Lutas corporais indígenas: o estado do conhecimento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v3i3.5779

Palavras-chave:

Lutas corporais indígenas, Lutas indígenas, Estado do conhecimento

Resumo

Neste trabalho objetivamos apresentar o estado do conhecimento realizado acerca de pesquisas que abordam a temática das lutas corporais indígenas. Assim, a pesquisa se justifica pela necessidade de se entender o que vem sendo publicado acerca desta temática. Para isto, o procedimento utilizado foi o levantamento bibliográfico, sendo realizado por meio de consulta à três bases de pesquisa, quais sejam: Scientific Electronic Library Online (SciELO), Portal de Periódicos da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD); seguido da leitura e refinamento dos dados. Os resultados apontaram para a escassez de pesquisas com relação ao tema elencado, sendo encontrados apenas 6 trabalhos e que abordavam apenas três lutas: Kapi, Xondaro e Ikindene

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arliene Stephanie Menezes Pereira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará. Doutoranda em Educação-Universidade Estadual do Ceará. Mestra em Educação Física-Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Integrante do Grupo de Pesquisas Práticas Educativas, Memórias e Oralidades-PEMO/UECE.

Symon Tiago Brandão de Souza , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE)

Docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Mestrando em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Membro do grupo de estudos e pesquisa em Educação Física Escolar (GEPEFE-UECE).

Referências

BRASIL. Base nacional comum curricular. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Brasília, DF: MEC/SEB, 2018

CARVALHO, F. O. de. Obscure cognates and lexical reconstruction: notes on the diachrony of the Xinguan Arawak languages. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, Ciências Humanas, Belém, v. 11, n. 1, p. 277-294, jan.-abr. 2016 277, 2016.

CATIB, N. O. M. Os ritos das danças Xondaro e do Terreiro da Aldeia Guarani M'bya - Aguapeú e das danças circulares. 2010. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2010.

COSTA, C. E. Ikindenehekugu– uma etnografia da luta e dos lutadores do alto Xingu. Tese (Doutor em Antropologia Social). Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, 350p. 2013.

GUIMARÃES, D. G. As danças indígenas na formação inicial em Educação Física: app didático para o 2º ciclo do ensino fundamental. Dissertação (mestrado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias ). Universidade Estadual Paulista (Unesp), Institututo de Biociências, Rio Claro, 2019.

MELLO, M. I. Iamurikuma: música, mito e ritual entre os Wauja do Alto Xingu. Tese de Doutorado em Antropologia Social. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social. Universidade Federal de São Carlos. Florianópolis, 2005.

MENDES, M. S. R. Xondaro – uma etnografia do mito e da dança guarani como linguagens étnicas. Dissertação (Mestrado em comunicação social). Universidade do Sul de Santa Catarina, p. 163. 2006.

PEREIRA, A. S. M. Práticas corporais indígenas: jogos, brincadeiras e lutas para implementação da lei 11.645/08 na Educação Física escolar. Fortaleza: Aliás, 2021.

PEREIRA, A. S. M.; GOMES, D. P. Dança encantada e de resistência: (trans) significações corporais no Torém dos índios Tremembé. Corpoconsciência, v. 22, n. 1, p. 120-129, jan./ abr., 2018.

PEREIRA, A. S. M.; SOUZA, S. T. B. de. Lutas corporais indígenas: um estudo com professores de Educação Física do município de Fortaleza-CE. Corpoconsciência, Cuiabá-MT, v. 25, n. 3, p. 34-48, set./ dez., 2021.

SANTOS, L. K. A esquiva do xondaro: movimento e ação política entre os Guarani Mbya. 2017. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

Publicado

2021-07-06

Como Citar

PEREIRA, A. S. M.; SOUZA , S. T. B. de. Lutas corporais indígenas: o estado do conhecimento. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 3, n. 3, p. e335779, 2021. DOI: 10.47149/pemo.v3i3.5779. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5779. Acesso em: 23 out. 2021.