Das construções identitárias à cultura escolar: reflexões sobre as concepções pedagógicas de uma professora

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v6.e11246

Palavras-chave:

Cidadania, Instituição Escolar, Práticas Pedagógicas, Processos Identitários

Resumo

O artigo analisa práticas pedagógicas voltadas à promoção da cidadania desenvolvidas em uma instituição escolar de ensino fundamental da Rede Estadual de Ensino do Rio Grande do Sul, situada na cidade de Montenegro, RS. O objetivo específico é compreender o impacto da atuação de uma professora, entre os anos de 1968 e 1997, nas concepções educacionais dessa instituição que contribuíram para que estas práticas ocorressem. Para tanto, como procedimento investigativo, foram utilizadas entrevistas semiestruturadas, orientadas metodologicamente pela História Oral. Como resultados, o presente estudo contribui para o aprofundamento da discussão sobre cultura escolar, pensada com base nas transformações coletivas em interface com os processos identitários individuais, e também para o conhecimento de propostas pedagógicas democráticas e inclusivas que podem ser consideradas inovadoras no contexto em que ocorreram.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Ferraz da Conceição, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Mestre em Educação e doutorando no PPG-Educação, da Unisinos. Professor da Educação Básica no Instituto São José, Montenegro, Rio Grande do Sul.

Isabel Aparecida Bilhão, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Doutora em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professora e pesquisadora no PPG-Educação, da Unisinos.

Referências

BENITO, Agustín Escolano. A Escola como Cultura: experiência, memória e arqueologia. 1. ed. Campinas: Alínea, 2017. 282p.

BRASIL. Plano trienal de educação 1963-1965. (1963). Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me001498.pdf Acesso em jan. 2021.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de et al. A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na história da educação brasileira. Educação e Pesquisa. São Paulo, v.30, n.1, p. 139-159, 2004. Disponível em:https://www.scielo.br/j/ep/a/gWnWZd8C5TsxsYC7d6KzbTS/?format=pdf&lang=pt Acesso em: 20 agosto 2021.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 65. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2018. 256p.

FIALHO, Lia Machado Fiuza; HERNÁNDEZ DÍAZ, José. Maria. Maria Zelma de Araújo Madeira: memórias de formação e resistências da docente universitária negra. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 20, n. 65, p. 775 - 796, 2020. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/dialogoeducacional/article/view/26441. Acesso em: 12 mar. 2024.

FIALHO, Lia Machado Fiuza; FREIRE, Vitória Chérida Costa; SOUSA, Francisca Genifer Andrade de. Deslocamento social mediante a educação: tessituras da mulher pobre e periférica (1970-1994). Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 23, n. 70, p. 227 – 239, 2022. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/revistateias/article/view/66947/43065. Acesso em: 12 mar. 2024.

GOMES, Nilma Lino. Educação, identidade negra e formação de professores/as: um olhar sobre o corpo negro e o cabelo crespo. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.29, n.1, p. 167-182, 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ep/v29n1/a12v29n1.pdf Acesso em: 30 jun. 2020.

KIZOMBA -30 ANOS DE UM GRITO NEGRO NA SAPUCAÍ. Direção: Nathalia Sarro. Produção: Beatriz Barcelos, Danilo Alegre, Vitor Hugo Santos, Fabiana Mello. Roteiro: Nathalia Sarro, Fatima Rodrigues, Vinicius Natal. Fotografia: Nathália Rodrigues. País: Brasil. Produtora: Departamento Cultural da Unidos de Vila Isabel. Ano: 2018. Formato: Documentário online. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=lkDCnLluMTU. Acesso em: 20 mai.2020.

SILVA, Maria Izabel Vargas da. Entrevista. Montenegro, 10 julho. 2021.

MONTENEGRO. Prefeitura Municipal de Montenegro. 2021. Disponível em: https://www.montenegro.rs.gov.br/ Acesso em jan.2021.

MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. 1. ed. Petrópolis/RS. Vozes, 1999. 140p.

NOGUEIRA, Rodrigo Muniz Ferreira. Carnaval de Itabuna: Memória, Identidade e Turismo. Dissertação. (Mestrado em Cultura e Turismo) - Programa de Pós-Graduação em Cultura e Turismo, Universidade Estadual de Santa Cruz, Bahia, 2008. 186p. Disponível em: http://www.uesc.br/cursos/pos_graduacao/mestrado/turismo/dissertacao/dissertacao_rodrigo_muniz.pdf Acesso em: 31 jan. 2022.

O NEGRO NO VALE DO RIO CAÍ. Direção: Roberto dos Santos. Produção: Grupo Consciência Negra de Montenegro. País: Brasil. Produtora: Vídeo’s Art Filmagens. Ano: 1997. Formato: VHS.

PORTELLI, Alessandro. História Oral como arte da escuta. 1. ed. São Paulo: Letra e Voz, 2016. 200p.

SOUZA, Jesse Jane Vieira de. Círculos Operários: a Igreja Católica e o mundo do trabalho no Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2002. 320p.

SOUZA, Neusa Santos. Tornar-se negro: as vicissitudes da identidade do negro brasileiro em ascensão social. 1. ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1983. 176p.

VIÑAO-FRAGO, Antonio. Sistemas Educativos, Culturas Escolares e reformas. 1. ed. Mangualde, Portugal: Edições Pedago, 2007. 160p.

Publicado

2024-04-19

Como Citar

CONCEIÇÃO, A. F. da; BILHÃO, I. A. Das construções identitárias à cultura escolar: reflexões sobre as concepções pedagógicas de uma professora. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 6, p. e11246, 2024. DOI: 10.47149/pemo.v6.e11246. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/11246. Acesso em: 24 jul. 2024.