Educação do Campo: fruto de uma luta, esperança de transformação

Autores

Palavras-chave:

Luta, Educação do Campo, Educação

Resumo

Este trabalho traz uma breve discussão sobre a história da Educação do Campo no Ceará, com o propósito de reconhecer esta como fruto da luta dos trabalhadores camponeses organizados em movimentos sociais, os quais atuam como sujeitos coletivos pelo direito à terra e à educação, a partir de uma proposta de organização política e pedagógica curricular integrado às suas histórias e identidades valores e saberes empíricos da população camponesa, no intuito de se efetivar uma formação humana emancipadora e transformadora da sociedade. Tendo o estudo bibliográfico como metodologia, apresenta-se um breve histórico da Educação do Campo e as políticas que a regulamentam, sintetizando em seguida a configuração político-pedagógica das escolas do campo em assentamentos e áreas de Reforma Agrária no Ceará.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcilia Nogueira do Nascimento, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Mestra em Planejamento e Políticas Públicas/UECE, especialista em Literatura e formação do leitor/UECE, especialista em Coordenação Pedagógica/UFC, graduada em Letras/FECLESC-UECE, graduada em Letras-Espanhol/UFC e professora efetiva da Rede Estadual.

Oziel Barbosa Teixeira, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Graduando em Pedagogia da FACEDI e pesquisador do grupo de estudos de Educação do Campo do GPOSSHE (Grupo de Pesquisa em Ontologia do Ser Social, História e Emancipação).

Referências

CEARÁ. Conselho Estadual de Educação. Resolução nº 426/2008. Regulamenta a educação básica na Escola do Campo, no âmbito do Estado do Ceará. Fortaleza/CE: CEE, 2008.

CEARÁ. Secretaria de Educação. Lei 16.025, de 30 de maio de 2016. Dispõe sobre o Plano Estadual de Educação (2016/2024). Diário Oficial do Estado, Ceará, CE, 01 jun. 2016. Disponível em: www.jusbrasil.com.br. Acesso em: 21/06/2021.

BRASIL. Ministério da Educação. CNE/CEB Resolução CNE/CEB n° 01, de 3 de abril de 2002. Brasília, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. CNE/CEB Resolução CNE/CEB n° 02/2008 - Estabelece diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. MEC: Brasília - DF, 2008.

BRASIL. Ministério da Educação. CNE/CEB Resolução CNE/CEB n° 04, de 13 de julho de 2010. Brasília, 2013.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996.

FALCÃO JUNIOR, Francisco Calos. SOUSA, Antônio Ozielton de Brito. Ação Escola da terra e Movimentos Sociais: Educação do Campo para o Fortalecimento da Perspectiva da Emancipação Humana: Escola do Campo. In: FREIRE, Perla Almeida Rodrigues, PEREIRA, Karla Raphaella Costa (Orgs). Escola da Terra Ceará: Conhecimentos Formativos Para a Práxis Docente do/no Campo. São Paulo: Triunfal, 2016.p. 21-316.

MELO, Stelamaris Torres. O Campo Brasileiro: Breve Histórico e Perspectivas. In: FREIRE, Perla Almeida Rodrigues, PEREIRA, Karla Raphaella Costa (Orgs). Escola da Terra Ceará: Conhecimentos Formativos Para a Práxis Docente do/no Campo. São Paulo: Triunfal, 2016.p. 21-316.

MST. Setor de Educação/CE. Mais um passo à frente na implementação das escolas do campo de nível médio do MST. Caderno de Trabalho de Base do Setor de Educação do MST-CE nº 03. Fortaleza: Setor de Educação do MST/Ceará, Outubro/2010.

SILVA, Paulo Roberto de Sousa. Fundamentos político-Pedagógicos Para a Educação do Campo I: Escola do Campo. In: FREIRE, Perla Almeida Rodrigues; PEREIRA, Karla Raphaella Costa (Orgs). Escola da Terra Ceará: Conhecimentos Formativos Para a Práxis Docente do/no Campo. São Paulo: Triunfal, 2016. p. 21-316.

Publicado

2021-01-01

Como Citar

Nascimento, M. N. do ., & Teixeira, O. B. . (2021). Educação do Campo: fruto de uma luta, esperança de transformação. Ensino Em Perspectivas, 2(3), 1–11. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/6430