Práticas inovadoras em educação: cultura pop e possibilidades didáticas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v6.e12554

Palavras-chave:

Saberes docentes, Mídias e Educação, Cultura Pop, Educomunicação

Resumo

O objetivo deste artigo é descrever e analisar um conjunto de práticas didáticas realizadas por docentes do ensino superior, a partir do estudo de caso de uma faculdade pública de São Paulo. Os principais conceitos teóricos envolvem saberes docentes (Tardif, 2014), mídias e educação (Orozco-Gómez, 1997) e pedagogias da cultura pop (Maudlin e Sandlin, 2015). Partimos do pressuposto de que docentes utilizam conteúdos da cultura pop com o objetivo de facilitar o processo de ensino-aprendizagem. A metodologia teve caráter exploratório e qualitativo, com aplicação de questionário e grupo focal junto a professores de diferentes cursos de uma instituição de ensino superior tecnológico, com objetivo de entender se e/ou como conteúdos de cultura pop são utilizados em sala de aula. Os resultados indicaram diversas possibilidades didáticas, incluindo o uso de jogos como RPG, filmes, séries e músicas. No entanto, também foram apontadas dificuldades ao nível do planejamento e da aceitação de certos conteúdos pelo corpo discente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Castilho Santana, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza

Professora do Programa de Pós-graduação em Educação Profissional do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS). Doutora e mestre pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC/Portugal). Pós-doc pela Universidade de São Paulo.

Clarice Greco Alves, Universidade Paulista

Professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação na Universidade Paulista (UNIP). Doutora e mestre pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Referências

ABREU, Martha. Cultura popular, um conceito e várias histórias. In: ABREU, Martha; SOIHET, Rachel. (Orgs.). Ensino de história, conceitos, temáticas e metodologias. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003. p. 83-102.

ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez Editora, 2022.

BOOTH, Paul. Digital fandom: new media studies. Nova Iorque: Peter Lang, 2010.

BORGES, Cecília; TARDIF, Maurice. Apresentação do Dossiê: Os saberes dos docentes e sua formação. Educação & Sociedade, São Paulo, v. 22, n. 74, p. 11-26, 2001. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0101-73302001000100002. Acesso em: Dez 2023.

CARDOSO, Aliana. Professores? Sim! Os saberes docentes e os professores da Educação Profissional [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de Pelotas, 2012. Disponível em: https://bit.ly/3S1GrHK. Acesso em: 12 jan. 2024.

CASTILHO, Fernanda. Teletube: TV transmídia, ficção e fãs online. Curitiba: Appris, 2019.

CITELLI, Adilson. Comunicação e educação: Implicações contemporâneas. Comunicação & Educação, São Paulo, v. 15, n. 2, p. 13-27, 2010. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v15i2p13-27. Acesso em: 20 dez. 2023.

CORDÃO, Francisco; MORAES, Francisco. Educação profissional no Brasil: Síntese histórica e perspectivas. São Paulo: Senac, 2020.

DIAL-DRIVER, Emily.; EMMONS, Sally.; FORD, Jim. (Orgs.). Fantasy media in the classroom: Essays on teaching with film, television, literature, graphic novels, and video games. Jefferson: McFarland, 2014.

FISKE, John. The Cultural Economy of Fandom. In: LEWIS, Lisa A. The Adoring Audience: Fan Culture and Popular Media. Londres: Routledge, 1992.

GATTI, Bernadete Angelina. Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. São Paulo: Líber, 2005.

GRECO, Clarice. Qualidade na TV: telenovela, crítica e público. São Paulo: Atlas, 2019.

HILLS, Matt. Fan cultures. Londres: Routledge, 2002.

JANAK, Edward; BLUM, Denise. (Orgs.). The pedagogy of pop: Theoretical and practical strategies for success. Lanham: Lexington Books, 2023.

JANOTTI, Jeder Jr. Cultura pop: entre o popular e a distinção. In: SÁ, Simone de; CARREIRO, Rodrigo; FERRARAZ, Rogério (Orgs.). Cultura pop. Salvador: Edufba; Compós, 2015. p. 45-56.

JENKINS, Henry. Fans, bloggers, and gamers: Exploring participatory culture. Nova Iorque: New York University Press, 2006.

JUBAS, Kaela; TABER, Nancy; BROWN, Tony (Eds.). Popular culture as pedagogy: Research in the field of adult education. Nova Iorque: Springer, 2015.

LIVINGSTONE, Sonia. What is media literacy?. Intermedia, 2004, v.32,n.3, p. 18-20.

LOPES, Maria Immacolata Vassallo; GRECO, Clarice; CASTILHO, Fernanda; LEMOS, Lemos; PEREIRA, Tissiana; LIMA, Mariana; ORTEGA, Daniela. Sujeito acadêmico e seu objeto de afeto: aca-fãs de ficção televisiva no Brasil. In: LOPES, Maria Immacolata Vassallo (org.). Por uma teoria de fãs da ficção televisiva brasileira II: práticas de fãs no ambiente da cultura participativa. Porto Alegre: Sulina, 2017. p.367-404.

LOPES, Maria Immacolata Vassallo. Telenovela como recurso comunicativo. MATRIZes, 2009, v.3,n.1, p.21-47.

MAHIRI, Jabari. Pop culture pedagogy and the end(s) of school. Journal of Adolescent & Adult Literacy, v. 44, n. 4, p. 382, 2000. Disponível em: link.gale.com/apps/doc/A68546715/AONE?u=anon~9655a812&sid=googleScholar&xid=77095212. Acesso em: 22.03.2024.

MANFREDI, Silvia Maria. Educação profissional no Brasil: atores e cenários ao longo da história. Jundiaí: Paco Editorial, 2017.

MAUDLIN, Jennifer; SANDLIN, Jullie. Pop culture pedagogies: Process and praxis. Educational Studies, v. 51, n. 5, p. 368-384, 2015.

MORÁN, José Manuel. O vídeo na sala de aula. Comunicação & Educação, v.2, p. 27-35, 1995. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v0i2p27-35. Acesso em: 30 de dez de 2023.

NUNES, Célia Maria Fernandes. Saberes docentes e formação de professores: um breve panorama da pesquisa brasileira. Educação e Sociedade, São Paulo, v. 22, n. 74, p. 27-42, abr. 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v22n74/a03v2274.pdf. Acesso em: Out 2023.

OROZCO-GÓMEZ, Guillermo. Professores e meios de comunicação: Desafios, estereótipos. Comunicação & Educação, São Paulo, n. 10, p. 57-68, 1997. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v0i10p57-68. Acesso em: Jan 2024.

PETEROSSI, Helena; MENINO, Sérgio. A formação do formador. São Paulo: Ed. Centro Paula Souza, 2017.

PIMENTA, Selma. Saberes pedagógicos e atividade docente. In: CAMPOS, E. N. (Ed.). Saberes da docência. São Paulo: Cortez, 2008.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poíesis -Volume 3, Números 3 e 4, pp.5-24, 2005/2006

PUENTES, Roberto Valdés; AQUINO, Orlando Fernández; QUILLICI NETO, Armindo. Profissionalização dos professores: conhecimentos, saberes e competências necessários à docência. Educar em Revista, v. 34, p. 169-184, 2009.

SANDVOSS, Cornel. Quando Estrutura e Agência se Encontram: os fãs e o poder. Ciberlegenda, n. 28, 2013.

SILVA, Heraldo Aparecido (Ed.). Cultura pop e filosofia: Quadrinhos, cinema, seriados, animações, internet e afins. João Pessoa: Marca de Fantasia, 2021.

SMITH, Alisson; SMITH, Trixie; BOBBITT, Rebecca. Teaching in the pop culture zone: Using popular culture in the composition classroom. Cengage Learning, 2008.

SOARES, Ismar. Educomunicação: um campo de mediações. Comunicação & Educação, n. 19, p. 12-24, 2000.

STALLINGS, Jesse. Pop pedagogy. In: DIAL-DRIVER, Emily; EMMONS, Sally; FORD, Jim (Orgs.). Fantasy media in the classroom: Essays on teaching with film, television, literature, graphic novels, and video games. Jefferson: McFarland, 2014. pp. 11-23.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. São Paulo: Vozes, 2014.

WOLTON, Dominique. Pensar a comunicação. Algés: Difel, 1999.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

ZABALZA, Miguel. Competencias docentes del profesorado universitario: Calidad y desarrollo profesional. Madri: Narcea Ediciones, 2017.

Publicado

2024-05-08

Como Citar

SANTANA, F. C.; ALVES, C. G. Práticas inovadoras em educação: cultura pop e possibilidades didáticas. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 6, p. e12554, 2024. DOI: 10.47149/pemo.v6.e12554. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/12554. Acesso em: 24 jul. 2024.