ALGUMAS CONSIDERAÇÕES INICIAIS SOBRE A OBRA THE GROUND OF ARTES, DE ROBERT RECORDE

Palavras-chave: The Ground of Artes, Robert Recorde, História da Matemática, Ensino

Resumo

Este trabalho faz parte de pesquisa de doutorado em história da matemática, que está em desenvolvimento e tem por objetivo apresentar alguns apontamentos realizados durante uma leitura preliminar de um tratado dedicado ao ensino de aritmética, intitulado: The Ground of Artes, publicado pela primeira vez em 1543, por Robert Recorde (1510-1558). Esse tratado, que foi revisto e ampliado diversas vezes ao longo dos séculos XVI e XVII, traz o registro dos conhecimentos aritméticos que transitaram naquela época. Em uma primeira leitura, pôde-se perceber que essa obra aborda temas relacionados à aritmética prática, voltados, principalmente, para a instrução de comerciantes. Ela trata de números e de frações, bem como das operações básicas de aritmética, porém orientadas para a realização de cálculos ordinários ligados à conversão de pesos e medidas. Por meio desse estudo preliminar, pôde-se levantar algumas hipóteses que ajudaram a definir algumas condições de contorno que deverão nortear futuras investigações sobre o contexto de elaboração desse tratado, bem como a análise contextual e epistemológica da aritmética inglesa e o seu ensino no século XVI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabelle Coelho da Silva, Universidade Estadual do Ceará

É Mestra em Ensino de Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (PGECM/IFCE). Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), com período sanduíche na Universidade de Pittsburgh. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino de Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: história da matemática, educação matemática e formação de professores. É membro do Grupo de pesquisa História e Epistemologia na Educação Matemática (HEEMa) e do Grupo de Pesquisa em Educação e História Matemática (GPEHM). Atualmente, faz parte da Diretoria da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM), regional Ceará e é doutoranda do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Fumikazu Saito, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Fumikazu Saito é Doutor e Mestre em História da Ciência pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Possui graduação em Engenharia Elétrica e é bacharel em Filosofia. Atualmente é professor do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática da PUC/SP e do Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência da PUC/SP e pesquisador junto ao Centro Simão Mathias de Estudos em História da Ciência (CESIMA-PUC/SP). Foi editor do periódico eletrônico "História da Ciência e Ensino: Construindo Interfaces" (2010-2019). Tem experiência na área de Filosofia e História da Ciência e da Matemática, História da Ciência e Ensino de Ciência e de matemática, História da Ciência da Técnica e da Tecnologia, atuando principalmente nos seguintes temas: filosofia natural, magia natural, aparatos e instrumentos científicos e matemáticos, a ideia de experimento e experiência, ciência e matemática nos séculos XVI e XVII. Foi pesquisador convidado em: History Department, Stanford University (2007 e 2010); Philosophy and Social Science Department, Università degli Studi di Siena (2007); e Programa de Maestria en Enseñanza de las Matemáticas da Pontifícia Universidad Católida del Peru (2014, 2015, 2017 e 2019).

Referências

BARON, M. E. A Note on Robert Recorde and the Dienes Blocks. The Mathematical Gazette, Leicester, v. 50, n. 374, p.363-369, 1966. Disponível em: <https://www.jstor.org/stable/3613932>. Acesso em: 06 set. 2019.

BROADBENT, T. A. A. (Ed.). The Ground of Artes. The Mathematical Gazette, Greenwich, v. 31, n. 295, p.1-2, jul. 1947. Disponível em: <https://www.jstor.org/stable/3610499>. Acesso em: 06 set. 2019.

CAJORI, F. Robert Recorde. The Mathematics Teacher, Reston, v. 15, n. 5, p.294-302, 1922. Disponível em: <https://www.jstor.org/stable/27950425>. Acesso em: 06 set. 2019.

DEBUS, A. G. El hombre y la naturaliza en el renacimiento. México: Fondo de Cultura Económica, 1978.

EASTON, J. B. The Early Editions of Robert Recorde's Ground of Artes. Isis, Chicago, v. 58, n. 4, p.515-532, 1967. Disponível em: . Acesso em: 11 nov. 2019

FAUVEL, J. Platonic rhetoric in distance learning: how Robert Record taught the home learner. For the Learning of Mathematics, Montreal, v. 9, n. 1, p.2-6, 1989. Disponível em: < http://www.jstor.org/stable/40247938>. Acesso em: 25 abr. 2019.

HOWSON, G. A history of matemathics education in England.Cambridge, London, New York: Cambridge University Press, 1982.

KARP, A.; SCHUBRING, G. Mathematics Education in Europe in Premodern Times. In: KARP, A.; SCHUBRING, G. (eds.). Handbook on the History of Matemathics Education. New York, Heidelberg, Dordrecht, London: Springer, 2014, p. 129-151.

NEAL, K. From discrete to continuous: The broadening of number concepts in Early Modern England. Dordrecht / Boston / London: Springer Science+business Media, 2002. 175 p.

RECORDE, R. The Ground of Artes. Londres: Reynold Wolff, 1552.

RECORDE, R. Records Arithmetick or, The Ground of Arts. Londres: Miles Flesher, 1648.

ROQUE, T. História da Matemática: Uma visão crítica, desfazendo mitos e lendas. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

ROSSI, P. Os filósofos e as máquinas, 1400-1700. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

ROSSI, P. O nascimento da ciência moderna na Europa. Bauru: Edusc, 2001.

SAITO, Fumikazu. História da matemática e suas (re)construções contextuais. São Paulo: Ed. Livraria da Física/SBHMat, 2015.

Publicado
2020-07-12
Como Citar
SILVA, I.; SAITO, F. ALGUMAS CONSIDERAÇÕES INICIAIS SOBRE A OBRA THE GROUND OF ARTES, DE ROBERT RECORDE. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, v. 7, n. 20, p. 312-322, 12 jul. 2020.