A importância da escola para crianças em contexto familiar monoparental

Autores

Palavras-chave:

Escola, Família Monoparental, Desenvolvimento Infantil

Resumo

A escola e a família apresentam-se como duas instituições fundamentais na trajetória de vida da criança. A primeira como um espaço no qual se dão várias experiências sociais, a segunda a nível interno como lugar privilegiado de acolhimento e proteção psicossocial dos seus membros, e de nível externo, como a acomodação a uma cultura e sua transmissão. O presente trabalho tem como objetivo central analisar o papel da escola e da família no desenvolvimento da criança, em seus aspectos cognitivos, afetivos e sociais. E desse modo identificar a influência da composição familiar monoparental sobre o desenvolvimento infantil. A partir de vivências realizadas com uma turma de 20 (vinte) alunos, em uma Escola Pública da Rede Municipal de Ensino de Quixadá. O relato apresentado conclui que 80% (oitenta por cento) dos alunos, são oriundos de famílias monoparentais ou famílias reconstituídas e que as políticas públicas precisam direcionar cada vez mais o olhar para esse público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mônica Cavalcante de Freitas, Escola de Ensino Fundmaental Terra dos Monólitos

Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela Faculdade da Aldeia de Carapicuíba (FALC).

Bruno Miranda Freitas, Universidade Federal do Ceará

Graduação em Ciências da Natureza e Matemática com Habilitação em Biologia pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB). Mestre em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

Gustavo Freitas Cavalcante, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE - Campus Quixadá

Licenciando em Geografia pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE - Campus Quixadá, Bolsista do Programa de Residência Pedagógica da instituição.

Referências

ALARCÃO, Madalena. (Des) equilíbrios familiares – Uma visão sistémica. Coimbra: Quarteto. 2006.

BRASIL. Presidência da República Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm Acesso em 10/10/2020.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em: http:// basenacionalcomum.mec.gov.br. Acesso em: 04/08/2020.

FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GADOTTI, Moacir. Boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido. Novo Hamburgo: Feevale, 2003.

LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. – Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2017.

LOBO, Paulo. Luiz. Neto. A repersonalização das relações de família. Terezina, 2004.

PARO, Vitor Henrique. Gestão da escola pública: a participação da comunidade. Revista de estudos pedagógicos, 1992.

PAROLIM, Isabel. As dificuldades de aprendizagem e as relações familiares. Fortaleza, 2003.

REGO, Teresa. Cristina. Memórias de escola: Cultura escolar e constituição de singularidades. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

Publicado

2021-01-01

Como Citar

Freitas, M. C. de, Freitas, B. M., & Cavalcante, G. F. (2021). A importância da escola para crianças em contexto familiar monoparental. Ensino Em Perspectivas, 2(1), 1–13. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/4536

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)