Transição do 5º ao 6º Ano do Ensino Fundamental sob a perspectiva do Materialismo Histórico-Dialético

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v6.e11857

Palavras-chave:

Transição Escolar, Ensino Fundamental, Trabalho Educativo, Prática Pedagógica.

Resumo

Apresenta-se uma discussão bibliográfica sobre a transição crítica do 5º para o 6º ano no Ensino Fundamental, sob a ótica do Materialismo Histórico-Dialético. Tem como objetivo discutir as contribuições do Materialismo Histórico-Dialético para as práticas pedagógicas dos professores dos alunos que vivenciam o processo de transição do 5º ano para o 6º ano do Ensino Fundamental. Fundamentado em autores como Marx, Leontiev e Duarte, o Materialismo Histórico-Dialético contribui para a compreensão da educação e a prática educativa dos docentes que devem estar preparados para lidarem com a complexa transição para o Ensino Fundamental II e promoverem um ambiente educacional que considera as diversas mudanças que ocorrem nessa fase escolar. Conclui-se que entender o Materialismo Histórico-Dialético é essencial para elaboração e aplicação de práticas pedagógicas flexíveis e adaptáveis, capazes de considerar as diversas transformações sociais e emocionais que os alunos experimentam nessa transição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mara Cristina Tavares, Universidade Federal de Catalão

Mestranda em Educação pela Universidade Federal de Educação e Pedagoga pelo Instituto Luterano de Ensino Superior de Itumbiara. Professora na Secretaria Municipal de Educação de Caldas Novas – GO e na Secretaria de Educação de Goiás. É membro do Grupo de Pesquisa CIEED (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação).

Cláudia Tavares Amaral, Universidade Federal de Catalão

Doutora em Educação pela Universidade de Lisboa. Professora do Magistério Superior no Curso de Pedagogia e no Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Catalão. Editora Chefe da Revista Poiesis Pedagógica e Líder do Grupo de Pesquisa CIEED (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação).

Referências

ADAMS, Fernanda Welter; MORADILLO, Edilson Fortuna. Formação de Professores de Química na Perspectiva Histórico-Social e a BNCC/BNFP: resistir ou perecer? In: Anais do 2º Simpósio de Ensino em Ciências e Matemática do Nordeste. Anais...Fortaleza (CE), UFC, 2022, p. 01-06.

CUNHA, J. M. G. da. Dificuldades enfrentadas pelos alunos na transição do 5° para o 6° ano. (Trabalho de conclusão de curso) - Universidade Federal do Paraná]. Acervo digital da UFPR, 2016.

DUARTE, N. A individualidade para-si. Campinas, SP: Autores Associados, 1993.

DUARTE, N. Formação do indivíduo, consciência e alienação: o ser humano na psicologia de A. N. Leontiev. Cadernos Cedes, Campinas, v. 24, n. 62, p. 44-63, 2004.

DUARTE, N. Educação escolar, teoria do cotidiano e a escola de Vigotski. Campinas, SP: Autores associados, 2007.

DUARTE, N. Luta de classes, educação e revolução. In: SAVIANI, Dermeval; DUARTE, N. (org.). Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas: Autores Associados, 2012, p. 87-119

DUARTE, N. Os conteúdos escolares e a ressureição dos mortos: contribuições à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas: Autores Associados, 2016.

ENGELS, F. Sobre o papel do trabalho na transformação do macaco em homem. 1999. Disponível em: https://www.gepec.ufscar.br/publicacoes/livros-e-colecoes/marx-e-engels/sobre-o-papel-do-trabalho-na-transformacao-do.pdf. Acesso em: 14 jan. 2024.

FRANCISCO JÚNIOR, E. P. O papel do gestor escolar na transição dos alunos do ensino fundamental – anos iniciais para o ensino fundamental – anos finais. Monografia (Especialização em Gestão Escolar) - Universidade de Brasília, Brasília, Brasil, 2014.

GUSMÃO, B. B. Dificuldade de aprendizagem: um olhar crítico sobre os alunos de 5ª série. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) -Universidade da Amazônia, Brasil, 2001.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. 2019

LAMEU, L. R. G. A Transição do Aluno do 5º ano para o 6º ano do Ensino Fundamental: articulações para superação das dificuldades de adaptação e aprendizado. Caderno PDE, Jacarezinho, PR, v. 1, p. 01-22, 2013.

LEONTIEV. A. N. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizonte, 1978.

MAGALHÃES, G. M.; MARTINS, L. M. Onze teses sobre a relação entre psicologia educacional e pedagogia escolar. Revista Educação em Questão, v. 58, n.55, p. 1-21, 2020.

MARTINS, L. M. A formação social da personalidade do professor: um enfoque vigotskiano. Campinas, SP: Autores Associado, 2007

MARTINS, L. M. Os fundamentos psicológicos da pedagogia histórico-crítica e os fundamentos pedagógicos da psicologia histórico-cultural. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 5, n. 2, p. 130-143, 2013.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos e outros textos escolhidos. 2. ed. São Paulo, 1978.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. 1. ed. reimpressa. São Paulo: Boitempo, 2006.

MARX, K. Para a Crítica da Economia Política. 2. ed. São Paulo: Editora Expressão Popular, 2008.

MORADILLO, E. F. A dimensão prática da licenciatura em química da Ufba: possibilidades para além da formação empírico-analítica. Tese (Doutorado em Ensino de História e Filosofia da Ciência) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, Brasil, 2010.

PAULA, A. P. de et al. Transição do 5º Para o 6º Ano no Ensino Fundamental: processo educacional de reflexão e debate. Revista Ensaios Pedagógicos, v. 8, n. 1, p. 33-52, 2018.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítico: primeiras aproximações. 8. ed. Campinas: Autores Associados, 2003.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas: Autores Associados, 2011.

SILVA, M. H. G. F. D. da. Passagem Sem Rito: as 5ª séries e seus professores. Campinas SP: Editora Papirus, 1997.

SILVA, B. R. O trabalho docente e o sentido de ser professor no contexto da educação infantil. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão, Catalão, Brasil, 2015.

SILVA, E. M. O trabalho educativo e a natureza humana: fundamentos ontológicos da pedagogia histórico-crítica. Tese (Doutorado em Educação Escolar) - Universidade Estadual Paulista, Araraquara, Brasil, 2017.

SIQUEIRA, R. M. Currículo e Políticas Curriculares para o Ensino Médio e para a disciplina Química no Brasil: uma análise na perspectiva histórico-crítica. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, Brasil, 2019.

Publicado

2024-03-04

Como Citar

TAVARES, M. C.; AMARAL, C. T. Transição do 5º ao 6º Ano do Ensino Fundamental sob a perspectiva do Materialismo Histórico-Dialético. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 6, p. e11857, 2024. DOI: 10.47149/pemo.v6.e11857. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/11857. Acesso em: 24 jul. 2024.