Cenas em cena: uma sequência didática para narrativas literárias contadas através do gênero textual dramático

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v.4.6793

Palavras-chave:

Ensino Médio Integrado, Literatura, Narrativa, Drama, Sequência Didática

Resumo

O presente trabalho buscou desenvolver uma ferramenta pedagógica, por meio de uma sequência didática, com a finalidade de inovar as aulas de Literatura dos 3ºs anos dos cursos Técnicos em Eletrotécnica e Informática, integrados ao Ensino Médio do IFSULDEMINAS, campus Poços de Caldas (MG). Busca-se apresentar uma alternativa aos professores e professoras de Literatura permitindo-lhes aprofundar as narrativas literárias, no intuito de despertar um maior interesse e protagonismo dos educandos, através de uma abordagem diferenciada ao (re)conhecer os gêneros: narrativo (literário) e dramático (teatral), assim como ler, escrever e (re) contar histórias, motivando-os dentro dos seus processos de construção da aprendizagem. O desenvolvimento desta proposta prática se deu com alunos dos terceiros anos dos cursos integrados em Eletrotécnica e Informática, no segundo semestre de 2020, dentro da disciplina de Língua Portuguesa e Literatura. A atividade consistiu em uma sequência didática, dividida em módulos de estudos sequenciais, adaptados para as aulas remotas (pandemia COVID-19), com representação de uma releitura Estruturalista, elaborada e planejada pelos alunos de um texto de partida (narrativo) para um texto de chegada (dramático). Todo o projeto está compilado (ao final) em outro produto educacional, uma cartilha que detalha uma prática pedagógica de inclusão literária que pretende servir de alternativa a professores que trabalham com o tema – culminância desta pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maisa Carla Melo Mendes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas

Mestra em Educação Profissional e Tecnológica (IFSULDEMINAS), Pós-Graduada em Metodologia de Ensino e Graduada em Letras e Pedagogia (licenciatura plena). 10 anos de sala de aula, lecionando Língua Portuguesa (Gramática, Redação, Interpretação, Semiótica e Projeto de Vida) na rede particular.

Isabel Ribeiro do Valle Teixeira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas

Fez Licenciatura em Ciências Biológicas na FFCLRP – USP, Mestrado e Doutorado em Ciências também na USP. Trabalha há mais de 20 anos com formação de professores, nos primeiros 10 anos, na UNIFEG e depois até a data atual, no IFSULDEMINAS.

Referências

ARAÚJO, L. F. F. de; PROGETTI, C. B.; SANTOS, R. A. do. O processo de ensino-aprendizagem: desafios em tempos de isolamento social. Rev. Pemo, Fortaleza, v. 3, n. 3, e334992,2021. Disponível em: https://doi.org/10.47149/pemo.v3i3.49921

ARISTÓTELES. A poética. Trad. Eudoro de Sousa. Porto Alegre: Globo, 1966.

BNCC. Portaria n° 1.570, publicada no D.O.U. de 21/12/2017, Seção 1, Pág. 146. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/historico/BNCC_EnsinoMedio_embaixa_site_110518.pdf

CÂNDIDO, A. Vários escritos. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2004.

CEREJA, W. R. Ensino de Literatura: uma proposta dialógica para o trabalho com Literatura. São Paulo: Atual, 2005.

CHAUÍ, M. Introdução à história da filosofia: dos pré-socráticos a Aristóteles, volume I. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

DEL PICCHIA, M. P. Máscaras: o amor de Dulcinéia. Rio de Janeiro: Ediouro, 1987.

FRANCO JUNIOR, A. Operadores de leitura da narrativa. In: BONNICI, T.; ZOLIN, L. O. (Org.). Teoria literária: abordagens históricas e tendências contemporâneas. 3. ed. Maringá, PR: UEM, 2009.

FRIEDMAN, N. Point of view in fiction. In: STEVICK, P., org. The Theory of the Novel. 1967. Revista USP, São Paulo, nº 53, p. 166-182, 2002.

FRIGOTTO, G.; ARAUJO, R. M.L. Práticas Pedagógicas e ensino integrado. Revista Educação em Questão Natal: UFRN, v. 52, n.38, p. 61-80, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/download/7956/5723

GENETTE, G. Discurso da Narrativa. Trad. Fernando Cabral Martins. Lisboa: Arcádia, 1979.

JAKOBSON, R. Linguística e Comunicação. 19ª ed. Trad. Izidoro Blikstein e José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 2003.

LISPECTOR, C. Laços de família. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

MOROCHO GAYO, G. (Org.). Estudios de drama e retórica en la Grecia y Roma. León: Universidad de León, Servicio de Publicaciones, 1987.

PARANÁ. Diretrizes curriculares da educação básica / língua portuguesa. Curitiba: SEED, 2008.

SCHIAVINATO, D. G. Orator de Cícero: Tradução e Estudo de Fragmentos de uma Poética Clássica. Dissertação. Mestrado em Estudos Lieterários. Unesp, Araraquara, SP. 2013. Disponível em https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/115922/000810206.pdf;jsessionid=DCCC6F398F341798A5FDEA682C12B386?sequence=1.

SANFELICI, A. de M.; SILVA, F. L. da. Os adolescentes e a leitura literária por opção. Educar em Revista [online], 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0104-4060.38946.

SANTOS, R. A. dos. Cartografando a construção do atual perfil de leitor de textos literários egresso das aulas de língua portuguesa do ensino médio. Revista Brasileira de Educação [online]., v. 22, n 90, p. 1413-2478, 2017.

SILVA, J. M. da. O Ensino da Literatura através de outras linguagens. Revista dia a dia educação [online] 2014, p.17. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2014/2014_uepg_port_artigo_joseane_maria_da_silva.pdf

STAIGER, E. Conceitos Fundamentais de Poética. Trad. Celeste Aída Galeão: Rio de Janeiro: Templo Brasileiro, 1977.

ZABALA, A. A Prática Educativa: como Ensinar. Trad. Ernani. F. da F. Rosa. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Publicado

2022-01-08

Como Citar

MENDES, M. C. M.; TEIXEIRA, I. R. do V. Cenas em cena: uma sequência didática para narrativas literárias contadas através do gênero textual dramático. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 4, p. e46793, 2022. DOI: 10.47149/pemo.v.4.6793. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/6793. Acesso em: 17 maio. 2022.