O PROCEDIMENTO DE CONSTRUÇÃO DAS VARETAS DO PROMPTUARIO DE JOHN NAPIER (1550-1617)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30938/bocehm.v7i21.4453

Palavras-chave:

Promptuario; Instrumentos Matemáticos; História da Matemática; John Napier.

Resumo

Ao longo de diversos períodos históricos, o desenvolvimento do conhecimento matemático se deu, entre outros motivos, a partir das carências de determinados povos e culturas, e um dos momentos históricos em que isso ocorreu, foi na Idade Moderna que, ao romper com os padrões estabelecidos anteriormente, impôs novas necessidades, incluindo, entre tantas outras, a de se conseguir calcular de forma mais ágil e eficaz. Assim, durante a revolução cientifica, diversos tratados que continham instrumentos matemáticos focados em resolver essa questão, foram publicados. Entre estes tratados, podemos destacar o Rabdologiae, Seu Numerationis Per virgulas..., publicado em 1617 pelo matemático escocês John Napier, e que aborda três instrumentos para cálculos, incluindo o Promptuario. Dessa forma, essa pesquisa tem o objetivo de apresentar o processo realizado pelo autor, para a construção física de uma parte importante deste instrumento, e para esse propósito, nos valemos de uma metodologia qualitativa adjunta a uma pesquisa documental, já que utilizamos um documento original, em sua versão traduzida para o inglês por William Frank Richardson em 1990 e que está contida no livro The Life and Works of John Napier, publicado no ano de 2017. A partir disto, podemos apresentar as etapas de construção das varetas do Promptuario descritas por Napier, bem como compreender o motivo de determinadas exigências que foram postas por ele. Portanto, após compreender o procedimento de construção do instrumento, e reconhecer os aspectos e conhecimentos matemáticos, especialmente geométricos, que são mobilizados, concluímos que é possível incorporar essa operação em uma proposta de interface entre ensino e história da matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/abase/. Acesso em: 16 set. 2020

KRIPKA, R. M. L.; SCHELLER, M. e BONOTTO, D. L. Pesquisa Documental: considerações sobre conceitos e características na Pesquisa Qualitativa. IN: CONGRESSO IBERO-AMERICANO EM INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA, 4., 2015, Aracaju. Anais. Aracaju: Ludomedia. 2015. p. 243-247

MARTINS, E.; PEREIRA, A. C. C. Uma primeira descrição da obra: Rabdologiae, seu numerationis per virgula ... DE 1617. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, v. 5, n. 14, p. 154 - 166, 25 ago. 2018.

MARTINS, E.; PEREIRA, A. C. C. AS BARRAS DE CALCULAR DE NAPIER: Percepções de uma primeira manipulação. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, v. 6, n. 18, p. 53 - 64, 31 dez. 2019.

NAPIER, J. Rabdologiae, Seu Numerationis Per Virgulas: cum appendice de expeditíssimo Multiplicationes promptuario, quibus acessit e arithmeticea localis liber unus. In: RICE, B.; GONZÁLEZ-VELASCO, E.; CORRIGAN, A. The Life and Works of John Napier. Cham: Springer, 2017. p. 652-749.

RICE, B.; GONZÁLEZ-VELASCO, E.; CORRIGAN, A. The Life and Works of John Napier. Cham: Springer, 2017.

SAITO, F. História da matemática e suas (re)construções contextuais. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2015. p. 259.

SILVA, I. C. Um estudo da incorporação de textos originais para a educação matemática: buscando critérios na articulação entre história e ensino. 2018. 92 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática – PGECM - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, Fortaleza, 2018. Disponível em: http://pgecm.fortaleza.ifce.edu.br/wp-content/uploads/2018/11/Dissertação-Isabelle-Coelho-da-Silva.pdf. Acesso em 02 dez. 2020.

Downloads

Publicado

2021-06-05

Como Citar

RIBEIRO, P. H. S.; CAVALCANTE, D. S.; PEREIRA, A. C. C. O PROCEDIMENTO DE CONSTRUÇÃO DAS VARETAS DO PROMPTUARIO DE JOHN NAPIER (1550-1617). Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S. l.], v. 7, n. 21, p. 112–121, 2021. DOI: 10.30938/bocehm.v7i21.4453. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/4453. Acesso em: 19 ago. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>