Psicomotricidade na Educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v3i3.5566

Palavras-chave:

Desenvolvimento, Motor, Psicomotricidade, Educação

Resumo

Quando se fala em crianças, observa-se a importância do brincar para o desenvolvimento corporal. Pelas atividades escolares se é capaz de melhorar a aptidão física das crianças e seu desenvolvimento psicomotor por meio de estímulos como jogos lúdicos e brincadeiras, estimulando a motricidade e o desenvolvimento cognitivo da criança. Diante disso, este estudo possui como objetivo geral analisar a psicomotricidade aplicada à educação. Para tanto utilizou-se a pesquisa bibliográfica baseada na literatura atinente a temática objeto de estudo. É importante que a psicomotricidade seja aplicada desde a educação infantil, momento de novas aprendizagens e descobertas que serão levadas por toda a vida.  Neste contexto de ensino-aprendizagem o professor exerce importante papel no auxílio do desenvolvimento da criança. A psicomotricidade quando trabalhada de forma correta é capaz de contribuir de forma significativa na vida escolar da criança, sendo capaz de minimizar dificuldades e proporcionando aprendizagem a criança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karin Débora Rodrigues, Universidad Técnica de Comercialización y Desarrollo

Pedagoga; Especialista em Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental (Pré-escolar e Alfabetização); Especialista em Administração, Supervisão e Orientação Educacional; Especialista em Educação Especial e Atendimento às Necessidades Especiais.

Referências

FONSECA, V. Desenvolvimento Psicomotor e Aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2008.

FONTANA, C. M. A Importância da Psicomotricidade na Educação Infantil. 78 f. Monografia (Especialização em Educação: Métodos e Técnicas de Ensino) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Medianeira, 2012.

FORTES, P. P. Psicomotricidade. Revista Atividade Física, Lazer & Qualidade de Vida. Manaus, v.1, n.1, p.26-41, nov. 2010.

GALLAHUE, D.L.; OZMUN, J. C. Compreendendo o Desenvolvimento Motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. São Paulo: Phorte Editora, 2002.

GALLAHUE, D. L; OZMUN C. Compreendendo o Desenvolvimento Motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. 2 ed. São Paulo: Phorte Editora, 2005.

JOSÉ, E. A.; COELHO, M. T. Problemas de Aprendizagem. 12 ed. São Paulo: Ática, 2002.

LE BOULCH, J. A Educação pelo Movimento: a psicocinética na idade escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1984.

LE BOULCH, J. Educação Psicomotora: a psicocinética na idade escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1987.

LUSSAC, R. M. P. Psicomotricidade: história, desenvolvimento, conceitos, definições e intervenção profissional. Rev. Dig. Buenos Aires. Ano 10, n° 126, 2008. Disponível em: https://www.efdeportes.com/efd126/psicomotricidade-historia-e-intervencao-profissional.htm. Acesso em: jan. 2021.

NEGRINE, A. Aprendizagem e Desenvolvimento Infantil: psicomotricidade e alternativas pedagógicas. Porto alegre: Prodil, 1995.

OLIVEIRA, A. F. S; SOUZA, J. A importância da psicomotricidade no processo de aprendizagem infantil. Rev. Fiar: Núcleo de Pesquisa e Extensão, Ariquemes, v. 2 n. 1, p. 125-146, 2013.

ROSA, Neto. Manual de Avaliação Motora. Porto Alegre: Artmed, 1996.

ROSSI, F. S. Considerações sobre a Psicomotricidade na Educação Infantil. Revista Vozes dos Vales da UFVJM: Publicações Acadêmicas, MG, nº 01, ano I, 05/2012. Disponível em: http://site.ufvjm.edu.br/revistamultidisciplinar/volume-i/. Acesso em: jan. 2021.

Publicado

2021-06-14

Como Citar

RODRIGUES, K. D. Psicomotricidade na Educação. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 3, n. 3, p. e335566, 2021. DOI: 10.47149/pemo.v3i3.5566. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5566. Acesso em: 23 out. 2021.