Um percurso pela história da probabilidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30938/bocehm.v9i26.7990

Palavras-chave:

História da Matemática;, História da Probabilidade;, Ensino de Matemática;, Ensino de Probabilidade.

Resumo

Neste artigo apresentamos um recorte da história da probabilidade, embasado nas ideias de autores que defendem a história da matemática no ensino de matemática, como Iran Abreu Mendes e Miguel Chaquiam, referenciados por autores como Boyer (1974), Eves (2011), em trabalhos publicados como, teses, dissertações, artigos científicos e em documentos oficiais. Para organizar materiais para sala de aula nos orientamos no diagrama metodológico, de acordo com a proposta de Chaquiam (2016; 2017; 2020), ao propor a elaboração de um texto para ser utilizado em sala de aula, como recurso didático, mostrando no contexto da história da Matemática a origem e a evolução, concomitantemente com as estratégias de ensino da teoria da probabilidade, que levam a refletir e verificar a necessidade de responder a seguinte problemática de pesquisa: Que recortes históricos podem ser elaborados a partir de uma história da probabilidade, segundo Chaquiam (2020), para uso em sala de aula? Desta questão elegemos o objetivo geral que é: Elaborar recortes históricos a partir de uma história da probabilidade para uso em sala de aula. Como a pesquisa está em andamento, temos como resultado, orientações sobre a relevância desta pesquisa, sobre os recortes da história da probabilidade e a necessidade de ampliação deste tema para proporcionar aos pesquisadores uma base sólida da importância que a história da matemática pode proporcionar ao ensino de matemática. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Veraciv Brabo de Vasconcelos, Universidade do Estado do Pará

Graduação em Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal do Pará (2014). Pós-graduação Gestão Educacional e Docência do Ensino Superior pela Faculdade Integrada de Goiás (2017). Pós-graduação em Ensino de Matemática pela Universidade Federal do Pará (2018). Pós-graduação em Ensino de Matemática para o Ensino Médio pela Universidade do Estado do Pará (2020). Mestranda da Universidade do Estado do Pará do Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Matemática (CCSE). Professora da Rede Municipal de Ensino da cidade de Breves - Ilha do Marajó. Tem experiência no Ensino de Inglês e Matemática.

Gabriel Brabo de Vasconcelos, Universidade do Estado do Pará

Graduado em Licenciatura em Matemática na Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus Breves-PA. Bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência (PIBID) e Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Cientifica (PIBIC), onde realizamos pesquisas, discussões e análise sobre a área de educação matemática. Monitor de matemática do programa Novo Mais Educação no município de Breves-PA. Participação em Congressos e Eventos da matemática. Participação da comissão organizadora dos eventos realizado pela faculdade de matemática. Tem interesse em estudos sobre a EJA, Educação no campo, saberes e pratica dos povos ribeirinhos da amazônia e estudos sobre as pratica do ensino de matemática sobre a óptica critica e reflexiva na educação matemática.

Miguel Chaquiam, Universidade do Estado do Pará

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN (2012), Mestre em Matemática pela Universidade Federal do Pará (2001), Especialista em Matemática pela UNESPA (1989), Licenciado em Matemática pelo Centro de Estudos Superiores do Estado do Pará (1984) e Licenciado em Ciências pelo Centro de Estudos Superiores do Estado do Pará (1983). Líder do Grupo de Pesquisa em História, Educação e matemática na Amazônia (GHEMAZ) e Membro do Grupo de Pesquisa em Educação e História da Matemática (GPEHM). Atualmente é professor da Universidade da Universidade do Estado do Pará ? UEPA, na Categoria de Adjunto IV - TIDE. Professor no Ensino Superior há mais de 35 anos, atua no ensino superior na qualidade de professor nos cursos de Licenciatura em Matemática e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática (PPGEM-UEPA), Curso de Mestrado Profissional em Ensino de Matemática. Já atuou nos cursos de Licenciatura em Ciências, Pedagogia, Engenharia de Produção, Engenharia de Alimentos e nos Cursos de Especialização em Educação Matemática e Fundamentos de Matemática. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em História da Matemática, História das Ciências e Formação de Professores, Análise Real, Álgebra Linear, Estruturas Algébricas, Matemática Computacional. Foi professor de Matemática do Ensino Fundamental e Médio durante 18 anos, Diretor da SBEM-PA durante o triênio 2004/2007, membro da DNE da SBEM no triênio 2007/2010, Membro da Diretória da SBHMat no quadriênio 2015/2019, Parecerista da Revista Ibero-americana de Educação Matemática (UNIÓN), Revista Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC). membro do Comitê Científico da Revista REMATEC, Membro do Conselho Editorial da Coleção Contextos da Ciência, uma publicação da Editora Livraria da Física. Coordenador Científico do XIII Seminário Nacional de História da Matemática (XIII SNHM), dos III, IV, V, VI e VIII Encontro Paraense de Educação Matemática (EPAEM).

Referências

ALMEIDA, Alfredo Betâmio de. O Problema Epistemológico da Probabilidade e a contribuição de Karl Popper para o respectivo debate. Universidade Nova Lisboa, 2005. Disponível em: <https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/36874/2/BETaMIODEALMEIDA>. Acesso em: 10 dez. 2021

BRASIL, Base Nacional Comum Curricular: Educação é a Base. MEC, Brasília - DF, 2017. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em: 05 nov. 2020.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. 148p

BOYER, Carl Benjamin. História da Matemática. Tradução: Elza F. Gomide. Editora da Universidade de São Paulo: Edgard Blücher, 1974.

CALABRIA, Angelica Raiz; CAVALARI, Mariana Feiteiro. Um passeio histórico pelo início da Teoria das Probabilidades. In: X Seminário Nacional de História da Matemática. Campinas, 2013.

CHAQUIAM, M. História e Matemática Integradas por meio de um Diagrama Metodológico. Revista Paradigma, v. XLI, Nº Extra 1; abril de 2020 / 197-211.

CHAQUIAM, Miguel. Ensaios Temáticos: história e matemática em sala de aula. SBEM-PA, Belém, 2017.

CHAQUIAM, Miguel. O Uso da História da Matemática e dos Conteúdos Matemáticos na Sala de Aula. In: XIII Encontro Nacional de Educação Matemática. São Paulo. 2016

EVES, Howard. Introdução à história da matemática. Tradução: Hygino H.

Domingues. 5. ed. Editora da Unicamp. Campinas, SP. 2011

FERNANDES, Rúbia Juliana Gomes. Estatística E Probabilidade: Uma proposta para os anos iniciais do ensino fundamental. 2014. Dissertação (Mestrado), Ponta Grossa, 2014.

JUNQUEIRA, Ana Lucia Nogueira. A Probabilidade que a História nos Conta. In: XIV Conferência Interamericana de Educação Matemática. Chiapas, México, 2015.

LIMA, E. T. D. Probabilidade em livros didáticos de Matemática dos anos Finais: diferentes concepções. In: Zetetiké, campinas, São Paulo, v. 28, n.1, p. 1-18, dez.2020.

LOPES, Celi Espasandin; MEIRELLES, Elaine. Desenvolvimento da Probabilidade e da Estatística. In: XVIII Encontro Regional de Professores de Matemática – LEM/IMECC/UNICAMP, 2005.

MENDES, Iran Abreu; CHAQUIAM, Miguel. História nas aulas de Matemática: fundamentos e sugestões didáticas para professores. Belém, SBHMat, 2016. 124p.

MENDES, Iran Abreu. Investigação Histórica no Ensino da Matemática. Ciência Moderna Ltda. Rio de Janeiro, 2009

NEVES, Lorena Nunes; VAN DER GELD, Joana Stephanie Miranda; CHAQUIAM, Miguel. História da probabilidade: de Pacioli a Huygens. In: Congresso Pan-Amazônico de Matemática, Belém, PA, 2018.

QUEIROZ, Cileda; COUTINHO, Silva. Conceitos probabilísticos: quais contextos a história nos aponta? Revista Eletrônica de Educação Matemática. São Paulo, v 2.3, p. 50-67, UFSC, 2007.

RESTREPO B, Luis F; GONZÁLEZ L, Julián. La Historia de la Probabilidad. Revista Colombiana de Ciencias Pecuarias. Universidad de Antioquia, vol. 16, núm. 1, marzo, Medellín, Colombia. 2003. ISSN: 0120-0690.

Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=295026121011> Acesso em 20/02/2020.

VIALI, Lorí. Algumas Considerações Sobre a Origem da Teoria da Probabilidade. In: Revista Brasileira de História da Matemática - Vol. 8 nº 16 - pág. 143-153., PUC-RS/UFRGS, 2008. ISSN 1519-955X.

WARSI, Karl. O Livro da Matemática. Tradução: Maria da Anunciação Rodrigues. Globo livros. Rio de Janeiro, 2020.

ZINDEL, Marcia Longen. Tomada De Decisão E Risco: A Contribuição Dos Matemáticos E Estatísticos. Estadística y Sociedad, México, p. 05-30, n.5, 2018.

Downloads

Publicado

2022-04-11

Como Citar

VASCONCELOS, V. B. de .; VASCONCELOS, G. B. de; CHAQUIAM, M. Um percurso pela história da probabilidade. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S. l.], v. 9, n. 26, p. 31–46, 2022. DOI: 10.30938/bocehm.v9i26.7990. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/7990. Acesso em: 5 jul. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)