Saberes da docência

leitura crítica, emancipação humana e profissional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v3i1.4290

Palavras-chave:

Saberes da docência, Ensino, Ato de ler, Formação Profissional

Resumo

O presente artigo compreende a obra “A importância do ato de ler: em três artigos que se completam” de Paulo Freire (2011) analisando os construtos teóricos do autor e suas principais contribuições para formação de professores, evidenciando os saberes necessários à docência e os desafios do trabalho docente. Esse estudo desenvolve-se com base nas orientações da pesquisa bibliográfica, com técnicas de leituras sistematizadas. Como resultados preliminares tem-se a compreensão de que o docente necessita, alicerçar-se em três pilares da formação: o ensino, pesquisa e extensão, que envolvem o avaliar, intervir e fundamenta-se nos saberes epistemológicos da docência. A prática de ensino configura-se em sua complexidade, muito distante da premissa de ensinar, enquanto “dom” ou com bases na asserção contemporânea do “notório saber da docência”. Freire (2011) contribui substancialmente no entendimento dos saberes da docência, à medida que enxerga a importância da leitura crítica como instrumento de emancipação humana e profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leticia Oliveira de Souza, Universidade Estadual do Piauí

Acadêmica do curso de Licenciatura Plena em Pedagogia da Universidade Estadual do Piauí. Compõem o Programa Institucional de Iniciação à Docência – PIBIC.

Katyanna de Brito Anselmo, Universidade Estadual do Piauí

Professora Mestre em Educação da Universidade Estadual do Piauí – UESPI, Campus Professor Possidônio Queiroz, Oeiras –PI. Desenvolvendo trabalho docente no curso de Licenciatura Plena em Pedagogia e Licenciatura Plena em História, com pesquisas na área da formação docente.

Referências

FREIRE, Paulo. Importância do ato de ler: três artigos que se completam. Ed. 51ª. São Paulo: Cortez, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. – São Paulo: Paz e Terra, 2019.

GAUTHIER, Clermont; MARTINEAU, Stéphane; DESBIENS, Jean François. Por umaTeoria da Pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Unijuí, 2006.

GENTILI, Pablo; ALENCAR, Francisco. Educar para a esperança em tempo de desencanto. Petrópolis: Vozes, 2001

LANDERO, R. Proposta didática para a promoção da escrita criativa em sala de aula do Ensino Fundamental. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, v. 3, n. 1, p. e314048, 13 out. 2020.

LANGHI, Rodolfo, NARDI, Roberto. Ensino da astronomia no Brasil: educação formal, informal, não formal e divulgação científica. Rev. Bras. Ensino Fís. 2009.

LIMA, T. C. S; MIOTO, R. C. T. Procedimentos metodológicos na construção do

conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Revista Katál. Florianópolis. v.10 n. esp. p. 37 – 45 2007.

SALVADOR, A. D. Métodos e técnicas de pesquisa bibliográfica. Porto Alegre: Sulina, 1986.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-crítica: Primeiras aproximações. 9. ed. 2001.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Vozes, Petrópolis: 2002.

VYGOTSKY, L. S. A Formação Social da Mente. São Paulo, Martins Fontes, 1988.

Publicado

2020-12-01

Como Citar

SOUZA, L. O. de; ANSELMO, K. de B. Saberes da docência: leitura crítica, emancipação humana e profissional. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 3, n. 1, p. e314290, 2020. DOI: 10.47149/pemo.v3i1.4290. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/4290. Acesso em: 26 set. 2022.