Reflexos da relação professor-aluno para a aprendizagem no contexto formal de ensino

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v3i2.3880

Palavras-chave:

Relação professor-aluno, Afetividade, Aprendizagem

Resumo

Este artigo apresenta uma discussão sobre as relações interpessoais e sua influência para o processo de ensino-aprendizagem. Objetiva-se explicitar a relação professor-aluno e suas contribuições para a aprendizagem no ambiente escolar. Foi realizado um estudo bibliográfico, embasando-se na abordagem qualitativa para a análise dos relatos de experiência de 6 educadores de matemática da rede municipal de ensino, que foram coletados através de um questionário online. A pesquisa revelou que as intervenções pedagógicas junto às relações afetivas construídas, contribuem efetivamente para a mudança de atitudes, bem como às aprendizagens dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Alves de Paula Belo, Universidade Federal do Ceará

Mestra em Educação pela Universidade Federal do Ceará e Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Rayssa Melo de Oliveira, Universidade Federal do Ceará

Doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Ceará, Mestre e Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará e professora da Rede Municipal de Fortaleza.

Renato Carneiro da Silva, Universidade Federal do Ceará

Doutorando e Mestre em Educação na Universidade Federal do Ceará (UFC); Psicopedagogo pelo Centro Universitário Farias Brito e Licenciado em Pedagogia pela UFC.

Referências

ARAÚJO, R. M.; ESTEVES, M. M. A formação docente, inicial e contínua, para o trabalho com adultos em Portugal: o olhar dos professores. Educação & Formação, Fortaleza, v. 2, n. 1, p. 18-35, 2017. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/121 Acesso em: 30 jun. 2019.

CASTELLO, H.; MANNA, Q.; ENGRAZIA, K. A relação professor-aluno. Psicoeduc. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

D´AMBROSIO, U. Educação Matemática: Da Teoria à Prática. 23. ed. Campinas: Editora Papirus, 2012.

FRANCO, V.; ALBUQUERQUE, Carlos. M. S. Contributos da psicanálise para a educação e para a relação professor-aluno. Millenium, n.38, p. 173-200, 2010. Disponível em: http://repositorio.ipv.pt/handle/10400.19/303 Acesso em: 30 jun. 2019.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática pedagógica. São Paulo: Paz e Terra, p. 165, 1996.

GENÚ, M. A abordagem da ação crítica e a epistemologia da práxis pedagógica. Educação & Formação, Fortaleza, v. 3, n. 3, p. 55-70, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/856 Acesso em: 07 nov. 2019.

LEITE, S. A. da S. Afetividade nas práticas pedagógicas. Temas Psicológicos, Ribeirão Preto, v. 20, n. 2, dez. 2012.

LEITE, S. A. da S.; TAGLIAFERRO, A. R. A afetividade na sala de aula: um professor inesquecível. Psicol. esc. educ., Campinas, v. 9, n. 2, dez. 2005.

LIBÂNEO, J. C. A aprendizagem escolar e a formação de professores na perspectiva da psicologia histórico-cultural e da teoria da atividade. Educar em Revista, n. 24, p. 113-147, Curitiba: Editora UFPR, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/n24/n24a06.pdf Acesso em: 30 jun. 2019.

LOPES, R. de C. S. A Relação Professor Aluno e o Processo Ensino Aprendizagem. Programa de desenvolvimento educacional: Governo do Estado do Paraná. 2009. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1534-8.pdf Acesso em: 30 jun. 2019.

OLIVEIRA, J. H. B. Psicologia da Educação: Ensino – Professor. v. 2, Porto: Legis Editora, 2007.

PEREIRA, A.; RIBEIRO, C. S. A culpabilidade pelo fracasso escolar e a interface com os “problemas de aprendizagem” em discurso. Educação & Formação, Fortaleza, v. 2, n. 2, p. 95-110, 2017. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/138 Acesso em: 30 jun. 2019.

SIQUEIRA, D. de C.a T. Relação professor-aluno: uma revisão crítica. Conteudoescola. Ano IX, v. 15, n. 33. 2004. Disponível em: http://www.usjt.br/proex/arquivos/produtos_academicos/97_33.pdf Acesso em: 30 jun. 2019.

SOUSA, E.; MARQUES, E. O processo de constituir-se professor na relação objetividade-subjetividade: significações acerca da mediação social na escolha pela docência. Educação & Formação, Fortaleza, v. 4, n. 2, p. 82-96, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/841 Acesso em: 07 nov. 2019.

TASSONI, E. C. M. Afetividade e aprendizagem: a relação professor-aluno. Psicologia, análise e crítica da prática educacional. Campinas: ANPED, 2000. p.1-17. Disponível em: http://23reuniao.anped.org.br/textos/2019t.PDF Acesso em: 30 jul. 2019.

VASCONCELLOS, K. R.; BERNARDO, E. Profissionalização docente: reflexões e perspectivas no Brasil. Educação & Formação, Fortaleza, v. 1, n. 2, p. 208-222, 2016. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/109 Acesso em: 06 jul. 2019.

VERAS, R. S.; FERREIRA, S. P. A. A afetividade na relação professor-aluno e suas implicações na aprendizagem, em contexto universitário. Educar em Revista, Curitiba, n. 38, p. 219-235, set./dez. 2010.

Publicado

2021-01-03

Como Citar

BELO, P. A. de P.; OLIVEIRA, R. M. de; SILVA, R. C. da. Reflexos da relação professor-aluno para a aprendizagem no contexto formal de ensino. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 3, n. 2, p. e323880, 2021. DOI: 10.47149/pemo.v3i2.3880. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3880. Acesso em: 17 maio. 2022.