Alfabetização: possibilidades e limitações de práticas emergentes do ensino remoto

Autores

Palavras-chave:

Alfabetização, Luz do saber, Ensino remoto, Pandemia

Resumo

O objetivo deste relato é refletir sobre possibilidades e limitações de práticas emergentes do ensino remoto através do uso do material Luz do Saber na rede de ensino municipal de Fortaleza. A pesquisa de natureza qualitativa e descritiva por amostragem teve como sujeitos cinco alfabetizadoras que utilizam o Luz do Saber em suas aulas remotas. Baseamos nossas observações em pressupostos sobre alfabetização, letramento e as facetas da alfabetização trazidos por Soares (2020). Vimos que algumas escolas utilizam o material uma vez por semana, geralmente na sexta-feira atrelando-o ao gênero textual trabalhado durante a semana, explorando o conteúdo lúdico-interativo do material estruturado e do software. Outras utilizam três vezes por semana em dias alternados. Concluímos que diante das dificuldades e entraves que exigiram dos alfabetizadores outras habilidades o Luz do Saber mostrou-se como alternativa para, minimamente, dar continuidade às aulas, mantendo o vínculo com crianças em uma fase importantíssima da escolarização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elaine Vieira de Almeida

Doutoranda e mestra em Educação pela UFC, é pedagoga formada pela mesma instituição. Atualmente compõe a Célula de Formação de Professores da Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza. É membro integrante do Laboratório de Estudos da Escrita (GRAFÍ-UFC).

Eliziete Nascimento de Menezes, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Doutoranda e mestra em Educação pela UFC, especialista em Alfabetização de crianças pela UECE e Pedagoga pela UFC. Atualmente é formadora de professores na Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza - SME. Membro do grupo de estudos e pesquisas G-TERCOA- UFC/CNPq.

Referências

APPOLINARIO, Fabio. Metodologia da ciência: filosofia e prática da pesquisa. 2 ed. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília, MEC/CONSED/ UNDIME, 2018.

CEARÁ. Ministério Público do Estado do Ceará. Nota Técnica nº 0003/202 0/ CAO PIJE/MPCE. Disponível em: http://www.mpce.mp.br/wp-conte nt /u plo ad s/2020 /05/20200049-Nota-Tecnica-03.2020.CAOPIJE-Educa%C3%A7%C3%A3o-b%C3% A1sica.pdf. Acesso em 02 jun. 2020.

CEARÁ. Secretaria da Educação do Estado do Ceará. Documento Curricular Referencial do Ceará: educação infantil e ensino fundamental/Secretaria da Educação do Estado do Ceará - Fortaleza: SEDUC, 2019.

FERREIRO, Emília; TEBEROSKY, Ana. Psicogênese da Língua Escrita. Porto Alegre: artes Médicas, 1986.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Tolerância/ Paulo Freire; organização e notas Ana Maria Araújo Freire. – São Paulo: Editora UNESP, 2004.

FREITAS, A. C. S. .; ALMEIDA, N. R. O. de .; FONTENELE, I. S. . Fazer docente em tempos de ensino remoto: como isso acontece?. Ensino em Perspectivas, [S. l.], v. 2, n. 3, p. 1–11, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/ensinoem perspectivas/article/view/6068. Acesso em: 31 jul. 2021.

MENEZES, E. N. de; SOUSA FILHO, F. G. de. As novas propostas pedagógicas do software educativo “Luz do Saber Fundamental”: inovando a prática docente. In: MENEZES, Eliziete N. de; SOUSA FILHO, Francisco G. de; SALES, Selma B. (Org.). Formação, Tecnologia e Currículo - 1. ed. - Curitiba, PR: Appris, 2019.

SOARES, M. Alfabetização: a questão dos métodos. 1ed. São Paulo: Contexto, 2017.

SOARES, M. Alfaletrar: toda criança pode aprender a ler e escrever. São Paulo: Contexto, 2020.

SOARES, M. B. Novas Práticas de Leitura e Escrita: letramento na cibercultura. Educação e Sociedade, Campinas, vol. 23, n. 81, p. 143-160, dez. 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13935.pdf. Acesso em: 23 abr. 2017.

VIGOTSKY, L. S. Aprendizado e desenvolvimento. In: VIGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes; 1996.

Publicado

2021-08-02

Como Citar

Almeida, E. V. de ., & Menezes, E. N. de . (2021). Alfabetização: possibilidades e limitações de práticas emergentes do ensino remoto. Ensino Em Perspectivas, 2(3), 1–11. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/6041

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)