O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova e a Educação Produtivista Atual

Autores

Palavras-chave:

Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, Educação brasileira, Produtivismo

Resumo

Diversos movimentos político-pedagógicos fizeram parte do processo de estruturação do atual sistema de ensino no Brasil, dentre eles, podemos destacar o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, que se configura como um importante acontecimento reformador. As propostas dos intelectuais que participaram da construção desse documento foram expressivamente relevantes para a implementação de novas iniciativas socioeducativas. Este trabalho objetiva discutir o processo histórico-político de engendramento desse manifesto e seus elementos problematizadores que nos ajudam a refletir sobre a educação produtivista atual. Para este constructo de cunho teórico qualitativo, foram desenvolvidos estudos bibliográficos concernentes a temática e feitos registros reflexivos sobre os pontos norteadores dessa pesquisa. Destarte, foi apreendido que a história da educação brasileira se compôs de muitos contratempos. Todavia, percebeu-se ainda que apesar dos descompassos presentes nessa trajetória as reivindicações postas por esse movimento foram fundamentais para o fortalecimento de uma educação laica, obrigatória, pública e gratuita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Leudysvania de Sousa Lima Gadelha

Mestranda em Educação e Ensino pela Universidade Estadual do Ceará (MAIE/UECE). Graduada em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM/UECE).

Ana Cristina de Moraes, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Pós-doutora em Educação (Universidade Federal do Ceará - UFC). Doutora em Educação (Universidade Estadual de Campinas-SP – UNICAMP). Mestra em Educação (UFC). Professora Adjunta da UECE. Vinculada ao PPGE e ao MAIE – UECE.

Luís Távora Furtado Ribeiro

Pós-doutor em Sociologia (École de Hautes Études en Sciences Sociales-EHESS). Doutor em Sociologia. (Universidade Federal do Ceará -UFC). Mestre em Educação (UFC). Professor titular da UFC e professor permanente do Mestrado em Educação da Universidade Estadual do Ceará.

Referências

AZEVEDO, Fernando de. Et al. Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (1932). In: AZEVEDO, Fernando de. Et al. Manifestos dos Pioneiros da Educação Nova (1932) e dos Educadores (1959). Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010. 122 p. – (Coleção Educadores).

BRANDÃO. Carlos Rodrigues. O que é método Paulo Freire. São Paulo: Brasiliense, 1981.

FREIRE, Paulo. Política e Educação: ensaios. 5. ed - São Paulo: Cortez, 2001. (Coleção Questões de Nossa Época; v.23)

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17° ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GABRIEL NETO, José Antônio. Pesquisa e pós-graduação em educação na formação de historiadores: narrativas de professores cearenses. Tese (Doutorado em Educação). ─ Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.

MORAES, Leandro Eliel Pereira de. História, sociedade e Educação no Brasil II. In: CICONE, Reinaldo Barros; MORAES, Leandro Eliel Pereira de (Org.). História da Educação. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2016.

PONCE, Aníbal. Educação e luta de classes. 18° ed. São Paulo: Cortez, 2001.

XAVIER, Libânia Nacif. O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova como divisor de águas na história da educação brasileira. In: XAVIER, Maria do Carmo (Org.) Manifesto dos Pioneiros da Educação: um legado educacional em debate. Rio de Janeiro: FGV, 2004.

Publicado

2021-07-22

Como Citar

Gadelha, M. L. de S. L. ., Moraes, A. C. de ., & Ribeiro, L. T. F. (2021). O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova e a Educação Produtivista Atual. Ensino Em Perspectivas, 2(1), 1–11. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/6176

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)