Produção científica sobre história em quadrinhos na Scielo (1997-2020): o que dizem as pesquisas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v.4.6763

Palavras-chave:

Histórias em quadrinhos, Ensino, Educação, Scielo

Resumo

A história em quadrinhos é uma linguagem que pode proporcionar aos educadores e educandos um recurso didático e pedagógico importante para auxiliá-los no desenvolvimento de práticas pedagógicas em sala de aula, enriquecendo a aprendizagem. A partir de uma pesquisa de abordagem qualitativa e de levantamento bibliográfico, realizada na Scielo Brasil, objetivou-se investigar o que diz a produção acadêmica a respeito das histórias em quadrinhos indexadas nessa base, no período compreendido entre 1997 a 2020. Foram encontrados 9 artigos científicos sobre as histórias em quadrinhos. Desse total, 2 trabalhos discutem aspectos relacionados à realidade; 4 se referem especificamente às metodologias de ensino, e 3 estão relacionados ao mercado editorial. A pesquisa identificou também que as principais contribuições das HQs analisadas dizem respeito aos benefícios dessa linguagem como recurso didático-pedagógico ou metodologia de ensino na educação, independente do nível de ensino (educação básica ou ensino superior) e da área de conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Costa Brito Moraes, Universidade Federal do Tocantins

Graduanda em Educação do Campo com habilitação em Artes e Música da Universidade Federal do Tocantins, campus de Tocantinópolis. Pesquisadora da Universidade Federal do Tocantins.

Gustavo Cunha de Araújo, Universidade Federal do Tocantins

Doutor em Educação pela UNESP. Mestre em Educação pela UFMT. Graduado em Educação Artística (Artes Visuais) pela UFU. Professor da Universidade Federal do Tocantins. Docente vinculado ao Mestrado Profissional em Educação (PPPGE/UFT) e ao Mestrado Profissional em Artes (IARTE/UFU).

Referências

ALBUQUERQUE, F.; AGUIRRE, F. Z. S.; OLIVEIRA, L. S. Histórias em quadrinhos e os super-heróis ganhando espaço nas salas de aula. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. S. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018, p. 75-78.

ARANTES, T. T. As histórias em quadrinhos no ensino de literatura: uma proposta para a sala de aula. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. S. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018, p. 24-28.

ARAÚJO, G. C.; COSTA, M. A.; COSTA, E. B. As histórias em quadrinhos na educação: Possibilidades de um recurso didático- pedagógico. Revista A Margem, Uberlândia, n. 2, jul./dez. p. 26-36, 2008.

ARAÚJO, G. C. Dialogando com a linguagem Visual das Histórias em quadrinhos em sala de aula. Revista de Letras Norte@mentos, Sinop, v. 6, n. 12, p. 303-317, 2013.

BATISTA, P. C. S. et al. As relações contratuais das indústrias criativas: o caso dos quadrinhos no Ceará. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, p. 377-393, 2011. https://doi.org/10.1590/S1679-39512011000200009

BARBOZA, L. E. M. et al. Os conceitos de Florence Nightingale em tempos de pandemia da COVID-19 retratados em história em quadrinhos: relato de experiência. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 24, ne20200200, 2020. https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2020-0200

BARBOSA, V. L. Modalidades da linguagem: interfaces entre as obras literárias e as particularidades das histórias em quadrinhos. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. S. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018, p. 19-22.

BETTIO, F. D. R.; LOPES, J. C. C.; MARINHO, L. G. C. A leitura e a imaginação através da história em quadrinhos. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. S. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018, p. 43-46.

CARDOSO, A. C. A. A sombra do mundo: excesso e aprisionamento em Diomedes: a trilogia do acidente, de Lourenço Mutarelli. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 46, p. 257-277, 2015. https://doi.org/10.1590/2316-40184614

ERICKSON, F. Qualitative methods in research on teaching. Michigan: The Institute for Research on Teaching, 1985.

EISNER, W. Narrativas gráficas. São Paulo: Devir, 2005.

EISNER, W. Quadrinhos e arte sequencial. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

GERHARDT, T. A.; SILVEIRA, D. T. Métodos de Pesquisa. ed. [S. l.: s. n.], 2009.

KAWAMOTO, E. M.; CAMPOS, L. M. L. Histórias em quadrinhos como recurso didático para o ensino do corpo humano em anos iniciais do Ensino Fundamental. Ciência & Educação (Bauru), Bauru, v. 20, n. 1, p. 147-158, 2014. https://doi.org/10.1590/1516-731320140010009

LIMA, L. S.; FLORES, J. A. V.; AZEVEDO, C. T. O ensino da arte e as histórias em quadrinhos (HQ): A arte Sequencial e o desenvolvimento gráfico. Revista Palíndromo, Florianópolis, p. 1-18, ago./dez. 2015.

MEZA, E.; FERREIRA, J. S. F. P.; LUZ, S. M. A. A contribuição do gênero história em quadrinhos para o desenvolvimento da cidadania. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. S. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018, p. 104-107.

NETO, M. G. O. Entre o grotesco e o risível: o lugar da mulher negra na história em quadrinhos no Brasil. Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, n. 16, p. 65-85, 2015. https://doi.org/10.1590/0103-335220151604

OKAMA, C. A; GALVÃO, G. D.; GÓES, H. M. Projetos escolares: uma poderosa ferramenta de ensino. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. S. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018, p. 150-153.

RAMOS, P. A leitura dos Quadrinhos. 2. Ed. São Paulo: Contexto, 2016.

RAMOS, P.; RAMA, A.; VERGUEIRO, W.; VILELA, T. (Orgs.). Como Usar as histórias em quadrinhos na sala se aula. 4 Ed. São Paulo: Contexto, 2016.

SÁ, C. C.; VERGUEIRO, W. As histórias em quadrinhos e seus suportes: do papel ao ambiente virtual. 9° Arte, São Paulo, v. 4, n. 2, jul./dez. 2015.

SANTOS, L. D. C. C. D.; FERREIRA. T. D. J. Produção de histórias em quadrinhos com as temáticas saúde, vida e solidariedade. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. S. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018, p. 126-129.

SANTOS, R. E. A história em quadrinhos na Sala de Aula. Revista Intercom, São Paulo, p. 1-13, 2003.

SANTOS, R. E.; VERGUEIRO, W. Histórias em quadrinhos no processo de

aprendizado: da teoria à prática. EccoS, São Paulo, n. 27, p. 81-95, jan./abr. 2012. https://doi.org/10.5585/eccos.n27.3498

SANTOS, R. E.; CORREA, V. W. Quadrinhos nacionais no ciberespaço: uma análise de Combo Ranger nos âmbitos digital e impresso. Galáxia (São Paulo), São Paulo, v. 14, n. 27, p. 107-119, 2014. https://doi.org/10.1590/1982-25542014116091

SANTOS, M. O.; GANZAROLLI, M. E. Histórias em quadrinhos: formando leitores. Transinformação, Campinas, v. 23, n. 1, p. 63-75, abr. 2011. https://doi.org/10.1590/S0103-37862011000100006

SHIMAZAKI, E. M. et al. O Trabalho com o Gênero Textual História em Quadrinhos com Alunos que Possuem Deficiência Intelectual. Revista Brasileira de Educação Especial, Bauru, v. 24, n. 1, p. 121-142, 2018. https://doi.org/10.1590/s1413-65382418000100010

SILVA, A. B.; SANTOS, G. T.; BISPO, A. C. K. A. The comics as teaching strategy in learning of students in an undergraduate management program. RAM. Revista de Administração Mackenzie, São Paulo, v. 18, n. 1, p. 40-65, 2017. https://doi.org/10.1590/1678-69712017/administracao.v18n1p40-65

SILVA, D. V. N. A leitura e os quadrinhos. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018a, p. 37-41.

SILVA, M. C. Histórias em quadrinhos e ensino de Língua Portuguesa. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. S. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018b, p. 14-17.

SILVEIRA, D. T.; CÓRDOVA, F. P. Métodos de Pesquisa. ed. [S. l.: s. n.], 2009.

SOUZA, D. T. F. D.; PAEL, M. G.; BIANCHI, S. W. Art Pop, Língua Inglesa e tecnologia no universo do super-herói. In: GALVÃO, G. D.; GOMES, N. S.; MOURA, S. M. E. S. (Orgs.). #Somos Todos Super-Heróis. Campo Grande: Colégio Alexander Fleming, 2018, p. 172-176.

VERGUEIRO, W. A linguagem dos quadrinhos: uma alfabetização necessária. In: RAMOS, P.; RAMA, A.; VERGUEIRO, W.; VILELA, T. (Orgs.). Como Usar as histórias em quadrinhos na sala se aula. 4 Ed. São Paulo: Contexto, 2016, p. 31-64.

ZOCAL, B. Culturas legítimas: la traducción de historietas latino americanas en Brasil. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, v. 57, n. 1, p. 245-264, 2018. https://doi.org/10.1590/010318138651707357271

Publicado

2022-01-04

Como Citar

MORAES, R. C. B. .; ARAÚJO, G. C. de. Produção científica sobre história em quadrinhos na Scielo (1997-2020): o que dizem as pesquisas. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 4, p. e46763, 2022. DOI: 10.47149/pemo.v.4.6763. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/6763. Acesso em: 16 maio. 2022.