Formação em Direitos Humanos

Autores

Palavras-chave:

Direitos humanos, Ensino Superior, Formação discente, Oferta disciplina

Resumo

Introdução: A formação do novo profissional do curso de Direito prevê um tratamento transversal dos conteúdos, faz-se necessária, portanto, uma formação consistente sob a perspectiva dos Direitos Humanos. Objetivo: Analisar se as IES que ofertam o curso de direito no Ceará preveem a oferta de direitos humanos nas suas matrizes curriculares. Metodologia: Foi realizada uma análise documental, do tipo exploratória e analítica com abordagem quantitativa. Resultados e Discussão dos Resultados: O curso de direito é ofertado por 52 instituições diferentes. Dentre as IES que tinham matrizes disponíveis para consulta, 55% ofertavam a disciplina de Direitos Humanos como obrigatória e 45% como optativa. Considerações finais: Alguns cursos optam por atribuir uma perspectiva de que toda e qualquer disciplina deve contemplar a questão dos direitos humanos. Essa é, de fato, uma perspectiva inclusiva. Outros cursos optam por ofertar uma disciplina específica para a questão dos direitos humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eveline Lima de Castro, Centro Universitário Estácio do Ceará

Advogada. Professora. Coordenadora do Curso de Direito do Centro Universitário Estácio do Ceará. Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Graduada em Direito pela Universidade de Fortaleza – UNIFOR.

Leticia Neves Souza, Faculdade Metropolitana do Ceará

Professora FAMEC- Fortaleza, FADAT Quixadá e FVJ Aracati.Tutora bolsista da CAPES no sistema EAD no IFCE. Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Graduada em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos- UNISINOS.

Raquel Figueiredo Barretto, Centro Universitário Unifanor Wyden

Professora do Curso de Direito do Centro Universitário Unifanor Wyden. Graduação em Letras. Especialização em Ensino de Língua Portuguesa. Mestrado em Saúde Coletiva.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução nº 5, de 17 de dezembro de 2018. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Direito e dá outras providências. Disponível em https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/55640393/do1-2018-12-18-resolucao-n-5-de-17-de-dezembro-de-2018-55640113. Acesso em: 30 jun. 2021.

CANDAU, V. M. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação, 13(37), 45-56. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/5szsvwMvGSVPkGnWc67BjtC/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 30 jun. 2021.

Publicado

2021-08-06

Como Citar

Castro, E. L. de ., Souza, L. N., & Barretto, R. F. . (2021). Formação em Direitos Humanos. Ensino Em Perspectivas, 2(4), 1–3. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/6394

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)