O início dos estudos geométricos de Lazare Carnot

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30938/bocehm.v9i26.8043

Palavras-chave:

Lazare Carnot, Saberes a ensinar, Saberes para ensinar, História e Epistemologia da Matemática.

Resumo

O estudo elucidado aqui, representa um fragmento de uma pesquisa que culminou no relatório de tese de doutoramento, que tinha por objetivo de analisar os fundamentos e os métodos estabelecidos por Lazare Carnot (1753-1823) em seus escritos em torno da geometria, no período entre 1800 e 1806. Na ocasião, tomamos como referência e suporte investigativo quatro publicações desse autor, priorizando as epistêmicas, a análise de conteúdo para esboçar os contributos de um ensino pautado no diálogo entre história da geometria conceitos geométricos e tecnologias da informação e comunicação. Assim, esse excerto configura-se pelo objetivo de apresentar o primeiro escrito de Lazare Carnot sobre geometria, além de mencionar aspectos relacionados a busca para a composição do enredo de pesquisa, possibilitada pelas referências utilizadas por tal personagem. Como aporte teórico fazemos o uso dos Saberes a ensinar e Saberes para ensinar, preconizadas como uma reinterpretação e a pesquisa documental direcionada à análise histórico-epistemológica. Dessa forma, as contribuições dos escritos, seja nos aspectos relativos à parte histórica, seja pelos desdobramentos advindos para seu uso, especialmente da primeira publicação, dos conceitos geométricos no ensino de matemática na Educação Básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Djnnathan da Silva Gonçalves, Instituto Federal do Rio Grande do Norte - IFRN - Campus São Paulo do Potengi

Graduado em Matemática - Licenciatura Plena (2012), Mestre em Educação (2015) (linha de pesquisa Educação Matemática e Ensino de Ciências) e Doutor em Ensino de Ciências e Matemática (2021) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Docente efetivo do Instituto Federal do Rio Grande do Norte - IFRN - Campus São Paulo do Potengi. Tenho experiência na área de Matemática e Educação Matemática, com ênfase em Metodologia de Ensino, Lógica Matemática, Cálculo Integral e Diferencial, Estatística, Matemática Financeira, História da Matemática, História da Educação Matemática e Práticas Pedagógicas para o ensino de Matemática. Atuo principalmente nos temas que envolvam a formação inicial e continuada de docentes que lecionam Matemática, bem como em temas que auxiliem na integração entre as disciplinas propedêuticas e técnicas do ensino médio integrado.

Iran Abreu Mendes, Universidade Federal do Pará - UFPA

Bolsista Produtividade em Pesquisa Nível 1C do CNPq, Possui graduação em Licenciatura em Matemática e em Licenciatura em Ciências, ambas pela Universidade Federal do Pará (1983), Especialização em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal do Pará (1995), Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1997), Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2001) e Pós-doutorado em Educação Matemática pela UNESP/Rio Claro (2008). Atualmente é professor Titular do Instituto de Educação Matemática e Científica da Universidade Federal do Pará (IEMCI), onde atua como pesquisador do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemáticas. Tem experiência no ensino de Cálculo, Geometria Analítica e Euclidiana, História da Matemática, História da Educação Matemática, Didática da Matemática e Fundamentos Epistemológicos da Matemática. Desenvolve pesquisas sobre: Epistemologia da Matemática, História da Matemática, História da Educação Matemática, História para o Ensino de Matemática, Práticas Socioculturais e Educação Matemática, Diversidade Cultural e Educação Matemática. Líder do Grupo de Pesquisa sobre Práticas Socioculturais e Educação Matemática (GPSEM/UFPA). 

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (Terceira Versão). Ministério da Educação, Brasília, DF: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf Acesso em 10/02/2021.

CARNOT, Lazare Nicolas Marguerite. Lettre du citoyen Camot au citoyen Bossut contenant quelques vues nouvelles sur la trigonométrie. In Bossut. A. C: Cours de Mathematiqués: géométrie et application de l'algébre à la géométrie. Paris, 1800.

CELLARD, André. A análise documental. In: POUPART, Jean et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis: Vozes, 2008 (Coleção Sociologia).

GODOY, Arilda Schmidt. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29, 1995.

GONÇALVES, Francisco Djnnathan da Silva. Uma análise epistemológica dos trabalhos de Lazare Carnot sobre geometria e suas potencialidades para o ensino. 2015. 221f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) – Centro de Ciências Exata e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2021.

HOFSTETTER, Rita; SCHNEUWLY, Bernard. Saberes: um tema central para as profissões do ensino e da formação. In. Saberes em (trans)formação: tema central da formação de professores. Orgs. HOFSTETTER, Rita; VALENTE, Wagner Rodrigues. 1ª Ed. São Paulo/SP: Editora Livraria da Física, 2017.

Downloads

Publicado

2022-06-01

Como Citar

GONÇALVES, F. D. da S.; MENDES, I. A. . O início dos estudos geométricos de Lazare Carnot. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S. l.], v. 9, n. 26, p. 410–426, 2022. DOI: 10.30938/bocehm.v9i26.8043. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/8043. Acesso em: 29 jun. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)