R. B. Diferencial de desempenho dos estudantes cotistas no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes: evidências sobre as instituições de ensino superior federais. Revista Brasileira de Educação, v. 25, p. e250064, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-24782020250064. Acesso em: 23 jan. 2024.

ARAUJO, R. A. E. F. Variáveis socioeconômicas e desempenho acadêmico. 2017. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19250. Acesso em: 17 jul. 2023.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina, 2014.

CARVALHO, A. B. de; RESENDE, H. L.; FARIA, R. M. D. de; TOLEDO JÚNIOR, A. Análise de conteúdo de duas avaliações externas brasileiras de cursos de medicina: Enade e Revalida. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 45, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-5271v45.1-20200365. Acesso em: 28 ago. 2022.

CASIRAGHI, B.; ALMEIDA, L. da S.; BORUCHOVITCH, E.; ARAGAO, J. C. S. Rendimento acadêmico no Ensino Superior: variáveis pessoais e socioculturais do estudante. Revista Práxis, v. 12, n. 24, 2021. Disponível em: http://revistas.unifoa.edu.br/index.php/praxis/article/view/3373. Acesso em: 9 abr. 2021.

CRETTON, N. N.; GOMES, G. R. APLICAÇÃO DE TÉCNICAS DE MINERAÇÃO DE DADOS NA BASE DE DADOS DO ENADE COM ENFOQUE NOS CURSOS DE MEDICINA. Acta Biomedica Brasiliensia, v. 7, n. 1, p. 74–89, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.18571/acbm.100. Acesso em: 17 jul. 2023.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P. Manual de Análise de Dados: Estatística e Modelagem Multivariada com Excel®, SPSS® e Stata®. [S. l.]: Elsevier Brasil, 2017.

HUBBARD, L. The role of gender in academic achievement. International Journal of Qualitative Studies in Education, v. 18, n. 5, p. 605–623, 2005. Disponível em: https://doi.org/10.1080/09518390500224887. Acesso em: 18 nov. 2023.

MARCOMINI NETO, A.; FUCUTA, P. da S.; BRIENZE, V. M. S.; LIMA, A. R. de A.; BRIENZE, S. L. A.; ANDRÉ, J. C. Flutuação do desempenho acadêmico de alunos de medicina selecionados por políticas afirmativas (PIMESP). Revista Brasileira de Educação Médica, v. 46, p. e017, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-5271v46.1-20210126. Acesso em: 23 jan. 2024.

NUNES NETO, A. G.; VERDIANO. Democracia Escolar: onde você se coloca na Avaliação em Larga Escala? Revista de Instrumentos, Modelos e Políticas em Avaliação Educacional, v. 3, n. 3, p. e022016–e022016, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.51281/impa.e022016. Acesso em: 22 nov. 2023.

OLIVEIRA, B. L. C. A. de; SOARES, F. A.; SILVA, A. P. da F. D.; CUNHA, C. L. F.; MENEGAZ, J. do C.; SILVA, K. L. da. Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes e a qualidade do ensino superior em saúde brasileiro. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 30, p. e3585, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1518-8345.5714.3585. Acesso em: 23 jan. 2024.

POLIDORI, M. M.; MARINHO-ARAUJO, C. M.; BARREYRO, G. B. SINAES: perspectivas e desafios na avaliação da educação superior brasileira. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 14, n. 53, p. 425–436, 2006. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-40362006000400002. Acesso em: 16 ago. 2020.

RICHARDSON, M.; ABRAHAM, C.; BOND, R. Psychological correlates of university students’ academic performance: a systematic review and meta-analysis. Psychological Bulletin, v. 138, n. 2, p. 353–387, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1037/a0026838

SÁ, M. J.; FERREIRA, E.; RAMOS, K. M. da C. Saberes e fazeres docentes: uma reflexão sobre autonomia e sucesso no ensino superior. Educação, v. 38, n. 2, p. 280–288, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.15448/1981-2582.2015.2.16498. Acesso em: 16 abr. 2019.

SOUZA, P. G. A. de; PÔRTO, A. C. C. de A.; SOUZA, A. de; SILVA JÚNIOR, A. G. da; BORGES, F. T. Perfil Socioeconômico e Racial de Estudantes de Medicina em uma Universidade Pública do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 44, p. e090, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-5271v44.3-20190111. Acesso em: 23 jan. 2024.

VALADAS, S. T.; ARAÚJO, A. M. D. de C.; ALMEIDA, L. S. Abordagens ao estudo e sucesso académico no ensino superior. Revista e-psi : revista eletrónica de psicologia, educação e saúde, v. Ano 4, n. Vol. 1, p. 47–67, 2014. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/30120. Acesso em: 8 out. 2016.

VALENCIA, L. I. Estilos de Aprendizaje: una apuesta por el desempeño académico de los estudiantes en la Educación Superior. Encuentros, v. 12, n. 2, p. 25–34, 2014. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1692-58582014000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=es. Acesso em: 17 jul. 2023.

VERBREE, A.-R.; HORNSTRA, L.; MAAS, L.; WIJNGAARDS-DE MEIJ, L. Conscientiousness as a Predictor of the Gender Gap in Academic Achievement. Research in Higher Education, v. 64, n. 3, p. 451–472, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s11162-022-09716-5. Acesso em: 18 nov. 2023.

Publicado

2024-02-23

Como Citar

HUGUENIN, T. de F.; PELOGGIA, S. M. M.; CASIRAGHI, B.; ARAGÃO, J. C. S. Desempenho dos estudantes de medicina no Brasil: análise do ENADE 2019. Revista de Instrumentos, Modelos e Políticas em Avaliação Educacional, [S. l.], v. 5, p. e024001, 2024. DOI: 10.51281/impa.e024001. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/impa/article/view/12111. Acesso em: 20 jul. 2024.