Contribuições de Reggio Emilia para a Educação Infantil: a escuta como prática para a efetivação dos direitos das crianças

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v4.e48670

Palavras-chave:

Pedagogia da Escuta, Reggio Emilia, Direitos das crianças, Educação Infantil.

Resumo

Este artigo tem por objetivo refletir acerca das contribuições da Pedagogia da Escuta da Educação Infantil de Reggio Emilia para a garantia dos direitos das crianças.  Tais direitos têm sido uma construção histórica, política e social, que representa uma nova concepção de infância e de criança enquanto sujeitos de direitos. A escuta das crianças desponta como elemento fundamental para que estes direitos se efetivem. Nessa direção, optamos por uma pesquisa de cunho qualitativo, pautada na revisão bibliográfica de estudos referentes à abordagem de Reggio Emilia e dos direitos das crianças. Esta pesquisa revelou que a Pedagogia da Escuta colabora na autopercepção das crianças enquanto sujeitos de direitos e protagonistas de seus processos de ensino-aprendizagem, além de promover experiências de exercício de tais direitos e o rompimento do adultocentrismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Drielly Martins Tonela, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Campinas (2020).

Maria Aparecida Guedes Monção, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Serviço Social pela Universidade São Francisco e Pedagogia pela Universidade Cidade de São Paulo. Doutorado em Educação pela Faculdade de educação da Universidade de São Paulo. Mestrado em Educação: Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Livre Docente.

Referências

BARBOSA, Maria Carmem Silveira et al. Práticas cotidianas na educação infantil–bases para a reflexão sobre as orientações curriculares. Brasília: MEC, 2009.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2016]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 15 jun. 2020.

CAMPOS, Maria Malta. A mulher, a criança e seus direitos. Cadernos de pesquisa, n. 106, p. 117-127, 1999. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-15741999000100006

CAMPOS, Maria Malta; ROSEMBERG, Fúlvia. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. MEC/Brasil, 2009.

DAHLBERG, Gunilla; MOSS, Peter. Nossa Reggio Emilia. RINALDI, C. Diálogos com Reggio Emilia: escutar, investigar e aprender. Tradução: Vania Cury. 1. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2012.

EDWARDS, Carolyn; GANDINI, Lella; FORMAN, George. As cem linguagens da criança: a abordagem de Reggio Emilia na educação da primeira infância. 1999.

EDWARDS, Carolyn; GANDINI, Lella; FORMAN, George. As Cem Linguagens da Criança-Vol. 2. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

FINCO, Daniela; BARBOSA, Maria Carmen Silveira; FARIA, Ana Lucia Goulart de. Campos de experiências na escola da infância: contribuições italianas para inventar um currículo de educação infantil brasileiro. – Campinas, SP: Edições Leitura Crítica, 2015.

FOCHI, Paulo Sergio. A relação entre adultos e crianças na educação infantil: reflexões emergentes no observatório da cultura infantil–OBECI. Educação Unisinos, v. 24, n. 1, p. 1-18, 2020. DOI: https://doi.org/10.4013/edu.2020.241.10

FREIRE, Paulo. Política e educação (1993). Coleção. Questões da Nossa Época, v. 23, 2003.

KORCZAK, Janusz. Quando eu voltar a ser criança. Grupo Editorial Summus, 1981.

KORCZAK, Janusz; DE ABREU DALLARI, Dalmo. O direito da criança ao respeito. São Paulo: Summus Editorial, 2022.

MONÇÃO, Maria Aparecida Guedes. Gestão democrática na educação infantil: o compartilhamento da educação da criança pequena. 2013. 269 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

MONTEIRO, Lígia. Educação e direitos da criança: perspectiva histórica e desafios pedagógicos. 2006. 370f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade do Minho, Portugal, Minho, 2006.

MORUZZI, Andrea Braga; TEBET, Gabriela Guarnieri de Campos. Sociologia da infância, pedagogia e currículo da educação infantil: algumas aproximações. Nuances: estudos sobre Educação, v. 28, n. 3, 2017. DOI: https://doi.org/10.14572/nuances.v28i3.4617

RINALDI, C. Diálogos com Reggio Emilia: escutar, investigar e aprender. Tradução: Vania Cury. 1ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2012.

Publicado

2022-12-31

Como Citar

TONELA, D. M.; MONÇÃO, M. A. G. Contribuições de Reggio Emilia para a Educação Infantil: a escuta como prática para a efetivação dos direitos das crianças. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 4, p. e48670, 2022. DOI: 10.47149/pemo.v4.e48670. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/8670. Acesso em: 24 jul. 2024.