Ensino Remoto Emergencial de Língua Inglesa: relato de experiência na rede municipal de Fortaleza durante a pandemia de Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.51281/impa.e021019

Palavras-chave:

Língua Inglesa, Ensino Remoto Emergencial, Pandemia

Resumo

O presente artigo consiste no relato de experiência na ministração de aulas remotas emergenciais da disciplina de Língua Inglesa para as turmas de oitavos e nonos anos do ensino fundamental de uma Escola Municipal de Tempo Integral (EMTI) de Fortaleza, no período de março a dezembro de 2020, primeiro ano de adoção de medidas contra a pandemia de Covid-19. A metodologia empregada nas aulas mesclou a utilização de atividades escritas, disponibilizadas em um sitio eletrônico específico da EMTI, e a transmissão de aulas online. Dadas as restrições de acesso dos estudantes à internet, as medidas emergenciais acabaram não surtindo os resultados esperados em termos de participação e aprendizagem.

Biografia do Autor

Bruno Carneiro de Andrade, Universidade Estadual do Ceará

Mestrando em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e graduado em Letras Inglês e Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará (UFC). É professor de Língua Inglesa da Rede Municipal de Fortaleza desde 2016.

Eloísa Maia Vidal, Universidade Estadual do Ceará

Doutora em Educação, professora associada do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará. Desenvolve pesquisas nas áreas de política e gestão educacional, gestão escolar e avaliação em larga escala.

Referências

ARRUDA, Juliana Silva; SIQUEIRA, Liliane Maria Ramalho de Castro. Metodologias ativas, ensino híbrido e os artefatos digitais: sala de aula em tempos de pandemia. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades, v. 3, n. 1, p. e314292, 2020. DOI: https://doi.org/10.47149/pemo.v3i1.4292.

BERGMANN, Jonathan; SAMS, Aaron. Flip Your Students' Learning. Educational Leadership, v. 70, n. 6, p. 16-20, 2013. Disponível em: http://www.ascd.org/publications/educationalleadership/mar13/vol70/num06/Flip-Your-Students'-Learning.aspx. Acesso em: 11 ago. 2021.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 10 ago. 2021.

CASTRO, Mayara Alves de; VASCONCELOS, José Gerardo; ALVES, Maria Marly. Estamos em casa! : Narrativas do cotidiano remoto da educação infantil em tempo de pandemia. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 1–17, 2020. DOI: https://doi.org/10.47149/pemo.v2i1.3716.

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE FORTALEZA. Resolução CME Nº 022/2020 - Orienta sobre a reorganização e cumprimento do Calendário Letivo do ano de 2020 no Sistema Municipal de Ensino de Fortaleza, observando as medidas de prevenção e combate ao contágio do coronavírus (COVID-19). Disponível em: http://cme.sme.fortaleza.ce.gov.br/index.php/resolucoes. Acesso em: 10 ago. 2021.

DALTRO, Mônica Ramos; FARIA, Anna Amélia. Relato de experiência: Uma narrativa científica na pós-modernidade. Estudos e Pesquisas em Psicologia, vol. 19, núm. 1, 2019, Janeiro-Abril, pp. 223-237 Universidade do Estado do Rio De Janeiro. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=451859860013. Acesso em: 28 ago. 2021.

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Informe nº1 – Pesquisa: Educação escolar em tempos de pandemia na visão de professoras/es da Educação Básica. Disponível em: https://www.fcc.org.br/fcc/educacao-pesquisa/educacao-escolar-em-tempos-de-pandemia-informe-n-1. Acesso em: 31 ago. 2021.

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Informe Nº2 – Similaridades e diferenças nas redes de ensino, sexo e cor/raça. Disponível em: https://www.fcc.org.br/fcc/%20educacao-pesquisa/educacao-escolar-em-tempos-de-pandemia-informe-n-2. Acesso em: 31 ago. 2021.

HODGES, Charles et al. The Difference between emergency remote teaching and online learning. Educause Review, 2020. Disponível em: https://er.educause.edu/articles/2020/3/the-difference-between-emergency-remote-teaching-and-online-learning#fn7. Acesso em: 11 ago. 2021.

INSTITUTO PENINSULA. Sentimento e percepção dos professores brasileiros nos diferentes estágios do Coronavírus no Brasil. Disponível em: https://institutopeninsula.org.br/wp-content/uploads/2020/05/Pulso-Covid-19_-Instituto-Peni%CC%81nsula.pdf. Acesso em: 1 set. 2021.

NIZ, Cláudia Amorim Francez; TEZANI, Thaís Cristina Rodrigues. Educação escolar durante a pandemia: quais lições aprenderemos?. Olhar de Professor, v. 24, p. 1-9, 24 abr. 2021.

OZÓRIO, Francisca Janaína Dantas Galvão. et al. Políticas públicas para o atendimento educacional especializado em Fortaleza durante a pandemia. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 3, n. 1, p. e313864, 2020. DOI: https://doi.org/10.47149/pemo.v3i1.3864.

PACHECO, José Augusto et al. Educação básica e pandemia. Um estudo sobre as perceções dos professores na realidade portuguesa. Revista Iberoamericana de Educación, v. 86, n. 1, p. 187-204, 2021.

Publicado

2021-09-11

Como Citar

ANDRADE, B. C. de .; VIDAL, E. M. . Ensino Remoto Emergencial de Língua Inglesa: relato de experiência na rede municipal de Fortaleza durante a pandemia de Covid-19. Revista de Instrumentos, Modelos e Políticas em Avaliação Educacional, [S. l.], v. 2, n. 3, p. e021019, 2021. DOI: 10.51281/impa.e021019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/impa/article/view/6799. Acesso em: 17 set. 2021.