Metodologias Ativas, Ensino Híbrido e os Artefatos Digitais: sala de aula em tempos de pandemia

Active Methodologies, Hybrid Teaching and Digital Artifacts: classroom in times of pandemic

Palavras-chave: Ensino Remoto, Ciências Contábeis, Pandemia, Tecnologias Digitais

Resumo

O presente estudo tem como objetivo apresentar uma prática educacional e sustentável adotada em tempos de Covid 19, pelos alunos e professora do curso de Ciências Contábeis. A pesquisa se desenvolve por meio do contato direto das pesquisadoras com os fenômenos analisados. As análises permitiram inferir que os aprendentes mostraram apropriação dos conceitos teóricos trabalhados virtualmente, demonstrando a relevância do uso das TIC para atuação e participação discente nas atividades propostas. As principais conclusões evidenciam a relevância da formação docente para o acompanhamento e desenvolvimento dessas aulas remotas. Soma-se a isso, a identificação do desenvolvimento da atuação e da autonomia dos aprendentes nos seus processos de aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Silva Arruda, Universidade Federal do Ceará

Doutoranda em Tecnologias digitais na Educação, Mestra em Educação Brasileira na UFC, MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas-FGV/RJ, especialização em Psiscopedagogia pela Universidade Federal do Ceará, graduação em Licenciatura em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (2002) e graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará.

Liliane Maria Ramalho de Castro Siqueira, Universidade Federal do Ceará

Professora Adjunta do Curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal do Ceará-UFC. Doutorando em Educação na Faculdade de Educação – FACED/UFC; Mestra em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo- USP (2003), especialização em Finanças pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais-IBMEC e graduação em Contabilidade pela Universidade Estadual do Ceará-UECE.

Referências

AZEVEDO, Viviane Leite Lucas de et al. Educação a distância: novos paradigmas da prática docente. Rio de Janeiro: I Simpósio Pedagógico e Pesquisas em Educação, 2006.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto. 336p, 1991.

BRASIL. Portaria Nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. D.O.U 18/03/2020.

DINARTE, L. D.; CORAZZA, S. Espaço poético como tradução didática: Bachelard e a imagem da casa. Educação & Formação, v. 1, n. 2, p. 135-148, 2016. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/105/87. Acesso em: 10 out. 2020.

FANTIN, M. Educação, aprendizagem e tecnologia na pesquisa-formação. Educação & Formação, Fortaleza, v. 2, n. 6, set./dez., p. 87-100, 2017. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/161 Acesso em: 01 set. 2017.

HARTWIG, A. K., SILVEIRA, M., FRONZA, L., MATTOS, M. DE ARAÚJO KOHLER, L. P. Metodologias ativas para o ensino da computação: uma revisão sistemática e um estudo prático. VIII Congresso Brasileiro de Informática na Educação (CBIE 2019). XXV Workshop de Informática na Escola. Brasília: DF,2019.

JARDILINO, J. R.; SAMPAIO, A. M. Desenvolvimento profissional docente: Reflexões sobre política pública de formação de professores. Educação & Formação, Fortaleza, v. 4, n. 10, jan./abr., p. 180-194, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/848/1089. Acesso em: 02 jan. 2019.

LIMA, A.; AZEVEDO, M. L. Processo de institucionalização da política nacional e estadual de formação docente: Proposições e resistências no Paraná. Educação & Formação, v. 4, n. 3, p. 124-147, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/1126/1311. Acesso em: 10 out. 2020.

LIMA, J.; SANTOS, G. Valores, educação infantil e desenvolvimento moral: concepções dos professores. Educação & Formação, v. 3, n. 2, p. 153-170, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/275/203. Acesso em: 10 out. 2020.

LOPES, A. DE P. C. Legislação e processos educativos: A constituição da escola primária no Piauí (1845 a 1889). Educação & Formação, v. 4, n. 1, p. 50-65, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/866/1081. Acesso em: 13 out. 2020.

MAIA, C.; MATTAR, J. ABC da EaD: a Educação a Distância hoje. São Paulo: Pearson, 2007.

MASETTO, M. T. Formação pedagógica dos docentes do ensino superior. São Paulo: Revista Brasileira de Docência, Ensino e Pesquisa em Administração, 2009.

RIOS, P. P.; CARDOSO, H.; DIAS, A. Concepções de gênero e sexualidade d@s docentes do curso de licenciatura em pedagogia: por um currículo Queer. Educação & Formação, v. 3, n. 2, p. 98-117, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/272/200. Acesso em: 10 out. 2020.

SMYTH, E.; HAMEL, T. The history of initial teacher education in Canada: Québec and Ontario. Educação & Formação, Fortaleza, v. 1, n. 1, jan./abr., p. 88-109, 2016. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/93 Acesso em: 02 jan. 2016.

SOARES, C.; VIANA, T. Jovita Alves Feitosa: memórias que contam a história da educação nas prisões cearenses. Educação & Formação, v. 1, n. 1, p. 140-158, 2016. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/96/77. Acesso em: 10 out. 2020.

SOUSA, E.; MARQUES, E. O processo de constituir-se professor na relação objetividade-subjetividade: significações acerca da mediação social na escolha pela docência. Educação & Formação, Fortaleza, v. 4, n. 11, maio/ago., p. 82-96, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/841/1143. Acesso em 02 mai. 2019.

SOUSA, E.; MARQUES, E. O processo de constituir-se professor na relação objetividade-subjetividade: significações acerca da mediação social na escolha pela docência. Educação & Formação, v. 4, n. 2, p. 82-96, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/841/1143. Acesso em: 10 out. 2020.

SOUSA, N. M.; NASCIMENTO, D. A inclusão escolar e o aluno com síndrome de Down: as adaptações curriculares e a avaliação da aprendizagem. Educação & Formação, v. 3, n. 3, p. 121-140, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/859/762. Acesso em: 10 out. 2020.

TRIGUERO, I. M. Gamificación y tecnologías como recursos y estrategias innovadores para la enseñanza y aprendizaje de la historia. Educação & Formação, Fortaleza, v. 3, n. 8, maio/ago., p. 3-16, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/267 Acesso em: 02 mai. 2018.

VASCONCELLOS, K. R.; BERNARDO, E. Profissionalização docente: reflexões e perspectivas no Brasil. Educação & Formação, v. 1, n. 2, p. 208-222, 2016. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/109/91. Acesso em: 10 out. 2020.

Publicado
2020-11-12
Como Citar
ARRUDA, J.; SIQUEIRA, L. M. Metodologias Ativas, Ensino Híbrido e os Artefatos Digitais: sala de aula em tempos de pandemia. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, v. 3, n. 1, p. e314292, 12 nov. 2020.