Sobre a Linguagem Matemática de professores em formação inicial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30938/bocehm.v8i23.5029

Palavras-chave:

Linguagem Geométrica, Formação inicial de professores de matemática, interface entre história e ensino de matemática

Resumo

Neste artigo, são revisitados os dados de uma pesquisa que buscou construir interfaces entre história e o ensino de matemática na formação inicial de professores, a partir do processo de construção e uso do instrumento jacente no plano. Aqui, os olhares estão voltados a Linguagem Matemática dos discentes, faladas ou escritas na ação, ou seja, durante o desenvolvimento da atividade. Em particular, tem-se como objetivo identificar a precisão na Linguagem Geométrica de licenciandos em matemática. Para tanto, fez-se o estudo à luz de uma pesquisa bibliográfica e também de uma qualitativa documental. Como se pode observar na atividade, por exemplo, que os discentes se referem ao arco de uma circunferência como sendo uma reta, onde, na verdade ele é um segmento de reta; falam também sobre a construção de um plano por meio de um barbante (reta), entretanto para se ter um plano são necessárias no mínimo duas retas; mencionam ainda que duas retas perpendiculares não são planas, porém, sabe-se que duas retas perpendiculares formam um plano, visto que são concorrentes. Nesses termos, os dados apontam que existe uma imprecisão na Linguagem Geométrica dos discentes em formação inicial. Diante desse fato, entende-se que é necessário que docentes de curso de Licenciatura em Matemática façam intervenções e discutam com os discentes possíveis equívocos na linguagem. A fala dos estudantes dá indícios do movimento do pensamento que eles fazem para atribuir significado a objetos conceituais, assim ela pode ser tomada pelos docentes como ferramenta para conduzir os discentes a uma aprendizagem ampla e sólida.

Palavras-chave: Linguagem Geométrica; formação inicial de professores de matemática; interface entre história e ensino de matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Wagner Soares Oliveira, Universidade Estadual do Ceará

Mestre em ensino de ciências e matemática pelo Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia do Ceará (IFCE). Doutorando da PPGE Universidade Estadual do Ceará (UECE), Fortaleza, Ceará, Brasil.

Referências

ALBUQUERQUE, Luís de. Instrumentos de Navegação. Lisboa: Comissão Nacional para a Comemoração dos Descobrimentos Portugueses, 1988.

ALMEIDA, Bruno José M. G. Pereira de. A influência da obra de Pedro Nunes na náutica dos séculos XVI e XVII: um estudo de transmissão de conhecimento.2011. 595 f. Tese (Doutorado) -Universidade de Lisboa Faculdade de Ciências Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências, Curso de Doutoramento em História e Filosofia das Ciências, Lisboa, 2011. Disponível em: <http://repositorio.ul.pt/handle/10451/6699>. Acesso em: 12 jul. 2018.

CANAS, António José Duarte Costa. A obra náutica de João Baptista Lavanha (c. 1550 – 1624). 2011. 401 f. Tese (Doutorado) - Doutoramento em história especialidade – História dos Descobrimentos e Expansão, Universidade de Lisboa Faculdade de Letras Departamento de História, Lisboa, 2011. Disponível em: < http://repositorio.ul.pt/handle/10451/6140>. Acesso em: 08 nov. 2018.

ELLERTON, Nerida F.; CLARKSON, PHILIP C. Language factors in Mathematics teaching and learning A. J. Bishop et al. (Eds.). International Handbook of Mathematics Education, 1996, pp. 987-1033.

GAWNED, S. 'An Emerging Model of the Language of Mathematics', in J. Bickmor e Brand (ed.), Language in Mathematics, Australian Reading Association, Carlton, Vic. 1990, p. 27-42.

GODOY, Arilda Schmidt. Pesquisa Qualitativa Tipos Fundamentais. Raje-revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 3, p.20-29,1995. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rae/v35n3/a04v35n3.pdf>. Acesso em: 15 maio 2018.

LEITÃO, Henrique. Anotações ao De arte atque ratione nauigandi. In Pedro Nunes. Obras, vol. IV, Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2008, p. 515-794.

LEITÃO, Henrique. Ars e Ratio: A Náutica e a Constituição da Ciência Moderna, In: La ciência y el mar. Valladolid: Los autores, p. 183-207, 2006.

LEITÃO, Henrique. Para uma biografia de Pedro Nunes: o surgimento de um matemático, 1502-1542. Cadernos de Estudos Sefarditas, Lisboa, v. 3, p.45-82, 2003.

LIMA, Elon Lages. et al. A matemática do ensino médio - volume 2. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Matemática. 2016.

MACHADO, Nílson José. Matemática e Realidade: Das concepções às ações docentes. São Paulo: Cortez, 2013.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MENEZES, Luís. Matemática, linguagem e comunicação. Millenium, 2000.

MORAIS FILHO, Daniel Cordeiro de. Manual de redação matemática: com um dicionário etimológico - Explicativo de palavras usadas na matemática e um capítulo especial sobre como se escreve um dissertação. Campina Grande, Fábrica de Ensino, 2010.

MOURA, Manoel Oriosvaldo de. et al. A Atividade Orientadora de Ensino como Unidade entre Ensino e Aprendizagem. In: MOURA, Manoel Oriosvaldo de. (Org). A atividade pedagógica na teoria histórico-cultural. Campinas, São Paulo: Autores associados, 2016.

NUNES, Paulo Jorge Antunes. Os instrumentos náuticos na obra de Pedro Nunes. 2012. 162 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado de História Marítima, Universidade de Lisboa Faculdade de Letras Departamento de História, Lisboa, 2012. Disponível em: < http://repositorio.ul.pt/handle/10451/8968>. Acesso em: 12 jul. 2018.

NUNES, Pedro. Obras: De Arte Atque Ratione Navigandi. vol. IV, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

USISKIN, Zalman. Mathematics as a Language. In P. C. Elliott e M. J. Kenney (Eds.). Communication in Mathematics: 1996 Yearbook (pp. 231-243). Reston, VA: NCTM, 1996.

OLIVEIRA, Francisco Wagner Soares; PEREIRA, Ana Carolina Costa. Elementos iniciais da relação entre o instrumento de Pedro Nunes, jacente no plano, e o cálculo da latitude no século XVI. História da Ciência e Ensino: Construindo interfaces, São Paulo, v. 19, p. 39-53, 2019. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/hcensino/article/view/42112/29300>. Acesso em: 14 set. 2019.

OLIVEIRA, Francisco Wagner Soares. Sobre os conhecimentos geométricos incorporados na construção e no uso do instrumento jacente no plano de Pedro Nunes (1502-1578) na formação do professor de matemática. 2019. 199 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, Fortaleza, 2019.

PEREIRA, Ana Carolina Costa; SAITO, Fumikazu. A reconstrução do báculo de Petrus Ramus na interface entre história e ensino de matemática. Cocar, Belém-PA, V. 13, n 25, p. 342-372, 2019.

REIS, António Estácio do. Os instrumentos de medida. As Novidades do Mundo: conhecimento e representação na Época Moderna, Lisboa, Edições Colibri, 2003, pp. 145-167.

REZENDE, Eliana Quelho Frota; QUEIROZ, Maria Lúcia Bontorim de. GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA e construções geométricas. São Paulo: Unicamp, 2008.

SAITO, Fumikazu.; DIAS, Marisa da Silva. Interface entre história da matemática e ensino: uma atividade desenvolvida com base num documento do século XVI. Ciências & Educação (Bauru), São Paulo, v. 19, n. 1, p. 89-111, 2013.

Downloads

Publicado

2021-06-17

Como Citar

OLIVEIRA, F. W. S. Sobre a Linguagem Matemática de professores em formação inicial. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S. l.], v. 8, n. 23, p. 1108–1121, 2021. DOI: 10.30938/bocehm.v8i23.5029. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/5029. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

GT07 - Formação de Professores que ensinam Matemática