Avaliação educacional: ressignificação e reconstrução da prática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v6.e12529

Palavras-chave:

Avaliação da aprendizagem, Avaliação educacional, Formação de professores

Resumo

Apesar de a avaliação ser uma parte significativa do processo de ensino-aprendizagem, ainda são encontradas fragilidades em torno da sua prática. Historicamente, os exames se consolidaram, a partir de práticas classificatórias que permearam a vida escolar dos atuais professores e são reproduzidas por eles. Discutimos a história da avaliação, funções, objetivos, pressupostos e critérios, a partir dos estudos de Luckesi (2011), Fernandes (2006) e outros. Objetivamos contribuir para a compreensão do significado da avaliação no processo educacional. São apresentados também dados de um estudo realizado com 35 graduandos de uma IES mineira, coletados a partir de um questionário que buscou compreender o processo avaliativo na perspectiva destes estudantes. Os resultados mostram que a avaliação da aprendizagem é uma prática em construção, em razão disso a formação pedagógica docente é fundamental para a construção de uma nova perspectiva em torno da avaliação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Géssika Mendes Vieira, Universidade Federal de Uberlândia

Educadora. Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU-CAPES), na linha de pesquisa Saberes e Práticas Educativas. Mestra em Educação pela Universidade de Uberaba, pela linha de pesquisa Desenvolvimento Profissional, Trabalho Docente e Processo de Ensino-Aprendizagem. Os estudos de mestrado foram financiados pela CAPES. especializações em Docência (IFMG), Pedagogia Universitária (UFTM), Psicopedagogia (UNIUBE). Integro o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Representações Sociais e Práticas Educativas - GEPRESPE, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Uberaba - PPGE UNIUBE. Estudos e pesquisas inseridos na RIDEP - Rede Internacional de Pesquisas sobre o Desenvolvimento Profissional de Professores. Integra o GEPDEBS - Grupo de Estudos e Pesquisas em Docência na Educação Básica e Superior, vinculado ao PPGE-UFU, e do GEPAE-UFU, Grupos de Estudos e Pesquisas em Avaliação Educacional.

Vania Maria de Oliveira Vieira, Universidade de Uberaba

Possui graduação em Psicologia, Formação de Psicólogos e Licenciatura pela Universidade de Uberaba (1983), graduação em Pedagogia Licenciatura Plena pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ituverava (1987), mestrado em Educação, Formação de Educadores pela Universidade de Uberaba (2003) e doutorado em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2006). Foi coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Uberaba de 2008 a 2017. Atualmente é docente no curso Psicologia e vice coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Uberaba. É pesquisadora associada do Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade/Educação - CIERS-Ed. É coordenadora da RIDEP - Rede de Pesquisa Internacional sobre Desenvolvimento Profissional de Professores. Membro do PIBIC/UNIUBE - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica da Universidade de Uberaba.

Referências

ANTUNES, Celso. Novas maneiras de ensinar, novas formas de aprender. Porto Alegre: Artmed, 2002.

BLACK, Paul et al. Trabalhando por dentro da Caixa preta: avaliação para a aprendizagem na sala de aula. cadernoscenpec, [s.l.], São Paulo, v.8, n.2, p.153-183, jul./dez. 2018. Disponível em: https://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/article/download/445/429. Acesso em: 20 mar. 2024.

CRESWEL, John W. Research design: qualitative, quantitative, and mixed methods. Thousand Oaks: Sage Publications, 2003.

D’AGNOLUZZO, Elisa Amaral de Macedo Molli. Critérios e instrumentos avaliativos: reflexo de uma aprendizagem significativa. In: PARANÁ (Estado). Secretaria da Educação. O professor PDE e os desafios da escola pública paranaense. Curitiba: Secretaria de Educação/Paraná, 2007.

DEMO, Pedro. Avaliação qualitativa. 6. ed. Campinas: Autores Associados, 1999.

DEPRESBITERIS, Léa. Instrumentos de Avaliação: as questões constantes da prática docente. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, n. 4, p. 119-133, 1991. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/index.php/eae/article/view/3405/3898. Acesso em: 31 jan. 2021.

DEPRESBITERIS, Léa. Avaliação da aprendizagem do ponto de vista técnico-científico e filosófico-político. Série Idéias, São Paulo, n. 8, p. 161-172, 1998. Disponível em: http://www.crmariocovas.sp.gov.br/int_a.php?t=005. Acesso em: 30 jan. 2023.

FERNANDES, Domingos. Avaliação, aprendizagens e currículo: para uma articulação entre investigação, formação e práticas. In: CONGRESSO ESTADUAL PAULISTA SOBRE FORMAÇÃO DE EDUCADORES, 8., 2006. Anais [...]. [S.l.]: Organizador, 2006. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/277030063_Avaliacao_aprendizagens_e_curriculo_Para_uma_articulacao_entre_investigacao_formacao_e_praticas. Acesso em: 10 jan. 2020.

FREIRE, Paulo. Política e educação: ensaios. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001. (Coleção Questões de Nossa Época; v. 23).

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2008.

HAYDT, Regina Cazaux. Avaliação do processo ensino-aprendizagem. 6. ed. São Paulo: Ática, 1997.

HAYDT, Regina Cazaux. Avaliação do processo ensino-aprendizagem. São Paulo: Ática, 2000.

HATTIE, John; TIMPERLEY, Helen. The power of Feedback. Review of Educational Research, [s.l.], v. 77, n. 1, 2007. Disponível em: https://doi.org/10.3102/003465430298487. Acesso em: 20 mar. 2024.

HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliar para promover: as setas do caminho. 9. ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2006.

HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola a universidade. 32. ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2018.

LOCH, Jussara M. de Paula. Avaliação: uma perspectiva emancipatória. Química na Escola, n. 12, p.31, nov. 2000. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc12/v12a07.pdf. Acesso em: 10 nov. 2020.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 14. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Considerações gerais sobre avaliação no cotidiano escolar. [Entrevista concedida a] Aprender a Fazer. IP – Impressão Pedagógica, Curitiba, n. 36, p. 4-6, 2004.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem na escola: reelaborando conceitos e criando a prática. 2 ed. Salvador: Malabares Comunicações e eventos, 2005.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem componente do ato pedagógico. São Paulo: Cortez, 2011.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos da metodologia científica. 5.ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MEURER, Mariluce; ALMEIDA, Renata de Souza Franca Bastos de. A avaliação e sua importância para o processo de ensino e aprendizagem. In: PARANÁ (Estado). Secretaria de Educação. O professor PDE e os desafios da escola pública paranaense. Curitiba: Secretaria de Educação/Paraná, 2016. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2016/2016_artigo_ped_uel_marilucemeurer.pdf. Acesso em: 11 mar. 2020

PERRENOUD, Philippe. Não mexam na minha avaliação! Para uma aprendizagem sistêmica da mudança pedagógica. In: ESTRELA, A.; NÓVOA, A. Avaliações em educação: novas perspectivas. Porto: Porto Editora, 1993.

RAMPAZZO, Sandra Regina dos Reis. Instrumentos de avaliação: reflexões e possibilidades de uso no processo de ensino e aprendizagem. In: PARANÁ (Estado). Secretaria da Educação. O professor PDE e os desafios da escola pública paranaense: Produção Didático-Pedagógica. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2011. (Cadernos PDE, v. 2).

RICHARDSON, Roberto Jarry et al. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SANT’ANNA, Ilza Martins. Por que avaliar? Como avaliar? critérios e instrumentos. 17. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

SANTOS, Monalize Rigon da; VARELA, Simone. A avaliação como um instrumento diagnóstico da construção do conhecimento nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental. Revista Eletrônica de Educação, [S.l.], ano 1, n. 1, ago./dez., 2007.

VILLAS BOAS, Benigna Maria de Freitas. Virando a escola do avesso por meio da avaliação. Campinas: Papirus, 2008.

Publicado

2024-05-27

Como Citar

VIEIRA, G. M.; VIEIRA, V. M. de O. Avaliação educacional: ressignificação e reconstrução da prática. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 6, p. e12529, 2024. DOI: 10.47149/pemo.v6.e12529. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/12529. Acesso em: 24 jul. 2024.