A iniciação à docência na formação de professores de Química: um olhar sobre o PIBID a partir de alunos bolsistas

The initiation to teaching in the formation of Chemistry teachers: a look at PIBID from scholarship students

Palavras-chave: Formação de professores, Iniciação à docência, Licenciatura em Química

Resumo

Este estudo se debruça sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) no contexto da formação de professores de Química. Ainda que não contemple todos os alunos dos cursos de licenciatura, o programa tem seu valor ao fomentar a aproximação das instituições de ensino superior às escolas de educação básica. Nesse sentido, objetivamos analisar as percepções de bolsistas de um subprojeto de Química de uma Instituição Federal de Ensino Superior, localizada no interior do Ceará, quanto às contribuições do programa para sua formação inicial. Os dados foram gerados com a aplicação de questionário semiestruturado, analisados com base na significação das respostas. São revelados os impactos do programa para a formação dos futuros professores de Química à medida em que são inseridos no espaço escolar que requer deles o desenvolvimento de habilidades para lidar com a dinâmica do trabalho docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Karisson Chagas Lima, Escola de Ensino Médio em Tempo Integral Josefa Alves Bezerra

Licenciado em Química (IFCE), especialista em Educação Profissional e Tecnológica (IFCE), professor da EEMTI Josefa Alves Bezerra (SEDUC/CE).

Francisco Nunes de Sousa Moura, Universidade Estadual do Ceará

Licenciado em Ciências Biológicas (UECE) e mestre em Educação Brasileira (UFC). Professor colaborador do projeto de extensão Crateús com Ciência: construindo cidadãos cientistas, vinculado à UECE, e membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências (GEPENCI/UFC).

Wanderson Diogo Andrade da Silva, Universidade Regional do Cariri

Licenciado em Química (IFCE), especialista em Educação, Pobreza e Desigualdade Social (UFC), mestre em Educação Brasileira (UFC). Professor do Departamento de Química Biológica da Universidade Regional do Cariri (URCA) e membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências (GEPENCI/UFC).

Referências

ANDRÉ, Marli. Políticas e programas de apoio aos professores iniciantes no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 42, n. 145, p. 112-129, 2012.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Edital nº 2/2020. Disponível em: https://capes.gov.br/images/novo_portal/editais/editais/06012019-EDITAL-2-2020-PIBID.pdf. Acesso em: 12 set. 2020.

BRASIL. Decreto n. 7.219, de 24 de junho de 2010. Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato20072010/2010/Decreto/D7219.htm#:~:text=DECRETO%20N%C2%BA%207.219%2C%20DE%2024,vista%20o%20disposto%20no%20art. Acesso em: 10 set. 2020.

BRASIL. Lei n. 12.796, de 4 de abril de 2013. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a formação dos profissionais da educação e dar outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato20112014/2013/Lei/L12796.htm#:~:text=Altera%20a%20Lei%20n%C2%BA%209.394,educa%C3%A7%C3%A3o%20e%20dar%20outras%20provid%C3%AAncias. Acesso em: 10 set. 2020.

DEMARI, Jennifer; SALGADO, Tania Denise Miskinis. A influência do PIBID/Química da UFRGS sobre o desempenho escolar de alunos de ensino médio. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 38, n. 2, p. 157-166, 2016.

GATTI, Bernardete Angelina. Os professores e suas identidades: o desvelamento da heterogeneidade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 98, p. 85-90, 1996.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 7. ed. São Paulo - SP: Atlas, 2019.

GUIMARÃES, Cleidson Carneiro. Experimentação no ensino de Química: caminhos e descaminhos ruma à aprendizagem significativa. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 198-202, ago. 2009.

MACENO, Nicole Glock; GUIMARÃES, Orliney Maciel. A inovação na área de Educação Química. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 35, n. 1, p. 48-56, 2013.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Ciência, Técnica e Arte: o desafio da pesquisa social. In: MYNAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social: Teoria, Método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2001.

MOURA, Francisco Nunes de Sousa; PAIVA, Aparecida Barbosa de; SUDÉRIO, Fabrício Bonfim. Relato de experiências exitosas em subprojetos do PIBID desenvolvidos em Crateús-CE. Educere Et Educare, Cascavel, v. 13, n. 25, p. 1-14, 2017.

NORONHA, Gessica Nunes; NORONHA, Arimate Alves; ABREU, Mariana Cristina Alves de. Relato de vivências no PIBID: aproximações da construção docente. Rev. Pemo, Fortaleza, v. 2, n. 3, p. 1-14, 2020. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3748 Acesso em: 09 set. 2020.

OLABUENAGA, José Ignacio Ruiz; ISPIZUA, María Antonia. La descodificación de la vida cotidiana: métodos de investigación cualitativa. Bilbao: Universidad de Deusto, 1989.

PAREDES, Giuliana Gionna Olivi; GUIMARÃES, Orliney Maciel. Compreensões e significados sobre o PIBID para a melhoria da formação de professores de biologia, física e química. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 34, n. 4, p. 266-277, 2012.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágios supervisionados e o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência: duas faces da mesma moeda? Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 24, e240001, p. 1-20, 2019.

ROSSI, Adriana Vitorino. O PIBID e a licenciatura em Química num contexto institucional de pesquisa Química destacada: cenário, dificuldades e perspectivas. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 35, n. 4, p. 255-263, 2013.

SANTOS, Maria Adriana Borges do; FERREIRA, Heraldo Simões; SIMÕES, Luiza Lúlia Feitosa. Saberes da docência aprendidos no PIBID: um estudo de caso com professores supervisores de Educação Física. Educação & Formação, Fortaleza, v. 1, n. 2, p. 104-120, 2016. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/103 Acesso em: 10 set. 2020.

SILVA, Fabrício Oliveira da; RIOS, Jane Adriana Vasconcelos Pacheco. Narrativas de si na iniciação à docência: o PIBID como espaço e tempo formativos. Educação & Formação, Fortaleza, v. 3, n. 8, p. 57-74, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/270 Acesso em: 10 set. 2020.

SILVA, Wanderson Diogo Andrade da; CARNEIRO, Claudia Christina Bravo e Sá. A Licenciatura em Química como espelhamento do Bacharelado e a desprofissionalização docente em pauta: um olhar sobre pesquisas de pós-graduação através do estado da questão. Debates em Educação, Maceió, v. 12, n. 28, p. 438-454, 2020.

SILVA, Wanderson Diogo Andrade da. História e memória do curso de licenciatura em Química da Universidade Federal do Ceará (1995-2019): entre concepções e identidades curriculares. 2020. 265f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.

TARDIF, Maurice; RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade, Campinas, v. 21, n. 73, p. 209-244, 2000.

Publicado
2020-10-09
Como Citar
LIMA, F. K.; MOURA, F.; SILVA, W. D. A iniciação à docência na formação de professores de Química: um olhar sobre o PIBID a partir de alunos bolsistas. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, v. 3, n. 1, p. e314046, 9 out. 2020.