Reflexões acerca da experiência do Estágio Supervisionado em Educação Infantil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v2i1.3510

Palavras-chave:

Estágio Supervisionado, Educação Infantil, Formação docente

Resumo

A educação infantil é um tema de suma importância na formação dos futuros professores, tendo como base esse pressuposto, esse trabalho pretende expor a experiência com a Educação Infantil durante o período do estágio supervisionado, conteúdo curricular do curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e previsto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) 9.394/96. A pesquisa, de    abordagem    qualitativa, do tipo estudo de caso, foi realizada em uma escola pública do município de Fortaleza e utilizou como procedimentos de investigação, entrevistas semiestruturadas com a diretora da escola e com a professora da turma do Infantil V, além de observação e uma pesquisa teórico-bibliográfica acerca da legislação, em especial, a LDB 9.394/96 e as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Constatou-se que o estágio é o momento de compreender a prática docente, bem como de refletir acerca da relação teoria e prática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Scarlett O’hara Costa Carvalho, Universidade Estadual do Ceará

Doutoranda e Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará (PPGE/UECE). Especialista em Docência no Ensino Superior. Graduada em Pedagogia. Durante a graduação foi bolsista de Iniciação à Docência e Iniciação Científica. É integrante do Grupo de Pesquisa - Práticas Educativas, Memórias e Oralidades (PEMO/ UECE). Possui experiência na área de Educação, com ênfase em História da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: história de mulheres, biografia, história oral, memória, práticas educativas e formação de professores.

Referências

BRASIL. Lei nº 9.394. Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) de 26 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, de 05 de outubro de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente. Estatuto da criança e do adolescente: Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990, Lei n. 8.242, de 12 de outubro de 1991. – 3. ed. – Brasília : Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 2001. 92 p. – (Série fontes de referência. Legislação ; n. 36) Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil / Secretaria de Educação Básica. – Brasília : MEC, SEB, 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/diretrizescurriculares_2012.pdf

BRASIL/MEC/CNE. Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, Brasília, 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/pceb020_09.pdf

FANTIN, Monica. Educação, aprendizagem e tecnologia na pesquisa-formação. Educação & Formação, Fortaleza, v. 2, n. 3, p. 87-100, 2017. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/161 Acesso em: 30 mar. 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

JUNGES, Fábio César; KETZER, Charles Matin; OLIVEIRA, Vânia Maria Abreu de. Formação continuada de professores: Saberes ressignificados e práticas docentes transformadas. Educação & Formação, Fortaleza, v. 3, n. 3, p. 88-101, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/858 Acesso em: 30 mar. 2020.

LIMA, Juliana dos Santos; SANTOS, Gilberto Lima dos. Valores, educación preescolar y desarrollo moral: concepciones de docentes. Educação & Formação, Fortaleza, v. 3, n. 2, p. 153-170, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/275 Acesso em: 30 mar. 2020.

LÜCK, Heloísa. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Curitiba: Editora Positivo, 2009.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 1994.

MORORÓ, Leila Pio. A influência da formação continuada na prática docente. Educação & Formação, Fortaleza, v. 2, n. 1, p. 36-51, 2017. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/122 Acesso em: 30 mar. 2020.

PIAGET, Jean. Seis estudos de psicologia. Trad. Maria A.M. D’Amorim; Paulo S.L. Silva. Rio de Janeiro: Forense, 1967

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e docência. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

SOUSA, Elayna Maria Santos; MARQUES, Eliana de Sousa Alencar. O processo de constituir-se professor na relação objetividade-subjetividade: significações acerca da mediação social na escolha pela docência. Educação & Formação, Fortaleza, v. 4, n. 2, p. 82-96, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/841 Acesso em: 30 mar. 2020.

VASCONCELLOS, Katia Regina Teixeira; BERNARDO, Elisangela da Silva. Profissionalização docente: reflexões e perspectivas no Brasil. Educação & Formação, Fortaleza, v. 1, n. 2, p. 208-222, 2016. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/109 Acesso em: 30 mar. 2020.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Escola, currículo e ensino. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro.; CARDOSO, Maria Helena Fernandes. (Orgs.). Escola Fundamental: currículo e ensino. Campinas, SP: Papirus, 1991.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção coletiva. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro (org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas: Papirus, 1998. p.11-35.

YIN, Robert. Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução Daniel Grassi. 2 ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Publicado

2020-04-30

Como Citar

CARVALHO, S. O. C. Reflexões acerca da experiência do Estágio Supervisionado em Educação Infantil. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 1–12, 2020. DOI: 10.47149/pemo.v2i1.3510. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3510. Acesso em: 17 set. 2021.