Possibilidades da educação em tempos de Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v3i3.5198

Palavras-chave:

Ensino a Distância, Ensino Remoto, Ensino Híbrido, Tecnologias Digitais

Resumo

Este trabalho aborda as temáticas do ensino a distância, do ensino remoto e do ensino híbrido, aliados aos recursos das tecnologias digitais. Nosso objetivo foi discutir as alternativas educacionais adotadas pelos governos para minimizar os impactos/prejuízos educacionais provocados pela suspensão de aulas presenciais, no período de isolamento social ocorrido durante a pandemia do novo coronavírus – Covid-19. Acreditamos que a presença física de alunos e professores, em sala de aula, é imprescindível para o processo de ensino-aprendizagem e, portanto, o ensino não presencial deve ser uma opção apenas em contextos específicos e, de maneira excepcional, como neste momento de pandemia por que passa o Brasil e o mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josué Cordovil Medeiros, Instituto Federal do Amazonas

Doutorando em Educação na Amazônia, Mestre em Letras pela UFAM, Especialista em Redação e Oratória pela Faculdade de Educação de São Luís (SP), Especialista em Gestão Escolar pela UEA, Licenciado em Letras pela UFAM, Bacharel em Ciência Política pela UEA, Professor no Instituto Federal de Educação do Amazonas.

Referências

ARRUDA, Juliana Silva; SIQUEIRA, Liliane Maria Ramalho de Castro. Metodologias Ativas, Ensino Híbrido e os Artefatos Digitais: sala de aula em tempos de pandemia. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades-Rev. Pemo, v. 3, n. 1, p. e314292-e314292, 2021. Disponível em: <https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/4292>. Acesso em: 08 de abr. de 2021.

BACICH, Lilian. Ensino Híbrido: Proposta de formação de professores para uso integrado das tecnologias digitais nas ações de ensino e aprendizagem. In: Anais do Workshop de Informática na escola. 2016. p. 679. Disponível em: https://www.br-ie.org/pub/index.php/wie/article/viewFile/6875/4753. Acesso em: 20 de out. de 2020.

BACICH, Lilian; MORAN, José. Aprender e ensinar com foco na educação híbrida. Revista Pátio, v. 17, n. 25, p. 45-47, 2015. Disponível em: http://www.grupoa.com.br/revistapatio/artigo/11551/aprender-e-ensinar-com-foco-na-educacao-hibrida.aspx. Acesso em: 17 de out. de 2020.

BEHAR, Patricia Alejandra (Org.). Modelos pedagógicos em educação a distância. Porto Alegre: Artmed, 2009.

BELLONI, Maria Luiza. Ensaio sobre a educação a distância no Brasil. Educação & sociedade, v. 23, n. 78, p. 117-142, 2002. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/es/v23n78/a08v2378.pdf>. Acesso em: 02 de nov. de 2020.

BEZERRA, Narjara Peixoto Xavier; VELOSO, Antonia Pereira; RIBEIRO, Emerson. Ressignificando a prática docente: experiências em tempos de pandemia: Redefining teaching practice: experiences in times of pandemic. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades-Rev. Pemo, v. 3, n. 2, p. 323917-323917, 2021. Disponível em: < https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3917 >. Acesso em: 08 de abr. de 2021.

BRASIL. Presidência da República. Decreto Nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm#art24>: Acesso em: 20 de out. de 2020.

BRASIL. Presidência da República. Medida Provisória Nº 934, de 1º de abril de 2020. Estabelece normas excepcionais sobre o ano letivo da educação básica e do ensino superior decorrentes das medidas para enfrentamento da situação de emergência de saúde pública de que trata a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020. Disponível em: <https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/medida-provisoria-n-934-de-1-de-abril-de-2020-250710591. Acesso: 08 de abr. de 2021.

CASTRO, Eder Alonso et al. ENSINO HÍBRIDO: DESAFIO DA CONTEMPORANEIDADE? Projeção e docência, v. 6, n. 2, p. 47-58, 2015. Disponível em: https://scholar.google.com.br/scholar?hl=pt-BR&as_sdt=0%2C5&q=ENSINO+H%C3%8DBRIDO%3A+DESAFIO+DA+CONTEMPORANEIDADE%3F+Eder+Alonso+Castro&btnG=. Acesso em: 19 de out. de 2020.

CRESWELL, John W. Projeto de Pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Tradução de Magda Lopes. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

FONTANA, Felipe. Técnicas de Pesquisa. In: MAZUCATO, Thiago (Org.). Metodologia da Pesquisa e do Trabalho Científico. 1. ed. Penápolis-SP: FUNEPE, 2018.

FREIRE, Paulo. Educação e Mudança. 36. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

FREITAS, Josivânia; CARVALHO, Ana Beatriz Gomes. Estilos de aprendizagem e educação a distância: uma análise das contribuições na prática docente no processo de ensino e aprendizagem dos nativos digitais. Anais do V Simpósio Nacional ABCiber. UDESC/UFSC, 2011. Disponível em:< http://abciber.org.br/simposio2011/anais/Trabalhos/artigos/Eixo%201/8.E1/225-349-1-RV.pdf>. Acesso em: 28 de out. de 2020.

GALVÃO, Leandro; FERNANDES, David; GADELHA, Bruno. Juiz online como ferramenta de apoio a uma metodologia de ensino híbrido em programação. In: Brazilian Symposium on Computers in Education (Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE). 2016. p. 140.

GARCIA, Tânia Cristina Meira et al. Ensino remoto emergencial: proposta de design para organização de aulas. 2020. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/29767/1/ENSINO%20REMOTO%20EMERGENCIAL_proposta_de_design_organizacao_aulas.pdf. Acesso em: 30 de out. de 2020.

GATTI, Bernardete A. Formação de professores: condições e problemas atuais. Revista internacional de formação de professores, v. 1, n. 2, p. 161-171, 2016. Disponível em: < https://periodicos.itp.ifsp.edu.br/index.php/RIFP/article/view/347>. Acesso em: 30 de nov. de 2020.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas S.A, 2002.

________. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6. ed. São Paulo: Atlas S.A, 2008.

GOMES, Vânia Thais Silva et al. A Pandemia da Covid-19: Repercussões do Ensino Remoto na Formação Médica. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 44, n. 4, 2020.Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022020000400602&tlng=pt>. Acesso em: 05 de nov. de 2020.

MORAES, Humberto Luiz Barros et al. De Ensino Presencial para o Remoto Emergencial: adaptações, desafios e impactos na pós-graduação. Interfaces Científicas-Educação, v. 10, n. 1, p. 180-193, 2020. Disponível em: < https://periodicos.set.edu.br/educacao/article/view/9271>. Acesso em: 27 de out. de 2020.

MORAN, José Manuel. Novas tecnologias e o reencantamento do mundo. Tecnologia educacional, v. 23, n. 126, p. 24-26, 1995. Disponível em: <http://www.eca.usp.br/prof/moran/novtec.htm>. Acesso em: 15 de out. de 2020.

NASCIMENTO, Francisca Georgiana M do; ROSA, José Victor Acioli da. Princípio da sala de aula invertida: uma ferramenta para o ensino de química em tempos de pandemia. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 6, p. 38513-38525, 2020. Disponível em: http://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/11816>. Acesso em: 15 de out. de 2020.

NUNES, Ivônio Barros. Noções de educação a distância. Revista educação à distância, v. 4, n. 5, p. 7-25, 1993. Disponível em: < https://d1wqtxts1xzle7.cloudfront.net/3698130/nocoesead.pdf?response-content-disposition=inline%3B+filename%3DNocoes_de_educacao_a_distancia.pdf>. Acesso em: 20 de nov. de 2020.

OLIVEIRA, Cláudio de. TIC’S na educação: a utilização das tecnologias da informação e comunicação na aprendizagem do aluno. Pedagogia em Ação, v. 7, n. 1, 2015. Disponível em: < https://scholar.google.com.br/scholar?hl=pt-BR&as_sdt=0%2C5&q=OLIVEIRA. Acesso em: 22 de nov. de 2020.

PRETI, Oreste. Educação a distância: fundamentos e políticas. Cuiabá: EdUFMT, 2009.

RIOS, Miriam Benites; BRANCO, Lilian Soares Alves; HABOWSKI, Adilson Cristiano. Diretrizes e formação de professores: interlocuções com as tecnologias. In: HABOWSKI Adilson Cristiano; CONTE, Elaine. As Tecnologias na Educação: (re) pensando seus sentidos tecnopoiéticos. São Paulo: Pimenta Cultural, 2019.

SAVIANI, Dermeval; GALVÃO, Ana Carolina. Educação na pandemia: a falácia do “ensino” remoto. In: Universidade e Sociedade / Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - Brasília: Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior. Ano XXXI - No 67 - janeiro de 2021.

SCHIEHL, Edson Pedro; KEMCZINSKI, Avanilde; GASPARINI, Isabela. As perspectivas de avaliar o estudante no ensino híbrido. RENOTE-Revista Novas Tecnologias na Educação, v. 15, n. 2, 2017. Disponível em: < https://www.seer.ufrgs.br/renote/article/viewFile/79280/46206>. Acesso em: 17 de out. de 2020.

SILVA, Edsom Rogério. O Ensino Híbrido no Contexto das Escolas Públicas Brasileiras: Contribuições e Desafios. Porto das Letras, v. 3, n. 1, p. 151-164, 2017. Disponível em: <https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/portodasletras/article/view/4877>Acesso em: 15 de out. de 2020.

Publicado

2021-06-19

Como Citar

MEDEIROS, J. C. Possibilidades da educação em tempos de Covid-19. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 3, n. 3, p. e335198, 2021. DOI: 10.47149/pemo.v3i3.5198. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5198. Acesso em: 18 out. 2021.