https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/issue/feed Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo 2021-09-02T00:00:00-03:00 Editora Cristine Brandenburg rev.pemo@uece.br Open Journal Systems <p>A revista “Práticas Educativas, Memórias e Oralidades” (<strong>Rev.Pemo</strong>) é um periódico interdisciplinar, na área de humanidades, editado pelo grupo de pesquisa de mesmo nome - PEMO, chancelado pelo CNPQ e vinculado ao Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará (CED/UECE). O seu objetivo é publicar artigos científicos e produtos (técnicos/tecnológicos) didáticos nacionais e internacionais na área das ciências humanas, de maneira interdisciplinar, no campo de ensino, que colaborem com a ampliação do conhecimento no que concerne à qualificação das práticas educativas e à valorização das memórias e oralidades de discentes e docentes da educação básica e superior. Valoriza o ensino e a educação ao publicizar o conhecimento na interface das diversas licenciaturas - Pedagogia, História, Letras, Geografia, Filosofia, Ciências Sociais, Artes Visuais e afins.</p> https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5597 O ofício do historiador na Era Digital: entre os desafios e as potencialidades produzidas pelas tecnologias digitais 2021-06-18T18:12:32-03:00 Olivia Morais de Medeiros Neta olivianeta@gmail.com Lidemberg Régis Santos Dantas lidemberg.dantas.017@ufrn.edu.br <p>O presente trabalho se propõe a discutir como a virada digital traz implicações e possibilidades da aplicação das tecnologias digitais ao ofício do historiador. Se constituem como questões de pesquisa: quais são os desafios produzidos pela utilização das tecnologias digitais no ofício do historiador? Ou ainda, quais são as suas potencialidades? Metodologicamente, foi realizada uma pesquisa bibliográfica no Google Acadêmico com o uso dos descritores: “ofício do historiador”, “história digital e global” e “desafios do historiador na era digital”. A pesquisa foi realizada somente em Português, foram encontrados 4 (quatro) artigos, porém, incorporados 2 (dois) textos citados nos artigos mapeados com o uso dos descritores. Conclui-se que o desenvolvimento de pesquisas na área da História Digital e os seus desdobramentos acerca do que a cultura digital conduz aos historiadores, é fundamental para compreender as transformações que a "Era da conexão" possibilitará a esses profissionais.</p> 2021-07-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Olivia Morais de Medeiros Neta, Lidemberg Régis Santos Dantas https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5317 Os meios de comunicação: propostas de atividades na educação para o 4º ano do Ensino Fundamental 2021-04-08T19:02:55-03:00 Yohana Taise Hoffmann yohanath@posgrad.ufsc.br Juliana Ramos da Silva julianaramosas@hotmail.com <p>Este artigo tem como objetivo apresentar propostas de atividades interdisciplinares para o 4º ano do Ensino Fundamental, tomando como referência a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em específico a temática a respeito dos meios de comunicação. O texto divide-se em dois momentos: 1) A compreensão da relação entre educação e comunicação, as transformações dos meios de comunicação, em particular o jornal, o rádio e a televisão. Contemplando as exigências da BNCC em relação aos Temas Contemporâneos Transversais (TCTs) que são trabalhados de modo interdisciplinar; 2) As disciplinas selecionadas a essa temática dos meios de comunicação são: História, Matemática e Artes. As propostas de atividades contemplam as unidades temáticas, os objetos de conhecimento e as habilidades correspondentes presentes na BNCC. No entanto, consideramos que cada educador possui o seu próprio método de ensino, assim como, cada turma e/ou sala de aula terá as suas particularidades e necessidades.</p> 2021-06-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Yohana Taise Hoffmann, Juliana Ramos da Silva https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5593 Formação de professores: contribuições do plano de desenvolvimento profissional docente 2021-06-18T11:27:27-03:00 Mayara Alves Loiola Pacheco mayara.loiola@aluno.uece.br Fábia Geisa Amaral Silva fabia.geisa2009@gmail.com Renata Rosa Russo Pinheiro Costa Ribeiro renata.russo@uece.br <p>O referido artigo analisa a formação continuada de professores através do documento que realiza a implementação do desenvolvimento docente. Constata-se que a formação docente deve ser orientada por transformações e desafios diante da prática, já tendo início nos cursos de licenciatura, na graduação. A metodologia apresentada é a pesquisa qualitativa, baseada na pesquisa documental. A pesquisa documental foi realizada no Plano de Desenvolvimento Profissional Docente (PDPD) da universidade pública pesquisada. Os resultados alcançados, remetem ser relevantes diante da presente pesquisa, pois a qualidade da formação continuada, deve estar pautada na reflexão e inovação, porque, é diante da formação, que o professor desenvolve sua prática, de forma a encarar os novos desafios, assegurando assim, uma formação integral do docente.</p> 2021-06-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Mayara Alves Loiola Pacheco, Fábia Geisa Amaral Silva, Renata Rosa Russo Pinheiro Costa Ribeiro https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/4992 O processo de ensino-aprendizagem: desafios em tempos de isolamento social 2021-03-18T11:33:05-03:00 Luís Fernando Ferreira Araújo lusfernandoaraujo40@gmail.com Claudia Bianchi Progetti claudiaprogetti@hotmail.com Robson Alves dos Santos professorrobson@uol.com.br <p>A pandemia da Covid-19 causou não apenas uma crise sanitária mundial, mas impactou fortemente diversos desdobramentos na sociedade. Na educação, milhares de estudantes foram afastados da escola, e o ensino remoto foi a alternativa para continuidade dos estudos. Este trabalho visa relatar os recursos metodológicos utilizados durante o período de isolamento social no novo formato imposto de aulas remotas. Por meio das aulas online estabeleceu-se um diálogo entre discurso escolar e não escolar, descobriu-se as aulas virtuais como espaço educativo, um grande desafio para todos os envolvidos, mas principalmente professores e estudantes. Os dados apresentados propiciam perceber, sentir e compreender como o ensino remoto pode ser útil para a reflexão crítica que permeia o campo da prática pedagógica. Espera–se que possam ser entendidos para integrá-los no âmbito escolar, como auxiliar para uma reflexão sobre a condição do estudante como leitor de informação e do conhecimento que esse meio possibilita.</p> 2021-06-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Luís Fernando Ferreira Araújo, Claudia Bianchi Progetti, Robson Alves dos Santos https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5588 Educação X Indústria Cultural: a produção do ressentimento e semiformação 2021-06-17T18:04:47-03:00 Gianni Marcela Boechard gianni.marcela@hotmail.com Angela do Nascimento Paranha de Oliveira gianni.marcela@hotmail.com <p>Este artigo é parte dos resultados de uma dissertação de mestrado acerca do processo de naturalização da barbárie pelo ressentimento que produz sujeitos semiformados. Temos como objetivo analisar a influência dos <em>media</em> na educação de crianças e de adolescentes, como forma de evidenciar as consequências desse processo na reprodução dos sujeitos e no recrudescimento da regressão dos sentidos. De cunho teórico analítico, a pesquisa recorre à Teoria Crítica da Sociedade (ADORNO, 1995). Uma das apostas deste estudo é que a transformação social requer a potencialização da escola como lócus privilegiado de compreensão da realidade social. Concluímos que uma grande parcela da sociedade contemporânea reage de forma bárbara, contra si ou terceiros, por não ter consciência de outras possibilidades. Tal fato pode ser observado em decorrência do processo de <em>semiformação </em>produzido pelos <em>mass media</em>, que impede a elaboração do passado e, assim, promove a perpetuação das subjetividades existentes.</p> 2021-06-17T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Gianni Marcela Boechard, Angela do Nascimento Paranha de Oliveira https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5581 Programa Residência Pedagógica como experiência de estágio no curso de pedagogia 2021-06-17T09:30:23-03:00 Jamilly Ellen Rodrigues Leite jamillyellenrodriguesleite@gmail.com Danusa Mendes Almeida danusa.mendes@uece.br <p class="Normal1" style="text-align: justify; line-height: normal; tab-stops: 2.0cm 155.95pt 439.45pt; margin: 0cm 36.7pt .0001pt 42.55pt;"><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Arial',sans-serif;">O escopo central deste trabalho foi investigar o Programa Residência Pedagógica (PRP) como uma experiência de estágio supervisionado na formação inicial dos estudantes do curso de Pedagogia da FECLESC. Trata-se de um estudo de caso de cunho qualitativo, que teve amparo no levantamento bibliográfico, </span><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Arial',sans-serif; color: windowtext;">documental e nos questionários aplicados com uma amostra de 12 residentes, entre os meses de agosto e setembro de 2019. </span><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Arial',sans-serif;">A pesquisa </span><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Arial',sans-serif; color: windowtext;">revelou aspectos positivos e negativos do Projeto, com destaque para a experiência em sala de aula, indicada como um elemento importante. Concluímos que este estudo indica a suma relevância de se observar o Programa como uma válida experiência de estágio supervisionado. Há, portanto, que se considerar os limites desta pesquisa, que se apresenta como um estudo inicial sobre a temática.</span></p> 2021-06-17T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Jamilly Ellen Rodrigues Leite, Danusa Mendes Almeida https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5576 Índice de citação: um estudo de caso sobre o periódico Ensino em Perspectivas 2021-06-16T15:29:17-03:00 Lia Machado Fiuza Fialho lia_fialho@yahoo.com.br Vanusa Nascimento Sabino Neves vpbvanusa@gmail.com <p>O artigo versa sobre o índice de citação do Google Scholar, adotado como critério principal a ser considerado avaliação para as revistas de humanidades no quadriênio 2017-2020. O objetivo foi analisar os principais artigos que impactaram no índice h5 da revista Ensino em Perspectivas (EnPe).&nbsp; Desenvolveu-se uma pesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso, que utilizou o perfil público da revista EnPe no Google Scholar como plataforma de coleta de dados.&nbsp; Os resultados demonstraram que índices h5, em 10 de junho de 2021, é igual a 6, pois havia 9 artigos citados 6 ou mais vezes. As análises possibilitam inferir que por ser uma revista com apenas um ano e meio de existência seus índices no Google são relativamente bons, bem como que as temáticas mais citadas eram variadas, versando sobre formação de professor, gênero, inclusão, gestão pública, dentre outras.</p> 2021-06-16T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Lia Machado Fiuza Fialho, Vanusa Nascimento Sabino Neves https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5570 A educação bilíngue para surdos 2021-06-15T09:56:03-03:00 Izilda de Carvalho Noleto Silva fizilda48_noleto@hotmail.com <p class="Padro" style="line-height: normal; margin: 0cm 36.7pt .0001pt 42.55pt;"><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Arial',sans-serif;">O presente artigo tem como objetivo realizar uma reflexão sobre como está a qualidade do ensino de crianças surdas em nosso país. Inicialmente vamos levantar algumas teorias que nos comprovam como a utilização da língua brasileira de sinais é essencial para que o processo de ensino e aprendizagem de alunos surdos. Feito isso, vamos brevemente, mostrar como algumas constatações históricas nos mostram que os indivíduos surdos precisam dominar os processos de leitura e escrita do português para poder exercer plenamente seus direitos de cidadãos. Entendido isso, passamos a propor a majestosa educação bilíngue para surdos. Conclui-se com uma síntese das principais teorias abordadas e com uma reflexão sobre como é importante que os professores sejam bilíngues para que possam utilizar-se da língua brasileira de sinais para ensinar significativamente seus alunos a dominarem os processos de leitura e escrita e dessa forma torna-los preparados para exercerem sua cidadania. </span></p> 2021-06-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Izilda de Carvalho Noleto Silva https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5551 Coordenador pedagógico: descobrindo o caminho da educação 2021-06-14T09:10:02-03:00 Edivânia Santos de Carvalho edivaniacarvalho.letras@gmail.com <p>O presente artigo valeu-se de uma analogia feita entre o caminho da educação, na visão de um coordenador pedagógico e o imaginário do arco-íris. O objetivo foi descrever o percurso que o coordenador traça no processo de descobrimento da educação, mediante a sua prática, além de defender a ideias de que há caminhos para alcançá-la. Para tanto, foi necessário fazer um levantamento bibliográfico sobre o que é educação, o papel do coordenador pedagógico e a simbologia do arco-íris. Têm-se neste trabalho, discussões sobre o que é educação e qual o caminho até chegar a ela. Em seguida, por meio de uma análise comparativa relacionou-se os sete saberes necessários para a educação do futuro do sociólogo Edgar Morin e as sete cores do arco-íris. Por fim, o pote de ouro foi associado ao conhecimento adquirido pelo indivíduo ao longo de sua trajetória.</p> 2021-06-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Edivânia Santos de Carvalho https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5484 Políticas Públicas, Educação para os Direitos Humanos e Diversidade Sexual 2021-05-24T15:50:40-03:00 Thiago Luiz Sartori tlsartori@hotmail.com <p>O objetivo deste estudo foi analisar as Políticas Públicas e a educação para os direitos humanos e diversidade sexual. Diante dos objetivos expostos, pergunta-se: qual o papel das Políticas Públicas no sentido de assegurar o acesso e permanência de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais no campo da educação? A metodologia foi a revisão bibliográfica por meio da coleta de informações em livros, revistas científicas, artigos científicos teses e dissertações divulgadas entre 2011 e 2018. Os Estados também devem realizar estudos coletar dados estatísticos sobre educação, desagregados por orientação sexual e identidade de gênero, para informar a política. Finalmente, os Estados devem desenvolver programas de educação sexual que forneçam aos alunos informações abrangentes, precisas e adequadas à idade sobre sexualidade e diversas identidades de gênero.</p> 2021-07-06T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Thiago Luiz Sartori https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5598 Educação Musical para quê e para quem? 2021-06-18T17:46:09-03:00 Aline Dallazem aline.dallazem@gmail.com <p>Este trabalho é parte da pesquisa que investigou a trajetória profissional dos egressos do curso de Licenciatura em Música de uma universidade de Santa Catarina. No entanto, este artigo especificamente, apresenta um recorte quanto à reflexão sobre a função da educação musical na formação dos alunos de escolas de educação básica e como ocorre o acesso a esse ensino. Também se refletiu sobre os impactos biossociais que a música pode exercer sobre aqueles que estão envoltos nela. Para atender aos objetivos propostos utilizamos pesquisa bibliográfica e a técnica de análise de conteúdo, inspirada nos desenvolvimentos de Laurence Bardin (1997). Nesse recorte, consideramos de maior relevância para a pesquisa as seguintes produções: Bréscia (2011), Loureiro (2003), Fonterrada (2008), Sekeff (2007) e Penna (2010) Concluímos pela necessidade de maior espaço para discussão e efetivação do ensino de música nas escolas, de forma amplamente acessível e promovida por profissionais habilitados na área.</p> 2021-06-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Aline Dallazem https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5344 Educação na APAC: uma oportunidade de reintegração social do recuperando 2021-04-24T10:36:04-03:00 Tânia Alves Martins talvesmartins@yahoo.com.br <p>Este estudo tem como objetivo refletir sobre o direito à educação na dimensão dos direitos humanos que deveriam ser garantidos aos recuperandos que cumprem penas privativas de liberdade em estabelecimentos da APAC, tendo como proscênio os direitos humanos. O tema proposto justifica-se, tendo em vista a realidade do cumprimento da pena no Brasil, além da falta de proteção dos direitos fundamentais. Adotou-se como procedimento a análise e revisão bibliográfica, além da pesquisa documental; e como método de inferência, o dedutivo, o qual orienta a análise da legislação vigente, bem como das normas de funcionamento da APAC. Com relação aos resultados, percebeu-se que a educação ofertada pela APAC vai de encontro às propostas da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. Constata-se que a educação pode contribuir para o desenvolvimento das pessoas e da sociedade, como uma via que conduz ao desenvolvimento humano, propiciando a redução da criminalidade, da pobreza e da exclusão social.</p> 2021-07-03T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Tânia Alves Martins https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5596 A participação feminina nos Cursos de Graduação da Escola Naval 2021-06-18T14:40:12-03:00 Hercules Guimarães Honorato hghhhma@gmail.com <p>A Escola Naval (EN) recebeu, em 2014, a primeira turma de alunas mulheres (Aspirantes) em seu curso de formação de oficiais para a Marinha. O objetivo deste artigo é apresentar a participação histórica da jovem mulher militar oriunda da EN. A abordagem é qualitativa, com pesquisa documental e bibliográfica como técnicas exploratórias e com dados de pesquisa longitudinais, de 2014 a 2021. &nbsp;A participação das mulheres em diversas ocupações profissionais até pouco tempo masculinas está em crescimento. A história de conquistas feminina é, sem dúvidas, marcante na construção de uma oficialidade que representa uma parcela da sociedade brasileira. As futuras oficiais estão a aprender comportamentos desejáveis que surgirão na profissão militar, de dedicação à Marinha, à Nação, sem se esquecerm de que são mulheres cidadãs, integrantes ativas de uma sociedade em busca um país desenvolvidos, forte, livre, igualitário, justo e soberano.</p> 2021-06-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Hercules Guimarães Honorato https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5198 Possibilidades da educação em tempos de Covid-19 2021-03-15T19:05:03-03:00 Josué Cordovil Medeiros cordovil.01@gmail.com <p>Este trabalho aborda as temáticas do ensino a distância, do ensino remoto e do ensino híbrido, aliados aos recursos das tecnologias digitais. Nosso objetivo foi discutir as alternativas educacionais adotadas pelos governos para minimizar os impactos/prejuízos educacionais provocados pela suspensão de aulas presenciais, no período de isolamento social ocorrido durante a pandemia do novo coronavírus – Covid-19. Acreditamos que a presença física de alunos e professores, em sala de aula, é imprescindível para o processo de ensino-aprendizagem e, portanto, o ensino não presencial deve ser uma opção apenas em contextos específicos e, de maneira excepcional, como neste momento de pandemia por que passa o Brasil e o mundo.</p> 2021-06-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Josué Cordovil Medeiros https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5592 Conectivismo e os desafios da formação docente na era digital 2021-06-18T10:33:55-03:00 Maria Eliana Lopes de Souza licadesdemona@yahoo.com.br Olga Aparecida da Silva Martins olgamartins80@outlook.com Mathaus Natan Moura Duarte mathausnatan@gmail.com <p>O presente artigo objetiva questionar e destacar aspectos significativos de definição da função docente e suas exigências para a formação do cidadão da era digital, bem como realizar uma contextualização da aprendizagem e desenvolvimento de competências e habilidades partindo de uma perspectiva conectivista. Para essa análise foi utilizado o método bibliográfico, levantamento&nbsp; de material e pesquisas atualizadas sobre o tema. Constatamos que os obstáculos mais significativos estão mais relacionados&nbsp; às exigências de formação continuada, desenvolvimento e aplicação de tecnologias em sala de aula, devido ao perfil dos educandos oriundos de uma sociedade digital e conectada, como para a escassez de recursos tecnológicos das instituições e comunidade escolar . Para a real implementação de um modelo conectivista necessitamos de mudanças estruturais e organizacionais a fim de nos adequarmos á sociedade da informação e do conhecimento.</p> 2021-06-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Maria Eliana Lopes de Souza , Olga Aparecida da Silva Martins, Mathaus Natan Moura Duarte https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5586 Edição virtual da III Semana da Africanidade: possibilidades e desafios 2021-06-17T15:59:23-03:00 Paulo Ferreira dos Santos Filho pauloufcgeo@gmail.com Raquel Sales Miranda raquelsales@alu.ufc.br <p>O objetivo deste artigo é discutir aspectos do planejamento da prática pedagógica “Semana da Africanidade: a cor mãe de todas as cores” que ocorreu em outubro de 2020, de maneira virtual, em uma escola municipal da periferia de Fortaleza-CE. &nbsp;Apesar dos autores terem conhecimento de que a temática afro-brasileira deve ser abordada durante todo o ano letivo de forma transversal, em virtude da situação de pandemia de Covid-19 e de isolamento social, as atividades relativas a essa temática foram concentradas em um único mês em formato de evento. O evento ocorreu no formato virtual, por meio de Conferências pelo aplicativo <em>Google Meet</em>. Concluiu-se que mesmo na situação de ensino remoto, foi possível fomentar reflexões importantes sobre a temática, com a participação de gestores e professores de diferentes áreas, fortalecendo a perspectiva transdisciplinar da temática.</p> 2021-06-17T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Paulo Ferreira dos Santos Filho, Raquel Sales Miranda https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5580 Pesquisa e autoria: experiências no ensino remoto 2021-06-17T08:13:31-03:00 Ana Gláucia Seccatto anag_seccatto@hotmail.com Cassia Patrícia Seccatto cassiapseccatto@hotmail.com <p>No contexto educativo, a pandemia provocou muitas transformações, principalmente nas formas de ensinar e de aprender; tivemos a suspensão das aulas presenciais e a adoção das aulas remotas para dar continuidade ao ano letivo. Neste artigo, apresentamos experiências pedagógicas realizadas durante as aulas remotas do componente curricular Pesquisa e Autoria, em escolas estaduais do MS por meio das APCs. As atividades tiveram como objetivo, verificar qual é a ideia de pesquisador que os educandos do Ensino Fundamental Anos Finais têm em seu imaginário, com o intuito de embasar os planejamentos futuros do componente curricular e traçar objetivos que potencializem o protagonismo estudantil. A partir das atividades, constatamos que muitos estudantes não se enxergam enquanto pesquisadores, e que esse profissional é visto por eles com algo distante da sua realidade, isto permitiu refletir sobre novas ações em busca de desconstruir esse ideário e despertar o senso do aluno-pesquisador no espaço escolar.</p> 2021-06-17T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Ana Gláucia Seccatto, Cassia Patrícia Seccatto https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5571 Anísio Teixeira, escola pública de tempo integral e educação inclusiva 2021-06-15T10:56:30-03:00 Jorge Eschriqui Vieira Pinto jschriqui@yahoo.com.br <p>Este artigo analisará a proposta da construção de escolas públicas de tempo integral na produção intelectual e atuação como gestor público de Anísio Teixeira. Para o educador, trata-se de uma política pública essencial para a garantia da educação inclusiva baseada na universalização do acesso a um ensino de qualidade capaz de oferecer uma formação integral a todos os indivíduos. Para a realização desta análise, adotar-se-á um estudo qualitativo sobre a vida e obra de Anísio para a compreensão de suas definições de formação integral e educação inclusiva, o entendimento de seu modelo de organização da escola pública de tempo integral e o exame de suas experiências na implantação do Centro de Educação Popular Carneiro Leão em Salvador e das escolas classe e parque em Brasília. Desse modo, espera-se demonstrar a importância da atuação pública e produção intelectual deste educador para os debates atuais sobre os rumos da educação no Brasil.</p> 2021-06-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Jorge Eschriqui Vieira Pinto https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5566 Psicomotricidade na Educação 2021-06-14T18:28:16-03:00 Karin Débora Rodrigues karindrodrigues@gmail.com <p>Quando se fala em crianças, observa-se a importância do brincar para o desenvolvimento corporal. Pelas atividades escolares se é capaz de melhorar a aptidão física das crianças e seu desenvolvimento psicomotor por meio de estímulos como jogos lúdicos e brincadeiras, estimulando a motricidade e o desenvolvimento cognitivo da criança. Diante disso, este estudo possui como objetivo geral analisar a psicomotricidade aplicada à educação. Para tanto utilizou-se a pesquisa bibliográfica baseada na literatura atinente a temática objeto de estudo. É importante que a psicomotricidade seja aplicada desde a educação infantil, momento de novas aprendizagens e descobertas que serão levadas por toda a vida.&nbsp; Neste contexto de ensino-aprendizagem o professor exerce importante papel no auxílio do desenvolvimento da criança. A psicomotricidade quando trabalhada de forma correta é capaz de contribuir de forma significativa na vida escolar da criança, sendo capaz de minimizar dificuldades e proporcionando aprendizagem a criança.</p> 2021-06-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Karin Débora Rodrigues https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5491 Uma reflexão sobre educação: currículo 2021-05-28T16:04:17-03:00 Gabriella da Silva Mendes gabiufrj1@gmail.com <p>Este trabalho se propõe a realizar uma reflexão sobre a abordagem do currículo escolar, pensando nos variados debates na esfera educacional no Brasil. Muitas vezes, os alunos são oriundos de vários contextos sociais, e se tratando de educação, o currículo não se abre para discussões como: combate a violência, intolerância étnico-racial, gênero e de orientação sexual; sem contar quando as escolas não têm autonomia para lidarem com esses diferentes enquadramentos sociais. A qualidade da educação em qualquer país está relacionada à existência de instituições, que têm como pilares básicos o que ensinar (cursos), quem ensinar (professores), onde e como ensinar (organização e gestão escolar), avaliação e motivação. Na atualidade, observo que existe uma preocupante “onda de reforma da educação curricular”, que deve ser levada a sério e tratada com cautela, pois, a reforma da educação pode ser iniciada a qualquer momento, mas sua eficácia dependerá do funcionamento de todos os pilares da educação básica, mencionados acima.</p> 2021-06-25T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Gabriella da Silva Mendes https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5779 Lutas corporais indígenas: o estado do conhecimento 2021-07-05T16:14:01-03:00 Arliene Stephanie Menezes Pereira stephanie.menezes@ifce.edu.br Symon Tiago Brandão de Souza symontiago@hotmail.com <p>Neste trabalho objetivamos apresentar o estado do conhecimento realizado acerca de pesquisas que abordam a temática das lutas corporais indígenas. Assim, a pesquisa se justifica pela necessidade de se entender o que vem sendo publicado acerca desta temática. Para isto, o procedimento utilizado foi o levantamento bibliográfico, sendo realizado por meio de consulta à três bases de pesquisa, quais sejam: <em>Scientific Electronic Library Online</em> (SciELO), Portal de Periódicos da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD); seguido da leitura e refinamento dos dados. Os resultados apontaram para a escassez de pesquisas com relação ao tema elencado, sendo encontrados apenas 6 trabalhos e que abordavam apenas três lutas: Kapi, Xondaro e Ikindene</p> 2021-07-06T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Arliene Stephanie Menezes Pereira, Symon Tiago Brandão de Souza https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5465 Terapia de Acupuntura no manejo da doença de Alzheimer: revisão de literatura 2021-05-17T16:31:19-03:00 Mariana Martins Dantas Santos mariana.santos99@edu.pucrs.br Alice Zanetti Dussin alice.dussin@gmail.com Aline Porto aline.porto.x@gmail.com Giulia Frantz Silveira giuliafrantz@hotmail.com Renata Baumann Simões renatabaumanndp@gmail.com Viviane Cardoso de Fraga viviane.fraga@outlook.com Bartira Ercília Pinheiro da Costa bart@pucrs.br Miriam Viviane Baron miriamvbaron@yahoo.com.br <p>A Doença de Alzheimer é a principal causa de demência e representa um problema de saúde crescente, de forma que é essencial que os profissionais da saúde estejam preparados para fazer o manejo adequado desses pacientes. Entretanto, inúmeros estudos apontam que as classes farmacológicas mais utilizadas, como os inibidores da colinesterase, apresentam eficácia e segurança limitada, de modo que podemos afirmar que os tratamentos modificadores da doença permanecem desconhecidos. Assim, surgiram novos estudos que propõe a investigação de diferentes intervenções terapêuticas, tais como a acupuntura, que se apresenta como um tratamento emergente e inovador, visto que os achados atuais apontam que ela apresenta um grande potencial de eficácia, além de ter menos efeitos adversos associados.</p> 2021-07-05T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Mariana Martins Dantas Santos, Alice Zanetti Dussin, Aline Porto, Giulia Frantz Silveira, Renata Baumann Simões, Viviane Cardoso de Fraga, Bartira Ercília Pinheiro da Costa, Miriam Viviane Baron