Conhecimentos mobilizados a partir dos aspectos históricos e matemáticos das duas réguas para cálculo (1639) de William Oughtred

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30938/bocehm.v9i26.7971

Palavras-chave:

Staffe, Transversarie, William Oughtred, Ensino de Matemática, Formação de professores de Matemática

Resumo

A temática da formação de professores de Matemática, seja ela inicial ou continuada, vem crescendo no cenário acadêmico brasileiro e, nesse viés, alguns estudos buscam discutir as possíveis relações com a história da Matemática. Para isso, uma possibilidade que vem sendo abordada são os estudos de documentos e instrumentos históricos. Nesse sentido, direcionamos esta pesquisa ao The Declaration of The Two Rules for Calculations, contido no tratado The Circles of Proportion and the Horizontall Instrvment (1639), de autoria de William Oughtred (1574-1660), que trata de duas réguas para cálculo denominadas Staffe e Transversarie. Este artigo busca discutir a respeito de alguns resultados obtidos através da aplicação de um minicurso intitulado: Conhecendo os aspectos históricos e matemáticos das duas réguas para cálculo (1639) de William Oughtred, realizado na XXVI Semana Universitária, da Universidade Estadual do Ceará. Dessa forma, baseamos nossa pesquisa em uma  metodologia de cunho bibliográfico e documental e, por meio dela, elaboramos e aplicamos um minicurso que pretendeu abordar e mobilizar conhecimentos históricos e matemáticos relativos às duas réguas calculadoras de William Oughtred, inseridas no documento histórico. A partir disso, foi possível listar os conhecimentos matemáticos expostos pelos cursistas, que foram identificados através da leitura da tradução do documento original e debatidos em equipes formadas para a realização das atividades propostas. Além disso, foi possível captar as primeiras conclusões dos alunos sobre o instrumento matemático analisado. Portanto, a aplicação do minicurso possibilitou ao discente conhecer o processo histórico em torno dos conhecimentos matemáticos e, também, reconhecer, na história da Matemática, elementos que possam auxiliar no processo de compreensão e ressignificação dos conceitos matemáticos, agregando, assim, na sua formação inicial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Cardoso Benicio de Lima, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Graduanda do curso de Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e membro do Grupo de Pesquisa em Educação e História da Matemática (GPEHM). É Bolsista Acadêmica de Iniciação Ciêntifica pela Diretoria de Pesquisa da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PROPGPq). Desenvolve projeto na área da Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Fontes Históricas, Instrumentos Matemáticos do Século XVII, Interface entre História e Ensino da Matemática e Formação do Professor de Matemática.

Kawoana da Costa Soares, Universidade Estadual do Ceará - UECE

É graduanda do curso de Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual do Ceará e membro do Grupo de Pesquisa em Educação e História da Matemática (GPEHM). Desenvolve projeto na área da Educação Matemática, com ênfase em História de Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Fontes históricas, instrumentos matemáticos do século XVII, interface entre história e ensino de matemática e formação do professor de matemática.

Verusca Batista Alves, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual do Ceará (2017) e mestrado em Ensino de Ciências e Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (2019). É membro do Grupo de Pesquisa em Educação e História da Matemática (GPEHM) e do grupo editorial do Boletim Cearense de Educação e História da Matemática (BOCEHM). Atualmente está como docente do curso de licenciatura em Matemática da Universidade Estadual do Ceará. Tem experiência na área de Educação Matemática, com ênfase em História de Matemática, atuando principalmente na formação inicial e continuada de professores de matemática, com foco na interface entre história e ensino de matemática.

Ana Carolina Costa Pereira, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual do Ceará, mestrado em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e pós-doutorado em Educação Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atua como docente adjunta do curso de Licenciatura em Matemática e do Programa de Pós-graduação em Educação, ambos da Universidade Estadual do Ceará; e do Programa de Pós-Graduação de Ensino em Ciências e Matemática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará. Ela é Coordenadora do Curso de licenciatura em Matemática, modalidade semi-presencial da UECE/EAD, Coordenadora da área da Matemática do Projeto Areninha junto a Secretaria de Educação do Município de Fortaleza, Coordenadora do Curso de Especialização em Ensino de Matemática realizado em parceria com a Fundação Lemann e a Universidade de Stanford, líder do Grupo de Pesquisa em Educação e História da Matemática (GPEHM) e editora do Boletim Cearense de Educação e História da Matemática (BOCEHM). Tem experiência na área de Educação Matemática, com ênfase em História de Matemática, atuando principalmente na formação de professores de matemática e na interface entre história e ensino de matemática.

Referências

ALBUQUERQUE, Suziê Maria de. Um estudo sobre a articulação entre a multiplicação contida no Traité de Gerbert (1843) e o ensino na formação de professores de matemática. 2019. 145 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Instituto Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.

ALVES, Verusca Batista. Um estudo sobre os conhecimentos matemáticos mobilizados no manuseio do instrumento círculos de proporção de William Oughtred. 2019. 153 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Instituto Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.

ALVES, Verusca Batista. William Oughtred (1574-1660) no contexto do século XVII: tratados e o ensino de matemática. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S. l.], v. 7, n. 20, p. 289–300, 2021. Doi: 10.30938/bocehm.v7i20.3558. Disponível em: <https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/3558>. Acesso em: 12 fev. 2022.

ALVES, Verusca Batista; PEREIRA, Ana Carolina Costa. Logaritmo e proporcionalidade mobilizados em uma atividade com círculos de proporção (1633) na formação de professores de Matemática. Revista Cocar, Belém, v. 15, n. 33, p. 1-21, dez. 2021. Disponível em: <https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/4591>. Acesso em: 14 fev. 2022.

ALVES, Verusca Batista; PEREIRA, Ana Carolina Costa. Seno, cosseno e tangente: uma atividade com os círculos de proporção de William Oughtred (1633) na formação de professores de matemática. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas, Belém, v. 16, n. 35, p. 74-88, abr. 2020. ISSN 2317-5125. Disponível em: <https://www.periodicos.ufpa.br/index.php/revistaamazonia/article/view/8275>. Acesso em: 14 fev. 2022. Doi: http://dx.doi.org/10.18542/amazrecm.v16i35.8275.

BATISTA, Antonia Naiara de Sousa; PEREIRA, Ana Carolina Costa. A balhestilha (1603) como um instrumento matemático para o estudo de medidas na formação de professores de matemática. Acta Scientiarum. Education, Maringá, v. 43, p. 1-12, 23 nov. 2020. Universidade Estadual de Maringa. Disponível em <https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciEduc/article/view/48188>. Acesso em: 14 fev. 2022. Doi: http://dx.doi.org/10.4025/actascieduc.v43i1.48188.

COHEN, Elizabeth G.; LOTAN, Rachel A.. Planejando o trabalho em grupo. 3. ed. Porto Alegre: Penso, 2017. Tradução de: Luís Fernando Marques Dorvillé, Mila Molina Carneiro, Paula Márcia Schmaltz Ferreira Rozin.

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2002. 176 p.

HOPP, Peter; OTNES, Bob. A letter of 1638 from William Oughtred to Elias Allen. Journal of the Oughtred Society, [s. l], v. 17, n. 1, p. 28-32, 2008.

LIMA, Amanda Cardoso Benicio de; SOARES, Kawoana da Costa; ALVES, Verusca Batista. As duas réguas para cálculo de William Oughtred (1574-1660) como objeto de estudo na interface entre a história e o ensino de matemática. In: PEREIRA, Ana Carolina Costa; BATISTA, Antônia Naiara de Sousa; OLIVEIRA, Gisele Pereira. Pesquisas sobre ensino de matemática no GPEHM Junior: construindo uma prática investigativa. Iguatú: Quipá, 2021. Cap. 2. p. 25-36.

LIMA, Amanda Cardoso Benicio de; SOARES, Kawoana da Costa; ALVES, Verusca Batista; PEREIRA, Ana Carolina Costa. Primeiras impressões contextuais das duas réguas para cálculo de William Oughtred (1574-1660) na interface entre história e ensino de Matemática. Revista Matemática e Ciência: conhecimento, construção e criatividade, Minas Gerais, v. 2, n. 4, p. 47-66, dez. 2021. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/matematicaeciencia/article/view/27601. Acesso em: 15 fev. 2022.

OLIVEIRA, Francisco Wagner Soares. Sobre os conhecimentos geométricos incorporados na construção e no uso do instrumento jacente no plano de Pedro Nunes (1502-1578) na formação do professor de matemática. 2019. 200f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Instituto Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.

OLIVEIRA, Gisele Pereira. O uso da história da matemática e dos objetos de aprendizagem como ferramentas pedagógicas na formação de professores de matemática. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S.L.], v. 7, n. 20, p. 126-138, 11 jul. 2020. http://dx.doi.org/10.30938/bocehm.v7i20.2860. Disponível em: https://www.revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/2860. Acesso em: 15 fev. 2022.

OUGHTRED, William. The Circles of Proportion and the Horizontall Instrvment. London: Elias Allen, 1639.

PEREIRA, Ana Carolina Costa; SAITO, Fumikazu. A reconstrução do báculo de Petrus Ramus na interface entre história e ensino de matemática. Revista Cocar, Belém, v. 25, n. 13, pp.342-372, Jan./Abr., 2019. Disponível em: <https://paginas.uepa.br/seer/index.php/cocar/article/view/2164/1085>. Acesso em: 14 fev. 2022.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

SAITO, Fumikazu. A reconstrução de antigos instrumentos matemáticos dirigida para a formação de professores. Educação: Teoria e Prática, Rio Claro, v. 29, n. 62, p. 571-589, set/dez, 2019. Disponível em: <https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/download/14135/11298>. Acesso em: 14 fev. 2022.

Downloads

Publicado

2022-05-09

Como Citar

LIMA, A. C. B. de; SOARES, K. da C. .; ALVES, V. B. .; PEREIRA, A. C. C. Conhecimentos mobilizados a partir dos aspectos históricos e matemáticos das duas réguas para cálculo (1639) de William Oughtred. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S. l.], v. 9, n. 26, p. 258–274, 2022. DOI: 10.30938/bocehm.v9i26.7971. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/7971. Acesso em: 18 ago. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>