Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo https://revistas.uece.br/index.php/revpemo <p>A revista “Práticas Educativas, Memórias e Oralidades” (Revpemo) é um priódico interdisciplinar, na área de humanidades, editado pelo grupo de pesquisa de mesmo nome - PEMO, chancelado pelo CNPQ e vinculado ao Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará (CED/UECE). O seu objetivo é publicar artigos científicos e produtos didáticos nacionais e internacionais&nbsp;na área das ciências humanas, de maneira interdisciplinar, no campo de ensino, que colaborem com a ampliação do conhecimento no que concerne a qualificação das práticas educativas e a valorização das memórias e oralidades de discentes e docentes da educação básica e superior.&nbsp; Valoriza o ensino&nbsp; e a educação ao publicizar o conhecimento&nbsp; na interface das diversas licenciaturas - Pedagogia, História, Letras, Geografia, Filosofia, Ciências Sociais, Artes Visuais e afins.</p> pt-BR <p>Os autores possuem direitos autorais dos seus textos:</p> <p>A revista "Práticas Educativas, Memórias e Oralidades permite ao/s autor/es os direitos de publicação, no entanto, recomenda um intervalo de cinco anos para o caso de republicação ou referência ao primeiro local de publicação, no caso, o link da Rev. Pemo..</p> <p>Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.</p> rev.pemo@uece.br (Editora Cristine Brandenburg) redufor@gmail.com (Karla Angélica Silva do Nascimento) ter, 15 set 2020 15:44:24 -0300 OJS 3.1.1.4 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 A importância da monitoria acadêmica no ensino superior https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3757 <p>As Instituições de Ensino Superior (IES) têm tido a preocupação de organizar projetos educativos e pedagógicos, que desenvolvam uma aprendizagem ativa, construtiva, mediada e autorregulada. As matrizes curriculares são colocadas em prática ampliando o trabalho com diferentes propostas pedagógicas, investindo na ciência e na docência. Dentro desse contexto têm-se os programas de monitoria (FRISON,2016). A monitoria acadêmica define-se como um serviço de apoio pedagógico que visa oportunizar o desenvolvimento de habilidades técnicas e aprofundamento teórico, proporcionando o aperfeiçoamento acadêmico (HAAG,2009). É considerada uma modalidade de ensino aprendizagem que atende às necessidades de formação universitária porque envolve o graduando nas atividades de organização, planejamento e execução do trabalho docente. Os programas de monitoria são importantes no ensino superior de formação de professores por se constituir em mais uma oportunidade de aprendizagem do exercício docente.</p> Mariana Fiuza Gonçalves, Alberto Magno Gonçalves, Beatriz Fiuza Fialho, Ilda Machado Fiuza Gonçalves (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3757 seg, 14 set 2020 00:00:00 -0300 Memória: abordagem teórico-conceitual https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3798 <p>Em vários espaços encontram-se marcas, registros, objetos que levam a reflexivos pensamentos, revelam lembranças profundas que podem acalentar a alma, afugentar, angustiar o espírito, dependendo das reminiscências indeléveis e atemporais presentes no intelecto humano. Isto é memória. Este artigo suscita o debate teórico-conceitual e epistemológico sobre memória, sua relação construtora e até simbiótica com o processo histórico. Inegável a fecundidade desse debate hodiernamente, sobretudo entre historiadores, memorialistas e arquivistas que examinam as diversas fontes materiais e imateriais dos mais variados sujeitos sociais e suas estadas e produções no percurso histórico de suas existências. Esta produção se dá no âmbito teórico através da consulta bibliográfica tipologicamente descritiva com abordagem qualitativa a partir de fontes secundárias. A técnica de análise conteudal é a do discurso sociohistórico. Como resultado apresenta-se alguns conceitos e significados reelaborados a partir de teorias e epistemologias múltiplas no campo semântico do vocábulo memória em diferentes contextos históricos.</p> Antonio Roberto Xavier, Karla Renata de Aguiar Muniz, José Gerardo Vasconcelos, Francisco Ricardo Miranda Pinto (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3798 seg, 14 set 2020 00:00:00 -0300 Escritos e representações de Jandira Pinto: a reformuladora de Pindobal na Paraíba do século XX https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3816 <p>O objetivo desse artigo é apresentar a educadora e assistente social Jandira Pinto no contexto dos anos de 1950, focalizando os discursos vinculados no jornal O Norte relacionado a sua atuação na Escola Profissional Presidente João Pessoa (Pindobal). Utilizamos a abordagem teórico-metodológica da Nova História Cultural, bem como da História da Impressa, focalizando os escritos e as representações sobre Jandira Pinto nas páginas do O Norte. Os resultados estão imersos na afirmação de que Jandira Pinto é apresentada no jornal O Norte, como a <em>reformuladora modelo</em> dos métodos correcionais em Pindobal, suas posições pedagógicas e assistenciais para com os chamados “menores desajustados” da sociedade paraibana são baseadas no humanismo e no sincretismo religioso, desenvolvendo relações de confiança, amorosidade e respeito com os jovens internos de Pindobal.</p> Gabriel Alves do Nascimento, Charliton José dos Santos Machado, Aline Rodrigues de Almeida (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3816 seg, 14 set 2020 00:00:00 -0300 Políticas públicas para o atendimento educacional especializado em Fortaleza durante a pandemia https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3864 <p>Atualmente, a população mundial vivencia um momento ímpar na história da humanidade, em virtude dos impactos causados pela pandemia da COVID-19. Nesse contexto, o objetivo deste artigo é analisar, de forma reflexiva, as orientações elaboradas pela SME para a oferta do AEE em tempo de distanciamento social, em virtude da pandemia. Trata-se de um estudo bibliográfico, de natureza descritiva, que contemplou pesquisas, artigos da literatura vigente acerca das políticas públicas que norteiam o AEE e uma análise documental, fazendo parte desse apanhado teórico algumas leis, portarias, orientações e regulamentos. Os resultados evidenciaram que as recentes orientações disponibilizadas pela SME/Fortaleza e pelo CNE, elaboradas em virtude da pandemia, não contemplam na totalidade as necessidades dos alunos da Educação Especial, ou seja, não são suficientes para melhorar as condições do processo de aprendizagem dos alunos do AEE no que se refere à oferta de uma educação inclusiva.</p> <p><strong>Palavras-chave</strong>: Políticas Públicas. Atendimento Educacional Especializado. COVID-19.</p> Francisca Janaina Dantas Galvão Ozório, Petrônio Cavalcante, Querem Hapuque Monteiro Muniz, Robéria Vieira Barreto Gomes, Igor de Moraes Paim (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3864 qui, 24 set 2020 08:38:27 -0300 Educação e ensino na província do Rio Grande do Sul no século XIX https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3892 <p>O autor propõe investigar a ideia de educação e de ensino que legitimaram os conceitos liberais no século XIX, quando não havia no Rio Grande do Sul uma instituição que estabelecesse regras de ortografia ou que preparasse professores. A Câmara Municipal era encarregada de fiscalizar o ensino muitas vezes com vereador analfabeto. O texto é construído a partir de anúncios de jornais de Porto Alegre e de Rio Grande, os dois maiores centros urbanos da época. Os anúncios selecionados são transcritos com a ortografia e com erros de quem escreve conforme a pronúncia das palavras.&nbsp;</p> Moacyr Flores (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3892 qui, 08 out 2020 18:25:10 -0300 A iniciação à docência na formação de professores de Química: um olhar sobre o PIBID a partir de alunos bolsistas https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/4046 <p>Este estudo se debruça sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) no contexto da formação de professores de Química. Ainda que não contemple todos os alunos dos cursos de licenciatura, o programa tem seu valor ao fomentar a aproximação das instituições de ensino superior às escolas de educação básica. Nesse sentido, objetivamos analisar as percepções de bolsistas de um subprojeto de Química de uma Instituição Federal de Ensino Superior, localizada no interior do Ceará, quanto às contribuições do programa para sua formação inicial. Os dados foram gerados com a aplicação de questionário semiestruturado, analisados com base na significação das respostas. São revelados os impactos do programa para a formação dos futuros professores de Química à medida em que são inseridos no espaço escolar que requer deles o desenvolvimento de habilidades para lidar com a dinâmica do trabalho docente.</p> Francisco Karisson Chagas Lima, Francisco Nunes de Sousa Moura, Wanderson Diogo Andrade da Silva (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/4046 sex, 09 out 2020 15:46:41 -0300 O estágio supervisionado de alunos com deficiência em uma perspectiva inclusiva https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3944 <p>As políticas do ensino superior para a formação de professores que lecionam e acompanham o estágio supervisionado ainda são incipientes e ineficazes quando se percebe a dificuldade de inserção do Público Alvo da Educação Especial (PAEE). Este estudo teve como objetivo discutir sobre as relações que permeiam a prática do estágio supervisionado com estagiários que possuem deficiência. O caminho metodológico percorrido se deu através da pesquisa bibliográfica, com base notadamente em autores como Pimenta e Lima (2017), Candau (2014) e Bego (2016). Os resultados indicaram a necessidade de uma revisão dos instrumentos de gestão para o atendimento ao PAEE e que os professores orientadores encontrem no PEI (Plano Educacional Individualizado) uma ferramenta a serviço de uma prática inclusiva. Conclui-se que assim procedendo pode-se chegar a novas configurações e percepções que ampliem a participação e acolhimento da pessoa com deficiência no campo de estágio.</p> Cicera Maria Mamede Santos, Ana Paula de Oliveira Ribeiro Leite, Fabrícia Gomes da Silva, Juliana Oliveira de Malta, Lídia Karla Rodrigues Araújo, Maria Socorro Lucena Lima (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3944 ter, 13 out 2020 09:31:33 -0300 Índice h5 e i10 do Google Scholar: um estudo de caso https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/4204 <p>O artigo trata acerca do índice de citação do Google Scholar, implementado como critério de avaliação para as revistas de humanidades no quadriênio 2017-2020. O objetivo é identificar os índices h5 e i10 da revista Educação &amp; Formação, bem como estratégias para ampliar essas métricas. Para alcançar esse escopo realizou uma pesquisa quanti-qualitativa, do tipo estudo de caso, que utilizou o perfil da revista Educação &amp; Formação no Google Scholar como plataforma de coleta de dados. Os resultados demonstraram que índices h5 e i10, em 08 de outubro de 2020, foram 17 e 23, respectivamente, tendo a revista recebido 1.082 citações entre os anos de 2016 a 2020. &nbsp;As análises permitem inferir que para ser uma revista jovem seus índices no Google são relativamente bons e que para aumentar essas métricas seria necessário não apenas investir na divulgação da revista de uma maneira geral, mas, especialmente, nos artigos que já possuem maior número de citação.</p> Karla Angelica Silva do Nascimento, Lia Machado Fiuza Fialho, Cristine Brandenburg (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/4204 sex, 16 out 2020 14:28:02 -0300 Corimbo: mulher e educação https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3893 <p>Este artigo estuda a Mulher e sua Educação através de leitura de <em>Corimbo</em>, jornal que por 60 anos circulou na cidade portuária de Rio Grande, sob propriedade e direção de duas mulheres. O Corimbo disponibilizou aos leitores desde ocorrências triviais a fatos importantes como: abolição, mudança de regime político, guerra civil e guerras mundiais, mão de obra tombada, Feminismo, Positivismo, o binômio Educação &amp; Instrução à luz de conceitos oriundos da França. No Brasil o Positivismo se estendeu ao estado do Rio Grande do Sul e ao Rio de Janeiro militar, na década de 1980 e início da República, sob doutrinamento do positivista radical de Júlio Prates de Castilhos.</p> Hilda Agnes Hübner Flores (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3893 qui, 22 out 2020 10:13:26 -0300 Uma sequência didática sobre o Modernismo, a Geração de 98 e orações coordenadas https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3672 <p>Seqüência didática para o quarto ano da Educação Secundária Obrigatória para trabalhar no Modernismo, a Geração de 98 e orações coordenadas.</p> Carmen Romero Claudio, Hugo Heredia Ponce (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3672 seg, 14 set 2020 00:00:00 -0300 Proposta didática para a promoção da escrita criativa em sala de aula do Ensino Fundamental https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/4048 <pre id="tw-target-text" class="tw-data-text tw-text-large XcVN5d tw-ta" dir="ltr" data-placeholder="Tradução"><span lang="pt">Neste artigo, é feito um breve passeio por vários dos autores mais proeminentes da escrita criativa ao longo da história. Com base neles e com os nossos próprios contributos, desenvolvemos uma proposta de intervenção educativa com o objectivo de promover a criatividade e a escrita em todos os momentos. Ao mesmo tempo, o objetivo é melhorar a comunicação, tanto oral como escrita, e o aprimoramento progressivo da ortografia. O workshop, que consiste em nove sessões, é dirigido a alunos do 1.º ciclo da Educação Básica, especificamente do 2.º ano. Após uma primeira análise teórica, mostraremos esta proposta didática e concluiremos com uma reflexão sobre ela.</span></pre> Rocío Maraver Landero (Autor) ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/4048 ter, 13 out 2020 09:09:52 -0300