Avaliação das práticas pedagógicas de professores da educação infantil no período pandêmico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.51281/impa.e021006

Palavras-chave:

Formação de professores, Educação Infantil, Práticas pedagógicas, Aulas remotas

Resumo

Considerando a necessidade de avaliar as práticas pedagógicas dos professores da educação infantil, da capital e do interior do Ceará, durante a pandemia do novo Coronavírus em suas aulas remotas, propõe-se, nesse artigo, uma reflexão acerca das novas vivências e dos desafios que foram surgindo na educação infantil durante esse período. A presente pesquisa se utilizou de uma abordagem qualitativa e foi realizada com docentes da Educação Infantil da capital e do interior do Ceará, no período de junho de 2020. Apresentou-se como resultados que a modalidade de ensino a distância, bem mais que a modalidade presencial, necessita de um trabalho coletivo comprometido e colaborativo, em relação às práticas pedagógicas das professoras da Educação infantil nesse período de pandemia é que houve uma efetiva readaptação ao novo.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lindolfo Ramalho Farias Júnior, Centro Universitário Christus

Licenciado em Letras. Professor na Rede Estadual do Ceará. Professor no Centro Universitário Christus. Doutorando em Educação no Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará (PPGE/UECE).

Hebe Mara dos Santos Vieira, Secretaria de Educação do Estado do Ceará

Licenciada em Matemática. Professora na Rede Estadual do Ceará. Especialista no ensino da Matemática.

Francisco Leustene dos Santos Vieira, Universidade Estadual do Ceará

Graduado em Comunicação Social. Secretário do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas –EaD da Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil – UAB/Capes. Especialista em Educação a Distância.

.

Referências

AUSUBEL, David Paul; NOVAK, Joseph Donald; HANESIAN, Helen. Psicologia Educacional. 2 ed. Rio de Janeiro: Interamericana, 1980.

AQUINO, Pedro Neto Oliveira de; MARTINS, Cristiane Amorim. As múltiplas linguagens na educação infantil. Educação & Formação, v. 3, n. 9, p. 36-54, 2018. DOI: https://doi.org/10.25053/redufor.v3i9.211

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/ Acesso em: 10 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CP nº5/2005 - Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia. Brasília, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/pcp05_05.pdf Acesso em: 20 set. 2020.

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei Nº 9.394/1996, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://secon.udesc.br/leis/ldb/ldb5cap2.html. Acesso em: 10 ago. 2020.

BRASIL, Resolução Nº 510, de 7 de abril de 2016. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2016/res0510_07_04_2016.htmlAcesso em: 21 dez. 2020.

BRASIL. Referenciais para a formação de professores. Secretaria de Ensino Fundamental. Brasília, 1999.

Carta aberta da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI) dirigida ao presidente do Conselho Nacional de Educação, sobre a EaD na Educação Infantil: Disponível em: http://primeirainfancia.org.br/wp-content/uploads/2020/03/Carta-Aberta-ao-CNE.pdf. Acesso em: 29 ago. 2020.

CHAVES, Edlane de Freitas. A Relação entre a formação continuada e as práticas pedagógicas na perspectiva de professores da Educação Infantil em um município do Ceará. 2015. 167 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.

CUNHA, Maria Isabel da. O bom professor e sua prática. São Paulo: Papirus, 1992.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

GOMES, Marineide de Oliveira. As identidades de educadoras de crianças pequenas: um caminho do “eu” ao “nós”. 2003. 62p. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

IMBERNÓN, Francisco. Formação Continuada de Professores. Tradução Juliana dos Santos Padilha. Porto Alegre: Artmed, 2010.

LIMA, Juliana dos Santos; SANTOS, Gilberto Lima dos. Valores, educação infantil e desenvolvimento moral: concepções dos professores. Educação & Formação, v. 3, n. 2, p. 153–170, 2018. DOI: https://doi.org/10.25053/redufor.v3i8.275

MACHADO, M. L. Educação infantil e currículo. Caxambu, 1996. (Trabalho apresentado na 19ª Reunião Anual da ANPEd).

MINAYO, Maria Cecília de Sousa. (Org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 30 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

MOTA, Maria Braga. Integração curricular: proposta de superação da fragmentação do currículo na formação do pedagogo. Currículo: diálogos possíveis. Alice Nayara dos Santos e Pedro Rogério (organizadores). Fortaleza: Edições UFC, 2013.

OLIVEIRA, Klístenes. Braga et al. Avaliação do Contexto de Ensino-Aprendizagem da Educação Física no Ensino Infantil e Fundamental I. In: VII Congresso Internacional em Avaliação Educacional – Avaliação e seus espaços: diálogos e reflexões, Fortaleza: UFC, 2017.

OLIVEIRA, Zilma Moraes Ramos de. O currículo na Educação Infantil: o que propõem as novas diretrizes Nacionais? In: BRASIL. Ministério da Educação e da Cultura, Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Básica. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2010-pdf/7153-2-1-curriculo-educacao-infantil-zilma-moraes/file Acesso em: 2 jan. 2021.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia. Pedagogia(s) da Infância: reconstruindo uma práxis de participação. In: OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia; KISHIMOTO, Tizuko Morchida; PINAZZA, Mônica Apezzato (orgs.). Pedagogias(s) da infância: dialogando com o passado: construindo o futuro. Porto Alegre: Artmed, 2007.

OSTETTO, Luciana Esmeralda. (org.). Encontros e encantamentos na educação infantil: partilhando experiências de estágios. Campinas: Papirus, 2000.

PENA, Alexandra Coelho. Formação de professores de educação infantil: memória, narrativa e intereza. Educação & Formação, Fortaleza, v. 2, n. 4, p. 72-86, 2017. DOI: https://doi.org/10.25053/edufor.v2i4.1933

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Convite à viagem. Porto Alegre, Artmed, 2000.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Publicado

2021-04-30

Como Citar

FARIAS JÚNIOR, L. R.; VIEIRA, H. M. dos S.; VIEIRA, F. L. dos S. Avaliação das práticas pedagógicas de professores da educação infantil no período pandêmico. Revista de Instrumentos, Modelos e Políticas em Avaliação Educacional, [S. l.], v. 2, n. 1, p. e021006, 2021. DOI: 10.51281/impa.e021006. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/impa/article/view/4795. Acesso em: 20 jul. 2024.