A roda de conversa na Educação Infantil: um mapeamento bibliográfico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v.4.7232

Palavras-chave:

Roda de Conversa, Estado do Conhecimento, Educação Infantil

Resumo

O presente texto tem o propósito de apresentar um levantamento das produções sobre a “roda de conversa na educação infantil”. As buscas se deram nos portais de periódicos da Capes e SciELO (Scientific Electronic Library Online); nos bancos de dados de teses e dissertações da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), e no Catálogo de Teses e Dissertações da Capes. O aporte teórico se deu a partir do conceito do estado do conhecimento em Ferreira (2002) e Romanowski e Ens (2006). A metodologia foi a pesquisa do tipo estado do conhecimento que tem como finalidade levantar dados sobre o conhecimento produzido a respeito de determinado tema. Os resultados apontam um volume baixo de produções sobre a temática e, a necessidade da realização de pesquisas partindo do olhar e dos saberes dos educadores na realização da roda de conversa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Katia Lanuce Morais Noronha, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Pedagogia (2006) e especialização em Gestão do Sistema de Ensino (2008) pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – UERN. Mestranda em Ensino pelo Programa de PósGraduação em Ensino (POS-ENSINO – UERN/UFERSA/IFRN).

Maria Margarita Villegas, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Professora da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA). Professora Aposentada na Universidad Pedagógica Experimental Libertador – UPEL, Núcleo Maracay - Venezuela. Doutora em Educação pela Universidade de Carababo, Venezuela.

Marcelo Bezerra de Morais, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Professor da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e do Programa de Pós-Graduação em Ensino. Licenciado em Matemática pela UERN e Mestre e Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em educação Matemática (PPGEM), da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp – Campus Rio Claro).

Referências

ANDRÉ, Marli. A produção acadêmica sobre formação de professores: um estudo comparativo das dissertações e teses defendidas nos anos 1990 e 2000. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação Docente, Belo Horizonte, v. 01, n. 01, p. 41-56, ago./dez. 2009. Disponível em: http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br/artigo/exibir/1/7/3. Acesso em: 06 jun. 2020.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas "estado da arte". Educação & Sociedade, v. 23, n. 79, p. 257-272, 2002. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302002000300013. Acesso em: 8 jun. 2020.

REZENDE, Flavia; OSTERMANN, Fernanda; FERRAZ, Gleice. Ensino-aprendizagem de física no nível médio: o estado da arte da produção acadêmica no século XXI. Rev. Bras. Ensino Fís., São Paulo, v. 31, n. 1, p.1402-1 – 1402-8, 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-11172009000100008&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 1 jul. 2020.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37-50, set./dez. 2006. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/24176. Acesso em: 8 jul. 2020.

Publicado

2022-03-20

Como Citar

NORONHA, K. L. M.; VILLEGAS, M. M.; MORAIS, M. B. de. A roda de conversa na Educação Infantil: um mapeamento bibliográfico. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 4, p. e47232, 2022. DOI: 10.47149/pemo.v.4.7232. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/7232. Acesso em: 16 maio. 2022.